Alimentação Saudável e salário mínimo

Saborear com Peso e Medida
Tools
Typography
Ao mesmo tempo, são alimentos básicos que não podem faltar, numa alimentação equilibrada e saudável.

carrinhoA limitação dos orçamentos familiares pode conduzir a uma alimentação deficitária e trazer consequências para a saúde das famílias, se estas não tiverem atenção e cuidado no momento de fazerem a sua lista de compras.
É muito importante que se consiga conciliar um menu diário a um preço mínimo, e que ao mesmo tempo garanta os nutrientes mínimos e indispensáveis a todos os elementos do agregado familiar.

Quem não se lembra dos tradicionais cozidos algarvios, recheados de legumes e massa e apenas um cheirinho de carne? Estes pratos eram definidos pelo poder económico das famílias, em que a adição de carne era proporcional ao poder económico. O aumento do poder de compra é que adulterou estes pratos.

Esta conjetura  económica é um bom momento para recuperar esses pratos tradicionais, tão económicos, saborosos e essenciais numa dieta equilibrada.

A proposta é incluir um prato principal de leguminosas pelo menos três dias por semana.

Frutas, hortaliças e verdura da época
.
Agora mais que nunca, é o momento de termos preferência pela fruta e verduras da estação, porque para além de terem mais razoável são muito mais ricas em sabor e em nutrientes.
Entre as verduras, as mais sazonais são as mais acessíveis, no entanto, convém estar atento às promoções. Muitas dessas verduras podem ser adquiridas ultracongeladas a um preço mais económico.
• Comer 3 a 5 peças de fruta por dia seria o recomendável. Para isso pode-se comer a fruta ao natural, em saladas ou em sumo. Quando a fruta já está muito madura serve para fazer compotas, purés como guarnição de carnes ou peixe, ou batidos misturados com iogurte ou leite.

Arroz, massa, batatas e pão, alternar o seu consumo.
Este grupo de alimento é rico em hidratos de carbono e são de consumo necessário para fazer frente ao esforço físico e mental diários. Adicionar carne ou de peixe aos cozidos de arroz, massa, batatas ou legumes, propicia refeições muito nutritivas simples, rápidas e económicas. É o caso das receitas de arroz com …(frango, pimento, bacalhau, fiambre, ervilhas, atum, etc..) como as paellas, os risottos e todas as saladas de verão como a salada russa e todas as variações que podemos fazer a partir daí. As receitas tradicionais de estufados são também exemplos destes tipos de pratos.

Peixe todas as semanas
O peixe como prato principal deveria estar presente pelo menos 3 dias por semana. 
Congelar o peixe fresco e limpo é uma maneira de aproveita-lo quando existe maior oferta e tem preços mais baixos. As conservas (atum, sardinhas, cavala...) são uma alternativa valiosa para incluir estes alimentos na lista de compras.

Carnes magras a bom preço

Qual a necessidade de comer carnes vermelhas se as brancas como o frango, peru ou coelho são tão nutritivas, mais saudáveis e às vezes mais baratas?

Receitas por 2,5 Euros por pessoa

O aproveitamento dos restos de comida é um recurso para poupar e otimizar  o uso que se dá a todos os pratos cozinhados.

As sobras devem ser aproveitadas, por muito pequenas que sejam, para cozinhar receitas originais, simples, rápidas e muito nutritivas. Canelones, croquetes, pudins, saladas, e empadão são algumas das receitas que se podem elaborar com sobras. Existem truques de cozinha muito interessantes para preparar em pouco tempo e por pouco dinheiro pratos originais e saborosos.

Por outro lado, uma ajuda inestimável para o orçamento doméstico e saúde de toda a família é preparar convenientemente uma lista de compras, onde constem alimentos verdadeiramente necessários e saudáveis. Alimentos processados, refeições pré-preparadas, refrigerantes, aperitivos doces e salgados e as famosas guloseimas, são sem sombra de dúvida uma fatia significativa do orçamento que se deixa nos supermercados.

Fazer as refeições em casa, evitando os frequentes pequenos-almoços no café, retomar o hábito de levar o lanche e a marmita com o almoço para o trabalho são sem dúvida os truques que estão na base de uma alimentação saudável por metade do preço.

Pode parecer que estou a falar de práticas diárias muito difíceis de manter, mas digo-vos por experiencia própria que fazer uma pesquisa pelos inúmeros blogs de culinária (alguns verdadeiramente fabulosos e úteis) é uma prática antisstress  e descobre-se um rol receitas e técnicas para facilitar a vida na cozinha verdadeiramente maravilhosas.

Baseado em artigo do site: www.consumer.es


logo_junta_seFreguesia da Sé – Faro
– Técnicas de Saúde –
289 803 416

 

{sharethis}

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico