fbpx

Vila Real de Santo António reforça Serviços de Higiene e Limpeza Urbana

Regionais
Tools
Typography

O município de Vila Real de Santo António renegociou o contrato de prestação de serviços com a empresa Ecoambiente, de forma a reforçar e melhorar os serviços de limpeza e recolha de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) no concelho.

O contrato, que foi objeto de diversas alterações, prevê agora um aumento dos níveis de cobertura, eficácia e dotação de recursos humanos, garantindo a correta limpeza e higiene pública de todas as freguesias.

O processo negocial com a Ecoambiente resulta de um vasto conjunto de reuniões desenvolvidas com a empresa e com todas as forças políticas com representação autárquica e pretende trazer ao município ganhos na eficácia e eficiência dos serviços prestados, corrigindo situações que têm motivado queixas da população.

«Herdámos um serviço de recolha de RSU cujo caderno de encargos não estava a ser cumprido, a que acrescia uma dívida acumulada de mais de 700 mil euros e uma ameaça de cessação de serviço iminente. Perante a gravidade da situação, tomámos medidas imediatas para solucionar o problema, uma vez que o município não dispunha de meios humanos e materiais para assumir, a curto prazo, o serviço de limpeza e recolha de RSU», afirma Álvaro Araújo, presidente da Câmara Municipal de VRSA.

«A partir de agora, temos um contrato que aumenta os níveis de exigência, cobertura e abrangência do serviço e que mantém, em simultâneo, a sustentabilidade e a continuidade da operação da Ecoambiente», prossegue o autarca.

O contrato agora renegociado visa também obter a melhor relação custo-benefício para a autarquia - que irá honrar todos os seus encargos - para que assim possa ser prestado um serviço de excelência à população e se garanta um concelho mais limpo.

De acordo com o presidente da Câmara Municipal de VRSA, «é intenção do executivo reintegrar os serviços de RSU na esfera do município», estando a ser reunidas as condições financeiras necessárias para iniciar os procedimentos de aquisição de material, processos que demorarão, em média, 24 a 36 meses, tendo em consideração a complexidade da operação.

GC do Mun VRSALimpezaUrbanaVRSA2

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS