Tavira | “Campanha Floresta Segura 2021”

No seguimento do Plano de Monitorização, Sensibilização e Fiscalização 2021 para a região do Algarve, iniciam-se, hoje, nas freguesias prioritárias do concelho de Tavira, ações de fiscalização com vista a identificar e georreferenciar situações mais críticas de incumprimento dos critérios de gestão de combustível.

Este plano integra a campanha “Floresta Segura 2021” da Guarda Nacional Republicana (GNR), a qual visa prevenir comportamentos de risco, garantir a segurança das populações e salvaguardar a floresta nacional. A esta entidade juntam-se os Bombeiros Municipais de Tavira, a Proteção Civil, as Juntas de Freguesia de Cachopo, Conceição/Cabanas, Santa Catarina da Fonte do Bispo e Tavira, que começam a segunda fase do plano, de acordo com a presente calendarização:

- 08 e 09 de março: Cachopo, Conceição/Cabanas
- 10 e 11 de março: Santa Catarina da Fonte do Bispo e Tavira 

Estas iniciativas visam alertar os proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que, a qualquer título, detenham terrenos confinantes com edifícios inseridos em espaços rurais, são obrigados a proceder à gestão de combustível, numa faixa com as seguintes dimensões:

- Largura não inferior a 50m, a partir da alvenaria exterior do edifício, sempre que esta faixa abranja terrenos ocupados com floresta, matos ou pastagens naturais;

- Largura definida no Plano Municipal de Defesa contra Incêndios, com o mínimo de 10m e o máximo de 50m, a partir da alvenaria exterior do edifício, quando a faixa abranja, exclusivamente, terrenos com outras ocupações.

Mun de Tavira

Dia Internacional da Mulher - O Lado doce das Mulheres no projeto Gentileza Gera Gentileza

A Casa do Amparo, cooperativa sem fins lucrativos no ramo da solidariedade social, sediada em Tavira e na Baixa da Banheira/Moita, assinala o Dia da Mulher com uma atividade no âmbito do projeto R3G que se intitula "o lado doce das mulheres".

A atividade é realizada por mulheres voluntárias, todas elas alunas das oficinas de Informática e de Artesanato dinamizadas por esta cooperativa. Cada voluntária foi desafiada a fazer um bolo para ser doado a uma amiga oculta. Todas elas fizeram um bolo sem saber quem o iria receber e todas elas receberam um bolo sem saber quem o confeccionou.

O objetivo desta atividade foi quebrar a barreira do confinamento e, não obstante estarmos a viver esta época tão árida de contactos devido à pandemia, cada uma dedicar um pouco do seu tempo realizando uma tarefa para levar doçura e gentileza a outra pessoa, um gesto bem feminino em homenagem ao Dia da Mulher que simboliza também aquela que cuida e alimenta com amor e gentileza de modo indiscriminado. Esta atividade terá continuidade em ações de partilha também à distância, de receitas destes bolos, entre outras, como forma de promover o relacionamento sem contactos diretos.

Para assinalar o Dia da Mulher com esta troca gentil e doce, o projeto R3G contou com a participação de quinze mulheres voluntárias e, nesse sentido, a direção da Casa do Amparo parabeniza a todas as mulheres dos Núcleos desta cooperativa que estão envolvidas nos seus projetos sociais e deseja que esta gentileza e manifestação de afeto fortaleça os laços entre todas as pessoas para que possamos superar ou, pelo menos minimizar, os impactos que a pandemia trouxe nos últimos meses.

Neste dia 08 de Março felicitamos todas as mulheres pelo Dia da Mulher!

Casa do Amparo

Associação Movimento Determinante | Carta Aberta aos Portugueses

É com desagrado e estupefação que a Associação Movimento Determinante ficou a saber que o Centro de Medicina Física e Reabilitação do Sul (CMR Sul) acaba de abrir uma valência para reabilitação de doentes COVID-19. Não por estas pessoas não terem direito a uma reabilitação especializada, mas por essa valência abrir à custa de outros, igualmente dela necessitados, a quem essa reabilitação tem sido recusada e a quem tem sido igualmente adiada a entrega de ajudas técnicas e materiais de apoio.

Com efeito, existe uma preocupante lista de espera, que rondará os 5 meses, de pessoas com lesões recentes medulares (LM), traumatismos crânio-encefálicos (TCE), acidentes vasculares cerebrais (AVC), entre outras patologias, a aguardar por vagas constantemente proteladas e, consequentemente, com a sua reabilitação final seriamente comprometida por falta de intervenção médica e terapêutica oportuna. Como é que essas pessoas vão entender que uma ala que não foi reaberta para elas o seja agora e exclusivamente para reabilitação de doentes COVID?

Já não é a primeira vez que o CHUA (Centro Hospitalar Universitário do Algarve) utiliza o Centro de Medicina Física e Reabilitação do Sul para colocar utentes do Hospital de Faro sem as referidas patologias, quando dispõe de unidades de reabilitação nos seus hospitais, incluindo o de Faro e o de Portimão.  Também não se compreende que os doentes que tiveram COVID passem à frente dos doentes em lista de espera, que precisam de assistência e tratamento para poderem vir a ter (ou manterem) alguma qualidade de vida. Mas como esses não tiveram COVID, não é importante! Afinal, são só uma minoria social de quem muito se fala, mas de quem muito poucos querem saber.

Somos uma associação de defesa dos direitos das pessoas portadoras de deficiência e dos seus familiares e cuidadores, com experiência própria sobre as consequências da falta de intervenção médica e terapêutica na altura adequada. Defender a dignidade do CMR Sul e dos doentes que dele necessitam é uma das nossas formas de intervenção social para uma sociedade democrática. Para nós, não há doentes de primeira nem de segunda, como também não há portugueses de primeira nem de segunda. E para si?

Associação Movimento Determinante

 

Sugestão Auchan | Livro: O Longo Caminho para a Igualdade - Mulheres e Homens no Século XXI

Hoje, dia 8 de março, comemora-se o Dia Internacional da Mulher, uma data que ganha cada vez mais importância pelas questões da igualdade de género, tão debatidas atualmente.

As escritoras Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada acabam de lançar um novo livro, ilustrado por Susana Carvalhinhos, dedicado às questões de género no acesso ao trabalho, a ser lançado online hoje. O livro, intitulado "O Longo Caminho para a Igualdade - Mulheres e Homens no século XXI", é destinado ao público infantojuvenil, e tem como objetivo combater preconceitos e desconstruir estereótipos de género associados às profissões, reforçando a ideia de que todas as profissões estão acessíveis a qualquer mulher e a qualquer homem e todas as mulheres e todos os homens merecem as mesmas oportunidades de carreira, independentemente do género.

Este é o primeiro livro publicado pelo iGen-Fórum Organizações para a Igualdade*, em parceria com a Imprensa Nacional, a editora pública portuguesa.

A Auchan Retail Portugal, como um dos membros do iGen e empresa em constante defesa pela igualdade de género, aconselha a leitura deste livro. Nas palavras de Jorge Filipe, Diretor de Recursos Humanos da Auchan Retail Portugal, "O princípio da igualdade de género deve ser considerado um dos pilares da política de diversidade de todas as empresas. Na Auchan estamos, desde sempre, comprometidos com princípios de gestão ética e responsável, promovendo o desenvolvimento de uma cultura de confiança, integridade e proximidade entre todos(as) os(as) colaboradores(as). Foi o acreditar que era possível mudar as mentalidades dos nossos lideres, que nos levou a trabalhar no sentido de não ter nenhuma função exclusiva de um género. Desde 2009, recrutamos e desenvolvemos competências independentemente do género e, como consequência, em 2019 o equilíbrio Mulheres/Homens (50%) nas nossas equipas de lideres foi alcançado; em simultâneo o desfasamento salarial entre Mulheres e Homens foi reduzindo. O percurso para a igualdade de género parece ser longo, mas o exemplo da nossa experiência leva-nos a acreditar que poderá ser encurtado e trilhado com sucesso, como prova este livro."

De momento, o livro apenas se encontra à venda no site da Imprensa Nacional Casa da Moeda (enquanto as lojas estão fechadas) e no site e nas lojas Auchan.

Para assistir em tempo real à sessão de lançamento da obra, visite a página do iGen dedicada ao evento.

*O iGen - Fórum Organizações para a Igualdade, criado em 2013, é composto por 69 organizações, nacionais e multinacionais, dos setores público, privado e da economia social,  que operam em Portugal e representam, no seu conjunto, cerca de 2% do PIB português. Os membros do iGen assumem o compromisso de reforçar e evidenciar a sua cultura organizacional de responsabilidade social incorporando, nas suas estratégias e nos seus modelos de gestão, os princípios da igualdade entre mulheres e homens no trabalho e no emprego. A CITE-Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego é a entidade dinamizadora do iGen.

HK Strategies

Tavira | Semana da Leitura

Numa iniciativa do Plano Nacional de Leitura (PNL), Tavira promove a 15.ª edição da Semana da Leitura, a qual decorre entre 08 e 12 de março. A ação, devido à atual situação de pandemia COVID-19, realiza-se online e conta com a participação das escolas das redes pública e privada.

O programa prevê um conjunto de atividades que, durante estes dias, assinalam a leitura como elemento estruturante e agregador. Neste sentido, é possível assistir ao seguinte cartaz:

- “Galeria de autores”
Este ano a Biblioteca Municipal Álvaro de Campos disponibilizará um vídeo com imagens de anteriores edições, criando, deste modo, uma mostra online da Galeria de autores.

- “Tavira a ler”
Durante este período, a Rádio Gilão irá transmitir vários momentos de leitura de textos pela voz dos estudantes. Esta ação resulta da articulação entre professores, alunos e este órgão de comunicação social local.

- “Põe-te a ler”
Publicação de comentários, artigos de opinião, reflexão sobre livros selecionados por alunos, pais, encarregados de educação e professores.

- A Quatro Mãos
No dia 12 de março, pelas 11h00, é intenção da organização alargar o gosto pelos livros e o prazer de ler por todos os alunos do 1.º Ciclo do concelho. Neste sentido, será enviado um link também para as escolas das freguesias, ampliando, assim, a participação de um maior número de crianças nesta iniciativa.

A Semana da Leitura é uma organização da Rede de Bibliotecas de Tavira (bibliotecas escolares e municipal) e conta com a colaboração da Rádio Gilão.

Mun de Tavira