Lagoa | "7º Festival Internacional de Guitarra" dia 12 de setembro

Regionais
Tools
Typography

Os concertos de “Francisco Morais Franco” e de “Ensemblem Med” assinalam a abertura do “7º Festival Internacional” de Guitarra de Lagoa, no próximo dia 12 de setembro, pelas 17h30, na Igreja de Ferragudo.

A entrada é gratuita, no entanto, é necessário levantar bilhete antecipadamente no Centro Cultural Convento de S. José de segunda-feira a sexta-feira entre as 10h00 e as 13h00 e entre as 14h00 e as 18h00 ou, no próprio dia no local do evento a partir das 17h.

Francisco Morais Franco natural da Covilhã, é um dos guitarristas portugueses mais relevantes da sua geração. Durante a sua formação estudou em Portugal com Pedro Rufino e Dejan Ivanovic. Mais tarde estuda na Áustria com Paolo Pegoraro, durante o mestrado, e por último em Espanha numa pós-graduação orientada por Pablo Márquez, Lorenzo Micheli e Judicael Perroy. Por todas as instituições onde passou, concluiu sempre os seus estudos com notas máximas e recebeu várias distinções de mérito por excelência. É um dos guitarristas portugueses mais premiados de sempre, contando com dezenas de prémios em concursos nacionais e internacionais. Atuou a solo em algumas das salas mais importantes em Portugal, assim como um pouco por toda a Europa e Japão. Paralelamente à sua atividade performativa, leciona na Escola Profissional de Artes da Covilhã (EPABI) e no Conservatório Regional de Música da Covilhã.

"DIÁLOGO INTERCULTURAS NO MEDITERRÂNEO MEDIEVAL"
O Ensemble Med, [med: mediterrâneo/medieval] nasceu em Abril de 2012 no seio do Departamento de Música Antiga da Hogeschool voor de Kunsten Utrecht. Participou em diversos festivais de música antiga neste país desde então. É de destacar também a participação pelo Eric Salhstrom Institute na Womex Fair em Santiago de Compostela [ES], e nas Comemorações do Dia Internacional da Língua Portuguesa na Universidade Ivane Javakhishvili em Tbilisi (Geórgia). Ganha novo fôlego em 2018/2019, com o projeto “Diálogo Interculturas no Mediterrâneo Medieval”, cofinanciado pelo Programa de Apoio às Artes da Direção Geral das Artes, onde começa a trabalhar com a cantora Mariana Fabião. Sedimenta assim um percurso de 6 anos, com uma digressão nacional: Feira da Dieta Mediterrânica em Tavira, Igreja Matriz de Monsanto, Idanha-a-Nova, Casa da Música, Porto e Festival Percursos da Música de Ponte de Lima. O Ensemble Med propõe um programa intimista que homenageia o património musical medieval de raiz Mediterrânica, procurando evidenciar a riqueza cultural desta região de uma forma historicamente informada, tanto na música escrita como na tradição oral.

Fazem parte do grupo Daniela Tomaz na direção artística, flautas e adufe), Mariana Fabião no canto, Sérgio Calisto na viola d’amore a chiavi e moraharpa e Laurent Sauron na percussão histórica.

Os espetáculos realizam-se cumprindo com todas as normas de segurança e higiene, em recintos ao ar livre, ainda que delimitados, de acordo com as normas da DGS e planos de contingência criados para o efeito.

De salientar ainda a obrigatoriedade do uso de máscara e seguir as regras de segurança definidas para os diversos espetáculos.

Duas propostas musicais, num só espetáculo, que não vai querer perder…

GC do Mun Lagoa(Algarve)GuitarraLagoa12Set

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS