fbpx

Algarve Tech Hub Summit | Startup de Aveiro vence Disrupt'22

Regionais
Tools
Typography

O vencedor da competição de startups no DISRUPT’22 foi a Klugit Energy, de Aveiro, com a proposta de transformar o termoacumulador num equipamento inteligente e sustentável, com recurso a uma simples tomada elétrica. Em segundo lugar ficou a Transfergest, de Faro, com um software de gestão de transferes, que pretende agilizar a gestão das empresas de transferes e transportes públicos, economizando tempo e dinheiro nas operações diárias. Em terceiro lugar, ficou o software de gestão de comunicação para clubes desportivos emjogo.pt/. Houve ainda lugar para uma menção honrosa, de uma startup britânica, com a aplicação Keylu, que visa guardar de forma segura todos os documentos, a par de memórias e os melhores momentos.

Foram geradas 75 ideias na primeira fase de apuramento no Idea Match, no primeiro dia do evento de tecnologia e inovação, no Campus da Penha, da Universidade do Algarve. Quinze startups entraram na competição e avançaram para a capacitação dos projectos, das quais oito chegaram à fase de pitch diante do painel do júri, que contou com elementos das entidades envolvidas na organização da primeira edição do Algarve Tech Hub Summit — Algarve STP – Systems and Technology Partnership, Algarve Tech Hub, Algarve Evolution, AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve, ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, autarquias de Faro e Loulé, CCDR – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, Faro 2027, Museu Zero, NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve e Universidade do Algarve.

Os três vencedores receberam cinco mil euros o primeiro classificado, três mil o segundo e dois mil o terceiro lugar e ainda repartiram entre si mais dez mil euros em produtos e serviços. As startups premiadas contam ainda com o apoio do Algarve Tech Hub para continuar a desenvolver as suas ideias.

O DISRUPT’22 realizou-se no âmbito do Algarve Tech Hub Summit, que pretende promover a região como um hub tecnológico global e competitivo e atrair empreendedores, empresas, remote workers e nómadas digitais. A primeira edição, que ontem chegou ao fim, recebeu 156 oradores de 10 países e teve mais de mil participantes, entre presenciais e online.

O DISRUPT’22 teve o patrocínio do grupo Rolear e contou ainda com o apoio da Dengun, grupo Hubel, Algardata, GrowIn Portugal, Vilamoura World, My Choice e das câmaras municipais de Faro e Loulé.

SNVencedorDisrupt1VencedorDisrupt2VencedorDisrupt3

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS