fbpx

"Ser Enfermeiro" Dia Internacional do Enfermeiro - 12 de maio

Regionais
Tools
Typography

"Ser Enfermeiro há 25 anoa!" artigo escrito por Sandra Melo, Enfermeira Coordenadora da Clínica Lacobrigense.

Ser Enfermeiro, é na sua mais básica essência, estar disponível para cuidar, de uma forma holística, do seu próximo promovendo a sua saúde, com total respeito pela vida humana!

O Enfermeiro é, um ser que utiliza a sua arte do cuidar, através de habilidades técnicas adquiridas e um vasto conhecimento científico, na sua formação académica, com compreensão da realidade e das necessidades do ser humano individualmente, desenvolvendo atividades de promoção, prevenção, recuperação e reabilitação, que visam a conquista da autonomia, promovendo assim uma vida saudável.

Mais do que cuidar de feridas, dores ou doenças, o Enfermeiro, está presente no nascer e no morrer, assim como, nas diferentes fases do desenvolvimento humano. Nos momentos, em que por circunstâncias especiais da vida, não podem cuidar de si próprios, desenvolve estratégias que promovem o autocuidado, disponibilizando orientação e amparo emocional, respeitando medos e anseios pessoais de forma a serem conduzidos ao bem-estar e à felicidade, restaurando desta forma a integridade e a dignidade humana.

O Enfermeiro dedica-se ao respeito pela vida humana, à disciplina, tal como à inovação e determinação na luta por redução de injustiças sociais. A partir de uma formação e atuação profissional, deve introduzir a ideia de ser um agente transformador capaz cuidar do seu semelhante. Compromete-se com a gestão de recursos, pessoas, estruturas e sistemas destinados à saúde humana.

Ainda que a profissão de enfermagem possa ser verdadeiramente inspiradora, é também cheia de desafios, desgaste físico e emocional. Apesar de trazer muitas experiências enriquecedoras, também há o stress, as longas horas de trabalho que conduzem à exaustão, acompanhadas, na maioria das vezes, dos sentimentos de impotência e a frustração. 

Ainda assim, mesmo na adversidade, o enfermeiro é capaz de contornar estas dificuldades e ainda exercer a sua profissão de uma forma exemplar e empática, testando os seus limites e capacidades, para cumprir a mais básica essência da profissão de enfermagem: a arte de cuidar.

Sandra MeloSandraMeloEnfª

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS