INVEST ALGARVE discute inovação e modernização na Administração Pública

Regionais
Tools
Typography

A Rede INVEST ALGARVE promoveu ontem, 18 de maio, a primeira iniciativa de um ciclo de sessões previstas para este ano, sob o tema “Inovação e Modernização na Administração Pública”. O encontro, onde estiveram presentes a Secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa e o Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, contou com 70 participantes, via online.

Sob o mote da inovação e modernização na Administração Pública, a sessão mostrou quais os contributos para a eficiência e eficácia da resposta, por parte daqueles quadros, às questões que lhes são colocadas diariamente pelo tecido empresarial da região.

Recorde-se que, no âmbito do INVEST ALGARVE - Rede de Apoio ao Desenvolvimento Económico, a AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve organiza com regularidade sessões de capacitação dirigidas a quadros dos municípios e de outras entidades locais e regionais com vista à operacionalização de um sistema integrado de resposta a promotores de projetos de investimento e criação de emprego.

São encontros de partilha de experiências e de transmissão de conhecimento, muito participadas, que têm sempre um tema âncora para capacitação e debate. Nesta sessão, e para além do tema âncora, foi focada a importância de áreas como a transição digital, a competitividade ou a descentralização dos poderes e da decisão política.

Para o Presidente da AMAL, António Pina, “o Plano de Recuperação e Resiliência prevê 98 milhões de euros para a capacitação da Administração Pública, pelo que devemos fazer um bom aproveitamento dos fundos comunitários para esta área, sendo a inovação e a modernização determinantes”. E acrescentou: “o turismo será sempre o nosso setor dominante, mas podemos, e devemos, solidificar outros, promovendo a diversificação da base económica do Algarve, daí que seja, também, primordial capacitar os quadros-públicos”.

Uma ideia partilhada pela Secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa, “a capacitação é fundamental na atualidade. E a nossa agenda apela igualmente à inovação, e isso implica olharmos para as políticas públicas de outra forma”. Para Maria de Fátima Fonseca “resiliência, transformação e parcerias são palavras que fazem cada vez mais sentido na nossa sociedade, e muito mais ao nível dos municípios. As respostas públicas têm que se adaptar a estes novos tempos”, dando como exemplo a implementação da Rede de Espaços do Cidadão que tem vindo a ser feita nos municípios e que, atualmente, já conta com 700 em funcionamento.

“Inovar é modernizar e é uma responsabilidade de todos nós. Implica uma mudança de mentalidades mas, seguramente, este caminho levar-nos-á a parcerias mais fortes e à possibilidade de responder melhor às necessidades da população”, defendeu a governante.

Neste âmbito, Maria de Fátima Fonseca destacou um exemplo de boas práticas: “a recente iniciativa da Comunidade Intermunicipal do Algarve – AMAL, da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas e da Agência para a Modernização Administrativa – a Chave Móvel Digital - vai permitir mediar o acesso dos cidadãos aos serviços online, evitando deslocações desnecessárias a outros serviços da Administração Pública”.

Também o Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho, reforçou que “o poder local tem alguma autonomia e é um poder público que deve ser tido em conta. Temos um enorme desafio para a modernização da Administração Pública e é importante que apostemos nessa área, porque fazer mais e melhor é fundamental” acrescentando que “a celeridade dos processos de decisão é importantíssima e, também, fundamental para a atratividade de investimentos. Temos de inovar, agilizar procedimentos na Administração Pública”. Para Jorge Botelho é certo que “a descentralização é amiga do investimento”. As CCDRs “têm um papel fundamental nos seus territórios e, no Algarve, a comunicação entre os municípios existe e está muito presente nas decisões que são necessárias em nome da região”, sublinhou. “Estamos no caminho certo”.

A sessão teve ainda com dois grandes painéis: Painel 1 - A inovação ao serviço da Administração Pública, que contou com os seguintes temas e oradores: “Aplicação da inovação em processos e sistemas” (Henrique Ahnfelt, Ahnfelt Consultores) e “Que ferramentas os técnicos da administração pública podem usar para estimular a participação da população em projetos de co-criação?” (Guilherme Victorino, NOVA - Information Management School).

No Painel 2 - Modernização Administrativa no Algarve, os temas focados e oradores foram: “Projetos de modernização administrativa financiados no âmbito do CRESC ALGARVE 2020” (José Apolinário, Gestor do CRESC ALGARVE 2020) e “A Modernização na Administração Pública no quadro do Plano de Recuperação do Algarve” (Brandão Pires, Primeiro Secretário da AMAL).

A Rede INVESTALGARVE, uma parceria à escala da região do Algarve, foi formalizada em 2015 e é liderada pela AMAL. É constituída por cerca de 40 entidades públicas e privadas para facilitação e estímulo à iniciativa empresarial. As sessões de dinamização e capacitação da Rede INVESTALGARVE inserem-se no projeto INOVA 2.0, que tem o apoio do FEDER, através do Programa Operacional Regional CRESC ALGARVE 2020.

WLPInvesteAlgarve

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS