SB de Alportel | Presidente da República na sua visita reconheceu Resistência da Comunidade

Regionais
Tools
Typography

"Adorava viver aqui..." foram palavras do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no final da visita a São Brás de Alportel, esta sexta-feira, 25 de setembro, no âmbito do conjunto de visitas que está a realizar ao Algarve, desde junho, para apoiar a região, particularmente afetada pela crise provocada pela pandemia.

Realizar um jantar com os Presidentes de Câmara da Região e ficar alojado em todos os concelhos do Algarve foi o plano traçado pelo Presidente da República no início do Verão. São Brás de Alportel foi o 14.º concelho do roteiro e teve o privilégio de receber o Prof. Marcelo Sousa naquele que apelidou de "programa mais completo", uma tarde vivida intensamente a cada passo. 

O senhor Presidente fez questão de iniciar a sua visita com um mergulho no empreendedorismo são-brasense que inova a tradição!

Na Fábrica Museu Ferox conheceu alguns segredos das pranchas de surf que São Brás de Alportel produz para os mares do mundo e levou de presente uma prancha com o seu nome!

O Sr. Presidente da República acedeu ao convite do município para visitar a Santa Casa da Misericórdia e com especial emoção deixou uma mensagem de solidariedade, de reconhecimento, de alento e de esperança! Os seniores aproveitaram as janelas e as varandas para cumprimentar e acompanhar em segurança o Presidente da República que acompanhado pelo provedor Júlio Pereira ficou a par de todo o esforço e empenho que têm sido aplicados naquela instituição para proteger os seus utentes e equipas profissionais assim como ao nível das respostas às crianças e às famílias.

“Nós resistimos a tudo”, disse durante a sua intervenção na Santa Casa da Memória. Lembrando a longevidade de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa vincou que os portugueses continuam a resistir. “Todo o mundo está a fazê-lo, mas nós estamos a fazê-lo à nossa maneira e essa maneira está presente neste concelho”, observou.

Seguiu-se uma deliciosa paragem pois o Presidente não resistiu à doçaria são-brasense... numa incursão à fábrica de doces "Ti Marquinha", onde foi presenteado com esta apresentação extraordinária dos segredos mais doces da nossa terra.

Antes de visitar a Casa Memória da EN2, o Presidente da República fez questão de visitar a obra de ampliação do circuito acessível no troço da Avenida da Liberdade e conhecer o comércio local e a comunidade são-brasense. Uma pequena mostra da dinâmica económica, social e cultural deste concelho, no coração do Algarve, onde o Presidente da República teve oportunidade de sentir na primeira pessoa a hospitalidade são-brasense, que quis conhecer quase de porta-a-porta.

Seguiu-se uma memorável incursão na Casa Memória da EN2, onde inaugurou o Mapa Ilustrado Suspenso e provou o Chá do Viajante.

O percurso intensamente preenchido de afetos e esperança terminou com uma receção no edifício dos Paços do Concelho, para a qual foram convidados todos os elementos do executivo municipal, Presidentes da Assembleia Municipal e Junta de Freguesia bem como representantes de diversas entidades locais.

Dirigindo-se ao Presidente da República, o presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro, agradeceu a visita e a visibilidade que Marcelo Rebelo de Sousa tem dado ao Algarve e ao país, a nível nacional e além-fronteiras, e a confiança que tem transmitido aos portugueses.

Em jeito de balanço, o Chefe de Estado referia “A visita ultrapassou todas as expectativas. Ultrapassou, porque foi muito completa. Já sabia que ia ter uma vertente social com a visita à Santa Casa da Misericórdia que foi afetivamente muito intensa e participada das crianças até aos utentes do Lar e passado pelos utentes do Centro de Dia. Já era muito participada, supunha-se, a visita nalgumas atividades económicas, desde a Ferox à Tia Marquinhas! Portanto, o que há de melhor do passado e virado para o futuro, para várias gerações”, afirmou o Presidente da República no final da visita.

“Também foi uma visita de memória, a de recordar o que era a vida dos cantoneiros e o que era o cruzamento – como dizia o Senhor Presidente da Câmara – da maior estrada nacional com a maior estrada algarvia, mas ao mesmo tempo permitiu ver os melhoramentos introduzidos no centro de São Brás de Alportel, visitar quase porta a porta, contactar com a atividade económica, empresarial, sentir o pulsar da vida ao fim de tarde no termo de setembro. Tudo isto muito caloroso, dando um retrato ao mesmo tempo histórico, mas também presente e virado para o futuro, com preocupações urbanísticas que devem ser sublinhadas e com uma visão de conjunto”, referiu dando ainda nota da grande proximidade que sentiu entre os autarcas e a população e a inclusão da comunidade estrangeira residente.

Em tom de balanço, o Presidente da República considerou a visita “muito completa” e com “significado muito fundo que é além de mostrar que aqui se aposta no futuro, e, portanto, no meio da crise…das crises… se aposta no futuro. Também uma grande preocupação que é a de fazê-lo próximo das pessoas e eu gosto muito disso. Acho que a tarefa, de quem responsabilidades cívicas, é estar próximo das pessoas e isso ou há ou não há e eu senti isso” em São Brás de Alportel, prosseguiu.

“A imagem com que parto desta visita, esperando que não seja a última, porque ficou muito por ver e muito para recordar e para comer…também! E ficou muito para conviver!”, concluiu.

GI da CM SBAPresidenteRSBA1PresidenteRSBA2PresidenteRSBA4

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS