Loulé | "RHI-Loulé" com várias Propostas de Apoio

O Arte Institute, organização que promove a cultura contemporânea portuguesa em Nova Iorque e no mundo, traz pelo segundo ano consecutivo a Portugal a iniciativa “RHI – Revolution, Hope, Imagination”, realizando-se em Loulé a 19 de setembro numa parceria com a Câmara Municipal através do Cineteatro Louletano. 

O evento, que passa por 11 cidades de Portugal Continental e Ilhas (Évora, Faro, Braga, Alcobaça, Leiria, Loulé, Torres Vedras, Lisboa, Porto, Funchal e Vidigueira), realiza-se na segunda quinzena de setembro, estendendo-se em diversas atividades durante o resto do ano e é o único evento em Portugal que tem vindo a promover novas ligações entre a Arte e o Negócio e a Cultura e o Turismo.

Neste circuito nacional, o RHI apresenta palestras, workshops/webinars e espetáculos em várias cidades, sendo o evento de natureza gratuita e aberto ao público em geral, ainda que mais direcionado para profissionais das artes e cultura. Em 2020 pretende-se fortalecer e estreitar relações na rede de networking criada na I Edição (de 2019, na qual Loulé também participou), promovendo uma troca cultural entre cidades portuguesas e dando voz a artistas de vários pontos do país. O RHI atua em Portugal como um todo, oferecendo oportunidades únicas de criação de contactos a programadores, curadores e artistas portugueses, bem como novas interações com empresas e agentes turísticos visando a busca de soluções para a classe artística.

O programa previsto para Loulé tem três enfoques principais. Um deles passa pela disponibilização ao meio artístico de um conjunto alargado e atualizado de ferramentas quer na área da formação técnica (registo audiovisual e utilização de social media), quer na vertente do marketing e da promoção dos seus trabalhos na esfera digital e noutros canais, quer ainda ao nível da preparação e apresentação de projetos culturais a entidades públicas e privadas. Assim, rumam a sul o reconhecido realizador André Tentúgal, que estará no Auditório do Convento do Espírito Santo no dia 19 (9h30 às 13h30) a dinamizar uma masterclass de Vídeo Low-Budget e Marketing Digital com os seguintes tópicos: Introdução à Imagem, Técnicas de Posicionamento de Câmara e Material de Filmagem, Técnicas de Iluminação, Técnicas de Edição e Promoção do trabalho. No mesmo dia, mas às 14h30 no Palácio Gama Lobo, o experiente marketeer Pedro Laranjeira dinamiza um workshop sobre Arte & Negócio, em que explora a temática da construção de projetos que tenham relevância para uma instituição ou empresa e das metodologias associadas a esse processo. Ambas as ações têm entrada gratuita, limitada, conferem certificado de participação e implicam inscrição prévia através dos contactos: 289414604 / Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

Um segundo destaque vai para a realização de um debate que reúne os programadores das várias cidades incluídas na iniciativa RHI, no sentido de partilharem e cruzarem experiências e práticas em torno do universo cultural e artístico numa conjuntura de pandemia, bem como dos múltiplos desafios em curso atualmente, o qual ocorre no Palácio Gama Lobo pelas 16h30 do mesmo dia. Uma terceira componente desta iniciativa em Loulé prende-se, mais uma vez, com um dos principais eixos estratégicos da programação do Cineteatro Louletano, que consiste no apoio, estímulo e valorização dos projetos artísticos locais, neste caso musicais. Daí que sejam realizados quatro showcases com bandas locais, designadamente Stone Breaker, badweather, Perigo Público e MorTais, que serão transmitidos no dia 20 de setembro às 18h00 nas páginas de Facebook da Antena 3 (media partner desta iniciativa), RHI, Loulé Film Office e Cineteatro Louletano. 

Para mais informações, os interessados podem contactar o Cineteatro Louletano pelo telefone 289 414 604 (terça a sexta-feira, das 13h00 às 18h00) ou pelo email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

O Cineteatro Louletano é uma estrutura cultural no domínio das artes performativas da Câmara Municipal de Loulé e está integrado na Rede Azul – Rede de Teatros do Algarve e na Rede 5 Sentidos.

GAP da CM Loulé

Faro | Programa "Faro Ativo" acontece em Formato Inédito

Câmara Municipal de Faro promove iniciativa em vertente presencial e digital. Atividades decorrem a partir de domingo, dia 20 de setembro, até dia 11 de outubro, com escrupuloso respeito pelas indicações emanadas pela Direção-Geral de Saúde.

O Município de Faro, em parceria com o movimento associativo e o tecido empresarial do concelho, apresenta o já habitual programa desportivo Faro Ativo, este ano em formato digital e presencial. Esta edição mista acontece entre os dias 20 de Setembro e 11 de Outubro e inclui atividades no âmbito das comemorações da Semana Europeia do Desporto, que se assinala de 23 a 29 de Setembro.

Tendo em conta que o Faro Ativo se vem constituindo há vários anos como montra da oferta, pública e privada de serviços desportivos existentes no concelho, a autarquia não quis deixar de promover esta iniciativa que tanto tem contribuído para o desenvolvimento desportivo da comunidade, respeitando ainda assim com zelo escrupuloso o contexto de pandemia que vivemos e todas as medidas de segurança e distanciamento físico impostas pela Autoridade de Saúde.

Assim, o programa de atividades vai incluir uma vertente digital, que prevê a transmissão de atividades organizadas para o efeito pelas entidades parceiros do Faro Ativo, nas datas, horários e canais digitais municipais que podem ser consultadas no programa em anexo.

Simultaneamente, a vertente presencial pressupõe uma visita aos locais onde as entidades parceiras se encontram a desenvolver as suas atividades e onde todos os interessados poderão assistir ou participar, num contexto de experimentação ou batismo de modalidade, de forma gratuita, mediante marcação prévia junto da entidade promotora e com o devido cumprimento de todas as indicações emanadas pela Direção-Geral de Saúde.

O Município de Faro pretende que, num ano singular das vidas de todos, o programa Faro Ativo venha a constituir-se como um momento familiar, contribuindo simultaneamente para debelar algumas dificuldades que os tecidos associativo e empresarial têm experimentado no contexto da pandemia de Covid-19 no nosso concelho.

A autarquia saúda ainda o entusiasmo com que todas as entidades parceiras acolheram esta ideia tornando possível a implementação do programa Faro Ativo 2020.

Para aceder a mais informações e ao programa completo do Faro Ativo 2020 visite-nos em www.cm-faro.pt, na página de Facebook “Desporto em Faro” ou contacte a Divisão de Desporto e Juventude, através do telefone 289 870 843 ou do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

DCM da CM Faro

VRSA | Município Melhora Eficiência dos Sistemas de Rega e Reduz perdas de Água

O município de Vila Real de Santo António formalizou, com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), o protocolo de colaboração para a «Monitorização e Controlo Ativo de Perdas» e «Adoção de Sistemas de Rega Urbana Inteligentes e Eficientes».

O programa faz parte de uma candidatura efetuada pela Câmara Municipal para a instalação de sistemas de rega inteligentes e eficientes em espaços verdes do concelho, cuja comparticipação atribuída é de 50 mil euros.

A assinatura do protocolo, válido por um ano, foi efetuada pelo vice-presidente do Conselho Diretivo da APA, I.P., José Pimenta Machado da Silva, e pelo vice-presidente da Câmara Municipal de VRSA, Luís Romão, numa cerimónia que teve lugar no Grande Auditório da Universidade do Algarve.

O ato inseriu-se na sessão pública de Apresentação do Plano Regional de Eficiência Hídrica (PREH) do Algarve e tem em vista a monitorização e controlo ativo de perdas e a adoção de sistemas de rega urbana inteligentes e eficientes na região.

Para Luís Romão, vice-presidente da Câmara Municipal de VRSA, «o programa constitui um contributo importante, uma vez que permite o controlo remoto do sistema de abastecimento de água, a identificação precoce de fugas/anomalias bem como a programação e adequação nos meses de chuva».

O objetivo é supervisionar as pressões no sistema de abastecimento e implementar uma estratégia de controlo ativo de perdas de água, recorrendo à setorização e monitorização da rede de distribuição e a inspeções regulares para a deteção e localização de roturas.

Através deste projeto, o município obterá não só uma poupança nos consumos de água, com óbvios ganhos ambientais, mas também verá também reduzida a fatura de água no que se reporta à rega de espaços verdes.

GC do Mun VRSA

Castro Marim | Prémio da Mobilidade em Bicicleta

A Câmara Municipal de Castro Marim foi ontem representada pela vice-presidente Filomena Sintra, na entrega do prémio nacional da Mobilidade em Bicicleta, iniciativa da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta. 

Aproveitando esta condecoração e no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade [de 16 a 22 de setembro] e do dia Europeu sem Carro [22 de setembro], Castro Marim junta-se ao movimento europeu de mobilidade sustentável e limita o trânsito automóvel de uma das principais artérias da vila de Castro Marim, a Rua Dr. José Alves Moreira, à circulação de transportes públicos e veículos de emergência. Assim, no dia 22 de setembro, terça-feira, a autarquia de Castro Marim lança à comunidade o repto de aderir a uma mobilidade sustentável. 

No mesmo dia, o Município de Castro Marim lança a imagem do projeto integrado de sustentabilidade ambiental, o Triângulo Verde Ciclável, que passa por ligar Vila Real de St. António – Castro Marim – Praia Verde. A Ciclovia da Lezíria, com uma extensão de 3km que ligam VRSA a Castro Marim, foi inaugurada em fevereiro deste ano e permite também o acesso ao interior da Reserva Natural do Sapal. Está para breve o arranque da construção da próxima infraestrutura ciclável, Castro Marim – Praia Verde, que será também um troço da Ecovia do Litoral e do EuroVelo, promovida pela CCDR-Algarve e pela AMAL. Localizada na EN 125-6, a via de acesso à freguesia de Altura e ao IC27, deverá ter uma extensão de cerca de 5km e a sua criação está integrada num projeto de valorização da rodovia, nomeadamente no alargamento e repavimentação e na melhoria da drenagem. 

A Ciclovia da Lezíria foi uma obra enquadrada no PO CRESC Algarve 2020, no âmbito do plano de ação PADRE, aprovado para o Baixo Guadiana na operação READY, apoiada por Portugal e União Europeia, cofinanciada a 70% pelo FEDER. A próxima ciclovia de Castro Marim até à Praia Verde é uma empreitada estimada em cerca de 850.000,00+IVA, enquadrada no PO CRESC Algarve 2020, cofinanciada a 50% pelo FEDER, no âmbito do PAMUS (Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável). A obra será ainda objeto de candidatura ao Empréstimo Quadro do BEI. 

Numa parceria transfronteiriça, a autarquia castromarinense tem em candidatura um troço da Ciclovia Paco de Lucía, que irá ligar a sede concelho ao Monte Francisco, à Junqueira, à sede da Reserva Natural e a Ayamonte, através da Ponte Internacional do Guadiana. 

Procurando sempre ampliar e promover uma mobilidade mais sustentável, o Município de Castro Marim tem concretizado outras ações e iniciativas, nomeadamente a aquisição de veículos 100% elétricos destinados aos serviços municipais externos e aos transportes sociais e de saúde, a instalação de um Posto de Carregamento Normal (PCN) em Castro Marim, que pode ser gratuitamente utilizado por dois veículos elétricos em simultâneo, e a instalação de mais suportes para estacionar bicicletas por todo o concelho. Para breve está também a instalação de PCN em Altura, junto ao Mercado Municipal. 

“Promover saúde, ambiente e mobilidade carbono zero, são objetivos para uma sociedade mais feliz e mais saudável, portanto deve estar nos desígnios de qualquer política autárquica e governamental, que deve, inclusive, apoiar todas essas medidas”, declarou a vice-presidente de Castro Marim, Filomena Sintra. 

GI da CM Castro Marim

Olhão | Horários de Abertura de Estabelecimentos

Tendo o nosso País entrado, esta semana, em situação de contingência, transcreve-se, abaixo, o Despacho do Presidente do Município de Olhão, relativo aos horários de abertura de estabelecimentos comerciais no concelho:

•A situação epidemiológica em Portugal provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 e pela doença COVID 19, tem exigido a aprovação de medidas extraordinárias com vista a prevenir a transmissão desta doença;
•O disposto na resolução do Conselho de Ministros n.º 70-A/2020, de 11 de setembro, que vem declarar a situação de contingência a partir das 00h00 do dia 15 de setembro corrente;
•Mantém-se a necessidade, por razões de saúde pública, de serem observadas regras de ocupação, permanência e distanciamento físico, bem como regras de higiene em conformidade com as orientações da DGS;
•A interrupção das cadeias de transmissão, baseada na adoção de regras básicas de manutenção do distanciamento físico, etiqueta respiratória, higienização de mãos e utilização de máscara, pode beneficiar da complementaridade de outras medidas de saúde públicas;
•O disposto no art.º 10 do anexo à Resolução do Conselho de Ministros n.º 70-A/2020, de 11 de set., quanto aos horários de funcionamento dos estabelecimentos, que permite o encerramento entre as 20h00 e as 23h00, podendo o horário ser fixado pelo Presidente da Câmara Municipal mediante parecer favorável da autoridade local de saúde e das forças de segurança (n.º 3);

No uso das competências que me são conferidas pela alínea n.º 3 do art.º 10 da Resolução do Conselho de Ministros n.º 70-A/2020, de 11 de setembro, e depois de consultadas e obtido parecer favorável das autoridades policiais e autoridades de saúde locais, sem prejuízo das regras especiais aplicáveis ao respetivo setor de atividade previstas na referida Resolução do Conselho de Ministros, determino:

1.Os estabelecimentos do concelho mantêm o horário de funcionamento, desde que esse horário se encontre compreendido no período das 07h00 às 23h00;
2.Excetuam-se do número anterior, os constantes do n.º 5 do art. º 10 da citada Resolução de Conselho de Ministros n.º 70-A/2020;
3.Todos os estabelecimentos de restauração e similares encerram às 00h00, com admissão até às 23h00;

O incumprimento dos limites estabelecidos no presente despacho será aplicado, a título sancionatório, o regime restritivo previsto na Resolução do Conselho de Ministros n.º 55-A/2020, de 31 de julho, na redação que lhe foi dada pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 63-A/2020, de 14 de agosto, com a consequente redução do horário de funcionamento;
O período de funcionamento das atividades económicas no concelho de Olhão será revisto caso ocorra uma modificação das condições que determinaram este despacho.
O presente despacho produz efeitos a partir de dia 16 de setembro de 2020.

O Presidente da Câmara Municipal,
António Miguel Ventura Pina