Vacina quadrivalente contra a gripe recebe aprovação de comparticipação em Portugal

Consultório Médico
Tools
Typography

- Esta é a primeira e única vacina quadrivalente contra a gripe disponível na Europa com indicação para proteção passiva de bebés até aos 6 meses de idade após vacinação de mulheres grávidas

- É ainda indicada para imunização ativa de adultos, incluindo grávidas e crianças a partir dos 6 meses de idade.

A Sanofi Pasteur, unidade de negócios global de Vacinas da Sanofi, anuncia que a sua vacina quadrivalente contra a gripe (QIV) acaba de receber a aprovação de comparticipação pelo Infarmed.

Esta é a primeira e única vacina quadrivalente contra a gripe disponível na Europa com indicação para proteção passiva de bebés, desde o nacimento, até menos de 6 meses de idade após vacinação de mulheres grávidas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a vacinação de: mulheres grávidas em qualquer fase da gravidez, crianças entre os 6 meses e os 5 anos, indivíduos com mais de 65 anos (sendo também aconselhado para indivíduos entre os 60 e os 64 anos), doentes crónicos e profissionais de saúde.1

Além dos riscos que a gripe representa em mulheres grávidas, as crianças com menos de 2 anos têm uma probabilidade maior de ser hospitalizadas devido à gripe2. A nova indicação reforça a importância adicional da vacinação para proteger estes grupos de risco mais vulneráveis.

A vacinação é reconhecida como a melhor forma de prevenir e reduzir os riscos de complicações grave em qualquer idade. A ocorrência de casos de influenza pode variar de ligeira a grave e até ser fatal. A gripe pode exacerbar doenças crónicas existentes, como:

  • Aumentar de três a seis vezes a suscetibilidade de hospitalizações de pessoas com diabetes durante os surtos de gripe;3-4
  • Aumentar em seis vezes do risco de Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM) na semana seguinte ao diagnóstico da gripe;5
  • Aumentar em três vezes o risco de AVC nos primeiros 15 dias após doença semelhante a gripe.6

A prevenção através da vacinação contra a gripe pode também reduzir em 38% as hospitalizações por gripe em doentes com DPOC.7

Sylvia Lin, General Manager da Sanofi Pasteur em Portugal afirma: “Há mais de meio século que a Sanofi Pasteur tem o compromisso de investigar e desenvolver soluções de imunização para proteger pessoas de todas as idades contra as complicações da gripe. A comparticipação da vacina quadrivalente permite agora alargar a proteção a mais pessoas, incluindo grávidas e crianças dos 6 aos 35 meses. Queremos contribuir para a melhoria da saúde pública pela redução do impacto anual da gripe, através da vacinação”.

Segundo a OMS, a gripe afeta todos os anos 5% a 10% dos adultos e 20% a 30% das crianças1, sendo a vacinação anual a forma mais efetiva de prevenção contra a gripe sazonal.

Sobre a Vacina quadrivalente contra a gripe da Sanofi

A vacina de quatro estirpes contra a gripe contém duas estirpes A (subtipos A/H1N1 e A/H3N2) e duas estirpes B (linhagens B/Victoria e B/Yamagata) do vírus da gripe, de acordo com as recomendações da OMS.

Está indicado para a prevenção da gripe causada pelos dois subtipos de vírus influenza A e pelos dois tipos de vírus influenza B contidos na vacina na:

  • imunização ativa de adultos, incluindo mulheres grávidas e crianças a partir dos 6 meses ou mais de idade,
  • proteção passiva do(s) bebé(s) desde o nascimento até menos de 6 meses de idade após a vacinação de mulheres grávidas.

Fontes:

1. OMS - https://www.who.int/ith/diseases/influenza_seasonal/en/

2 WHO. Weekly epidemiological record - Vaccines against influenza WHO position paper, 87, No. 47 p461–476. November 23, 2012. Available at: http://www.who.int/wer/2012/wer8747/en/

3-4 Beuter, KP, et al. Diabetes Res Clin Pract 1991;12:61-68; UK/ JCVI Green Book Influenza – Aug 2015. Disponível em https://www.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_ data/file/456568/20194394_Green_Book_Chapter_19_v10_0.pdf

5. Kwong J, et al. N Engl J Med 2018;378:345- 353

6. Boehme A, et al. Ann Clin Transl Neurol 2018;5(4:456-463).

7. Mulpuru S. et al. Effectiveness of Influenza Vaccination on Hospitalizations and Risk Factors for severe outcomes in hospitalized patients with COPD Chest 2019; 155(1;69-78).

Fonte: BEEVacinaGripe

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS