Esculturas em ferro de Rui Matos expostas em Loulé

Regionais
Tools
Typography

Vai estar patente ao público na Galeria de Arte do Convento Espírito Santo, em Loulé, de 12 de janeiro a 3 de março, a exposição de escultura “Na ausência do Corpo. Histórias de outras idades”, de Rui Matos.

Trata-se de uma mostra de 12 trabalhos em ferro em que, segundo o artista, “a escultura é feita de sentimentos”. “Desenhar no espaço tridimensional. Não construir um corpo ou um edifício, mas um espaço imaginário. A finalidade não está no objeto, mas no ato de projetar, delimitar, organizar, dirigir”, considera.

Rui Matos nasceu em Lisboa, em 1959, vive e trabalha próximo de Sintra. Frequentou o Curso de Escultura da Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, entre 1980 e 1987 e, em 1993, foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian.

A sua primeira exposição individual foi em 1987, em Lisboa, com esculturas em ardósia. Seguiu-se, em 1989, “Mediterrâneo” com Isabel Augusta (Cooperativa Árvore, Porto) e “Primeira Ilha” (Galeria de Colares), com esculturas em bronze fundido. A sua primeira exposição com trabalhos em pedra teve lugar em 1991 – “Enormidade, Sequência e Naufrágio” (Galeria Carvalho e Araújo, Braga), seguindo-se “Transformações - Relatos Incertos” (Galeria Cubic, Lisboa), “Objetos de Memória” (Giefarte, Lisboa) e “Histórias incompletas” (Galeria Cubic, Lisboa).

Em 2008, começou a trabalhar o ferro, apresentando as exposições “A Pele das Coisas” (Teatro Camões, Lisboa), “Transformo-me naquilo que toco” (Giefarte, Lisboa), ”Por dentro” (Fundação Portuguesa das Comunicações) e “Transmutações” (Sá da Costa, Lisboa).

Realizou diversas intervenções e obras públicas, como é o caso do “ Monumento à Revolta dos Marinheiros de 1936”, em Almada, “Monumento à Água” na Escola Secundária de São Pedro do Sul, Escultura alusiva ao poeta João Ruiz Castelo-Branco, no Parque dos Poetas em Oeiras, escultura pública na Estrada do Guincho, junto à Boca do Inferno, em Cascais, ou Monumento a Luís de Camões com Clara Menéres, em Paris.

A exposição “Na ausência do Corpo. Histórias de outras idades” inaugura a 12 de janeiro, pelas 18h00. Pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 9h30 às 17h30, e aos sábados, das 9h30 às 16h00. A entrada é livre.

Fonte: GC da CM Loulé

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS