Super Nova chega finalmente a Faro

Super Nova by Super Bock é um conjunto de espectáculos itinerantes que irá chegar a à Associação de Músicos, no próximo sábado, dia 19 de outubro. Super Nova chega a Faro, e traz consigo First Breath After Coma, Solar Corona e Lonzdale's Fantasy.

"Descobrir uma supernova é uma raridade, e o seu brilho é superior a 100 bilhões de estrelas da galáxia." A Super Bock e o Maus Hábitos produziram em 2017 uma noite de nova música portuguesa por mês, no espaço Maus Hábitos (Porto), com 3 bandas por sessão, um cabeça de cartaz, duas bandas emergentes.

Depois de dois anos de edições no Maus Hábitos e 5 circuitos Super Nova de Norte a Sul do país e ilhas, 33 bandas, em 12 salas com mais de 90 concertos e mais de 20000 pessoas a vibrar ao som da nova música Portuguesa, a Super Nova continua errante e procura estruturar e potenciar uma rede de casas de música ao vivo em todo o território nacional.

A organização de um circuito de espectáculos ao vivo materializa-se, pegando no conceito inicial com 3 bandas da nova música portuguesa e produzindo uma digressão que percorre o país durante um período de tempo, possibilitando às bandas todas as condições para uma tour nacional e proporcionando aos espaços uma programação de qualidade e interacção entre eles, e assim, na sua 6ª edição, a Super Nova chega a Faro.

Neste dia, as portas da Associação Recreativa e Cultural dos Músicos abrem às 21h para três concertos imperdíveis no emergente panorama da música nacional. Os bilhetes podem ser adquiridos no próprio dia, no local.

De acordo com a Super Bock, esta é uma "iniciativa que reforça o posicionamento da Super Bock no apoio à dinamização de novos talentos e artistas nacionais, nomeadamente através da música, território que faz parte do ADN da marca há mais de duas décadas".

Fonte: ARCM

Futebol | Amanhã inicia-se a 11ª jornada da Liga Revelação

O pontapé de saída da 11ª jornada da Liga Revelação é já amanhã!

Às 11 horas o Estoril Praia joga com o CD Aves e um pouco mais tarde, às 15 horas, em direto no canal 11, o Vitória SC defronta o Leixões SC. À mesma hora, o CS Marítimo desloca-se ao reduto do CD Feirense e o Belenenses SAD recebe o FC Famalicão. O primeiro dia da jornada termina com o jogo entre o Rio Ave FC e o Portimonense, pelas 16 horas.

No sábado, os jogos iniciam-se às 11 horas, com o dérbi lisboeta a colocar frente a frente SL Benfica e Sporting CP, partida que será transmitida em direto na BTV. Neste dia, a encerrar a jornada, poderá assistir também, às 11 horas, ao embate entre o SC Braga e o Cova da Piedade SAD, e às 15 horas, à visita do Vitória FC ao terreno da Académica.

VEJA OS GOLOS DA 10ª JORNADA

Fonte: FPF

 

GNR: Olhão e Quarteira – Apreensão de 270 quilos de Bivalves por Captura Proibida

A Unidade Controlo Costeiro, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Olhão, ontem, dia 16 de outubro, apreendeu 270 quilos de bivalves, no valor estimado de 1 280 euros, em Olhão e Quarteira.

No âmbito de uma ação de vigilância e patrulhamento da costa que visava a preservação de espécies marinhas e a salvaguarda da fauna e flora na ilha de Culatra, os militares detetaram 224 quilos de conquilha capturada numa zona proibida, tendo sido de imediato apreendida. Na sequência da ação foram identificados dois homens de 46 e 48 anos, e elaborado os respetivos autos de contraordenação, com uma coima que pode ir até 37 500 euros.

Na mesma manhã, na localidade de Quarteira, os militares apreenderam 17 quilos de conquilha, 13 quilos de mexilhão, 7 quilos de ostra, 5 quilos de ameijoa japónica e 4 quilos de berbigão, por terem sido colocados no mercado de retalho, para venda a granel, sem terem passado por um centro de expedição. Foram identificados dois homens de 30 e 32 anos e elaborado o respetivo auto de contraordenação, punível com coima até 25 000 euros. Os bivalves por se encontrarem vivos, foram devolvidos ao habitat natural.

A GNR alerta que a ingestão de bivalves contaminados pode causar graves problemas de saúde, uma vez que os moluscos bivalves são organismos que se alimentam por filtração, possuindo a capacidade de acumular nos seus tecidos vários contaminantes tóxicos. As interdições de captura dos moluscos bivalves, equinodermes, tunicados e gastrópodes marinhos vivos, aplicam-se ao público em geral, assim como aos mariscadores profissionais e amadores, independentemente do processo de captura. Os moluscos bivalves vivos só podem ser colocados no mercado para venda a retalho por intermédio dos centros de expedição, onde é aplicada uma marca de identificação.

Fonte: GNR-UCC

 

Faro | "Feira de Santa Iria" está a chegar

Irá decorrer, entre os dias 18 e 27 de outubro, no Largo de São Francisco, a tradicional Feira de Santa Iria, que promete uma semana de animação intensa. O evento é organizado pela AmbiFaro, em parceria com a Câmara Municipal e é um dos mais participados certames do género em todo o Algarve.

Com vários séculos de história, trata-se de uma das mais antigas e tradicionais feiras da região. Embora não seja possível precisar com exatidão o ano da sua origem, existem manuscritos que reportam ao ano de 1596 como o da realização da primeira feira franca.

A Feira de Santa Iria, cujo nome se deve à coincidência do calendário com o dia desta Santa, sempre foi uma oportunidade de negócio e de contacto com diferentes culturas e novidades.

É hoje um pólo de animação muito aguardado por visitantes nacionais e estrangeiros e constitui um cartão-de-visita de excelência numa altura em que muitos locais perderam a tradição das feiras.

No local será possível uma grande diversidade de atrativos: stands institucionais; exposições; divertimentos para crianças e adultos; comes e bebes; artesanato; venda de produtos diversos (produtos alimentícios de todo o país, as tradicionais farturas e muito mais).

A feira irá funcionar nos seguintes horários: sextas e sábados, das 14:00 à 01:00 / domingo a quinta, das 14:00 às 00:00.

Consciente das dificuldades de estacionamento que o evento acarreta, entendeu a organização reservar o parque de estacionamento da Pontinha, durante os dias úteis, no período de 16 a 25 de outubro. Neste período o parque pode ser utilizado gratuitamente por todos aqueles que dele possam necessitar.

Fonte: Mun de Faro

Albufeira | Município transfere Recursos para as Freguesias

O Município de Albufeira assinou no passado dia 7 de Outubro os Acordos de Transferência de Recursos do Município para as quatro freguesias do concelho. A iniciativa enquadra-se no âmbito da Lei nº 50/2018, de 16 de agosto, que veio estabelecer o quadro de transferências para as autarquias locais, concretizando os princípios da subsidiariedade, da descentralização administrativa e da autonomia do poder central. No mesmo dia, foram também assinados os Contratos Interadministrativos de Delegação de Competências do Município nas Juntas de Freguesia.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira informa que o processo foi moroso mas bastante participado “mantivemos várias reuniões com todos os presidentes das Juntas de Freguesia, no sentido de chegarmos a um consenso relativamente às competências a transferir, quantificação das áreas e valores médios implicados, de forma a apurarmos o valor global a atribuir a cada freguesia. José Carlos Rolo destaca que as referidas medidas “visam promover a coesão territorial, o reforço da solidariedade intermunicipal, a melhoria dos serviços prestados às populações e a racionalização dos recursos disponíveis. No fundo, trata-se de tornar a gestão do território no seu todo mais funcional e facilitadora, no sentido de melhor resolvermos as necessidades e os problemas sentidos pelos cidadãos”, conclui.

Para concretizar as referidas competências, a Câmara Municipal acordou com cada uma das quatro freguesias do concelho uma proposta de transferência de recursos de natureza financeira e patrimonial com vista ao exercício das responsabilidades previstas, sendo que algumas o Município deliberou transferir parcialmente e outras assumiu na sua totalidade.

No caso da Freguesia de Albufeira e Olhos de Água, o Município decidiu manter no âmbito da sua intervenção, ainda que parcialmente, as competências de gestão e manutenção dos espaços verdes existentes na freguesia, a limpeza das vias e espaços públicos, sargetas e sumidouros (ambos os casos com algumas exceções previamente acordadas) e a gestão e manutenção do recinto da feira e do mercado de Albufeira.

Para além das competências partilhadas, a Freguesia de Albufeira e Olhos de Água irá assumir a responsabilidade total pela manutenção, reparação e substituição do mobiliário urbano instalado no espaço público (com exceção daquele que seja objeto de concessão), a realização de pequenas reparações e a manutenção dos espaços envolventes nos estabelecimentos de educação pré-escolar e do primeiro ciclo do ensino básico. Para o efeito, a Câmara Municipal irá transferir uma verba anual no valor de 956 943,00 euros (2020 e 2021) e um trator com braço de deservagem.

Na área das competências próprias, foi também assinado o Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências, ao abrigo do qual a Freguesia de Albufeira e Olhos de Água se compromete: a assegurar, promover e realizar a manutenção e conservação das estradas municipais pavimentadas; gerir, conservar, promover e assegurar a manutenção e limpeza dos sanitários públicos e sala de convívio, no centro da localidade de Olhos de Água, e assegurar a aquisição de bens e serviços destinados à manutenção das fotocopiadoras existentes nos estabelecimentos de educação pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico. A delegação de competências irá ser acompanhada de um pacote financeiro no valor anual de 411 980,00 (2020 e 2021). O contrato será completado pela entrega de um camião com báscula e pela cedência de dois trabalhadores da Autarquia.

Quanto aos Acordos de Transferência de Recursos para as Freguesia da Guia, Ferreiras e Paderne, o Município decidiu manter no âmbito da sua intervenção, ainda que parcialmente, as competências de gestão e manutenção dos espaços verdes e da limpeza das vias e espaços públicos na área das respetivas freguesias. Para além destas responsabilidades repartidas com a Autarquia, as três freguesias irão assumir na totalidade a manutenção, reparação e substituição de mobiliário urbano instalado no espaço público (com exceção daquele que seja objeto de concessão); a gestão e manutenção corrente das feiras e dos mercados e a realização de pequenas reparações e manutenção dos espaços envolventes nos estabelecimentos de educação pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico. Para a concretização das referidas competências a Freguesia da Guia irá receber uma verba anual no valor de 383 783,00 euros, a Freguesia de Ferreiras 404 504,00 euros e a Freguesia de Paderne 357 688,00 euros, valores a distribuir de igual forma ao longo de 2019, 2020 e 2021.

No que se refere à Delegação de Competências próprias da Autarquia, a Freguesia de Ferreiras irá receber uma verba anual de 256 831,00 euros (2019/2020/2021), que se destina a assegurar, promover e realizar a manutenção de todas as estradas municipais pavimentadas e a aquisição de bens e serviços destinados à manutenção das fotocopiadoras dos estabelecimentos do pré-escolar e 1º ciclo, mais um camião com báscula, uma retroescavadora e três funcionários.

Para além das competências anteriormente referidas, a Freguesia da Guia irá, também, gerir, conservar e promover a limpeza do cemitério. Para que possa dar resposta aos compromissos assumidos, irá receber um valor anual no montante de 245 649,00 euros (2019/2020/2021), uma máquina mini-retroescavadora, uma carrinha ligeira de mercadorias (pick-up), um veículo ligeiro de passageiros, com lotação de 9 lugares e dois trabalhadores.

Paderne é a Freguesia que irá assumir o maior número de competências, para além referenciadas para Ferreiras e para a Guia irá ficar, também, responsável por gerir, conservar, promover e assegurar a manutenção e limpeza dos sanitários públicos, localizados no sítio da Fonte e Centro de Saúde. A delegação de competências será acompanhada da transferência de uma verba anual no valor de 234 025,00 euros (2019/2020/2021), a entrega de um camião com báscula, uma máquina retroescavadora, um trator e dois funcionários.

Refira-se que as verbas serão transferidas mensalmente, até ao limite máximo anual previsto no Orçamento do Município.

Fonte: GRP da CM Albufeira