Quarteira | Ministro da Defesa Nacional Inaugura Equipamentos Segurança na Costa Algarvia

Regionais
Tools
Typography

Em funcionamento desde finais de maio, mas já com uma atividade de destaque, a Estação Salva-Vidas de Quarteira - que acorreu até ao momento a 51 instâncias - foi um dos equipamentos de segurança marítima inaugurados na cidade, esta terça-feira, pelo Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho.

No âmbito da parceria entre a Autoridade Marítima Nacional, o Município de Loulé e o Ministério do Mar/Docapesca, celebrada em 2019, foram edificadas no Porto de Pesca de Quarteira mais duas importantes infraestruturas: o Posto Marítimo, que irá acomodar a Delegação Marítima de Quarteira, a funcionar até agora num espaço no centro da cidade, e o Posto da Polícia Marítima, num financiamento total de 725 mil euros realizado pela Autarquia louletana. Esta verba contemplará ainda a criação de moradias para residência de militares da Autoridade Marítima Nacional, num projeto em curso.

Como sublinhou o Ministro durante a visita ao local, esta Estação Salva-Vidas “vem colmatar uma lacuna grande que existia na costa sul, no Algarve, entre Portimão e Olhão”. “Estamos a responder às necessidades de uma população muito importante que acorre às praias e que usa as águas também para a sua vivência, os pescadores e desportistas que fazem desportos no mar e que, por vezes, como tem acontecido ao longo destes meses em que a Estação Salva-Vidas está em funcionamento, precisam do apoio desta estrutura”, explicou o responsável da pasta para quem a recuperação total do investimento já foi feita “com as vidas que aqui se salvaram”. 

Também o autarca Vítor Aleixo considerou que, nas últimas semanas, “este investimento público municipal contribuiu para consolidar a segurança na freguesia de Quarteira”. De referir que a ação desta Estação passou até agora pelo salvamento de diversos praticantes de kitesurf, assistência a banhistas na praia de Quarteira, auxílio de um veleiro ao largo de Vilamoura e apreensões no âmbito de ações de policiamento.

O aumento da “capacidade, da prontidão e da rapidez da resposta” em termos de salvamento e socorro a náufragos, fiscalização e policiamento, na área central do Algarve, num espaço de cerca de 30 milhas, constituem a grande mais-valia destes equipamentos. 

Neste momento estão alocados a esta Estação Salva-Vidas 4 tripulantes, mas, segundo o vice-almirante Sousa Pereira, diretor-geral da Autoridade Marítima Nacional e comandante-geral da Polícia Marítima pretende-se que, “gradualmente todas as Estações disponham de 6 tripulantes”. No verão há um reforço com pessoal da Marinha que presta serviços no Instituto de Socorros a Náufragos.

A Estação Salva-Vidas de Quarteira junta-se agora às existentes ao longo de toda a linha da costa algarvia, em Sagres, Ferragudo, Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António. 

Neste momento tão importante para Quarteira, o presidente da Câmara Municipal de Loulé, entidade responsável pelo investimento, salientou a forte ligação que existe entre esta freguesia e o mar: “A história das suas gentes está intrinsecamente ligada à atividade piscatória, sendo que hoje em dia no Porto de Quarteira contam-se mais de 250 embarcações de pesca. É também uma zona balnear de renome que vê a sua população triplicar nos meses de verão.” 

Neste momento que marca também o percurso da Autoridade Marítima, o Ministro João Gomes Cravinho reafirmou “o compromisso do Governo para com a contínua valorização, consolidação e modernização desta que é uma estrutura vital para o exercício da soberania do Estado no mar e nas áreas sob jurisdição marítima”.

No que toca à Polícia Marítima, que recentemente celebrou 100 anos de existência, precisamente na cidade de Quarteira, este responsável governamental referiu o gradual reforço dos efetivos que se tem verificado nos últimos anos.

GAP da CM LouléEstacaoSalvaVidas2EstacaoSalvaVidas3EstacaoSalvaVidas4

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS