Surto de COVID-19 no Lar de Santa Maria em Tavira terminado

Regionais
Tools
Typography

Queremos hoje, dia 04 de fevereiro, informar que o surto da doença COVID-19, provocada pelo vírus SARS-COV2, que no dia 29 de dezembro assolou o Lar de Santa Maria, está terminado. O último utente teve alta.

Infelizmente, temos a lamentar a perda de 13 vidas, treze utentes que muito estimávamos e que deixarão, para sempre, a sua memória nesta instituição. A todas as famílias, a quem já contactámos diretamente, voltamos a deixar uma palavra de estima e de consolo: os que amamos permanecem vivos nas nossas memórias, nas nossas histórias de vida e isso faz deles seres eternos e, como crentes que somos, temos a certeza que velam por nós junto do Pai. Estão sempre nas minhas orações.

Ao longo deste período os membros da Direção e os trabalhadores puseram todo o seu empenho profissional e pessoal no cuidado destes nossos idosos. Na verdade e sem que estivesse à vista de todos, diariamente eram postas em marcha dezenas de tarefas, que iam desde o contacto com as famílias, passando pelo cuidado direto dos doentes, até às reuniões com autoridades e, sobretudo, com os profissionais de saúde que acompanharam de perto o que estava a acontecer. O Centro Social e Paroquial de Santa Maria, nos seus dois lares (Santa Maria e Pegada) procurou encontrar caminhos para melhor prestar o seu serviço. Todos os que dele fazem parte assumiram como uma missão acabar com este surto que, infelizmente e trazido do exterior, chegou e nos deixou entristecidos, permanentemente preocupados e cansados. Esse profundo empenho e dedicação fez com que conseguíssemos chegar a este dia, sem que houvesse necessidade de solicitar o apoio de brigadas externas. 

Deixo aqui uma palavra de profundo apreço e agradecimento a todos, sobretudo aos que trabalharam no Lar de Santa Maria – diretores técnicos e funcionárias –, acompanhando diariamente os portadores do vírus, com esse mesmo espírito de missão. Muito obrigado!

Agradecemos, do mesmo modo, todo o apoio prestado pelos Ex.mos Senhores Comandante dos Bombeiros Municipais de Tavira, Delegado de Saúde, Diretora do Centro Regional de Segurança Social e Presidente de Câmara, que, desde a primeira hora, estiveram presentes e mobilizaram esforços para que pudéssemos conter este surto e que aos nossos utentes nada faltasse. Importa deixar, igualmente, uma palavra especial ao staff/pessoal de enfermagem do centro de Saúde de Tavira e, em particular, ao Ex.mo Sr. Dr. João Mário Gonçalves, que todos os dias esteve connosco, ajudando a ultrapassar as dificuldades e dando-nos ânimo e conhecimentos para melhor agir.

Dizia o Papa Francisco na sua Mensagem do XXIX Dia Mundial do Doente: «A experiência da doença faz-nos sentir a nossa vulnerabilidade e, ao mesmo tempo, a necessidade natural do outro. Torna ainda mais nítida a nossa condição de criaturas, experimentando de maneira evidente a nossa dependência de Deus».  De facto, desde a primeira hora e como crentes que somos, pedimos a Santa Maria, especial protetora desta cidade de Tavira e padroeira da nossa instituição, que nos protegesse e que rogasse ao Pai Celeste para que esta fosse uma breve provação. A provação foi dura, mas a mão amiga e o coração de mãe nunca nos faltaram e o Senhor escutou as nossas preces. Também por isso somos gratos e continuamos a rogar a sua intervenção, para que não voltemos a passar por outro surto, na certeza de que continuaremos a trabalhar, como desde o primeiro dia de março de 2020, fazendo tudo o que possa estar ao nosso alcance para que a doença não volte a afligir a nossa instituição.

O Presidente do Centro Social e Paroquial de Santa Maria de Tavira

LarSantaMariaTavira

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS