fbpx

Novos passos do Museu de Lagos de Reencontro com a Comunidade

Regionais
Tools
Typography

Elena Morán, directora do Museu de Lagos é a convidada do Encontro de 5º Feira, que terá lugar no auditório da Biblioteca Municipal Dr Júlio Dantas, pelas 17 horas do próximo dia 3 de Março e que dará seguimento ao novo ciclo “Lagos, primeiros passos”.

Fundado em 1932, pelo notário lacobrigense José Formosinho, o Museu nasceu do seu interesse pelo passado desta região e por tudo o que servisse de sólida memória, sobre a qual assentasse o que fazer no futuro. Durante muitos anos, foi ponto de encontro da população local, que lá depositou o que melhor representasse um património cultural comum, de que toda a cidade se orgulhava e as vitrines, feitas na antiga Escola Industrial, exibiam. Foi também casa de mestres da pintura, como Falcão Trigoso e Jaime Murteira e de artistas e artesãos que despontavam e cujos trabalhos a cidade acorria a visitar. Em 1970, foi cenário do I Salão de Arte de Lagos, onde João Cutileiro e Álvaro Lapa receberam os seus primeiros prémios e, em 1993, recebeu, de Pedro Reis, a Aldeia da Senhora do Forte, cuja festa passou a decorrer anualmente e veio a receber um prémio da Comunidade Europeia, em 2011.

Após cuidada remodelação, em que foram seguidas as mais avançadas técnicas de museologia e respeitado todo o seu passado, com um resultado exemplar, o Museu de Lagos Dr José Formosinho passou a englobar todas as demais estruturas museológicas do concelho, esperando-se que o Museu Rural de Espiche – com catálogo publicado, em 2005, pelo Grupo dos Amigos de Lagos, na sequência de um contrato programa com o município – e o Museu de Cera dos Descobrimentos venham a ser incluídos também.

Elena Morán, doutorada em Pré-História e Arqueologia, é investigadora integrada na Uniarq/Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa, colaboradora técnico-científica em projetos de investigação com projeção internacional e autora de livros, capítulos de obras coletivas e de artigos publicados em revistas nacionais e internacionais especializadas em Arqueologia. Desde 2002, exerce funções de técnica superior (arqueóloga) na Câmara Municipal de Lagos, no âmbito da gestão da arqueologia urbana, museologia e investigação aplicada ao território e atualmente é diretora do Museu de Lagos.

No Encontro deste mês, Elena Morán, com o entusiasmo que coloca em todo o seu trabalho, revelará os principais passos da transformação das velhas salas do edifício no moderno e agradável espaço de que a cidade passou a dispor e os passos seguintes, de reaproximação à comunidade, a começar pelos mais novos, como o doutor Formosinho, o senhor Carlos, Pedro Reis e ela própria pretendem.

O encontro tem entrada livre, duração de uma hora e, como sempre, inclui debate, que se deseja de intervenções concisas e construtivas.

Grupo Amigos de LagosElenaMoran

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS