Faro | Município formaliza Protocolo com MAPS

Regionais
Tools
Typography

O Município de Faro e o Movimento de Apoio à Problemática da Sida (MAPS) assinaram ontem, quinta-feira, um protocolo de cooperação com vista à criação de um equipamento social para alojamento temporário de pessoas em situação de sem abrigo.

O acordo, assinado no Salão Nobre da Câmara Municipal de Faro entre estas duas entidades, tem como objetivo estabelecer o apoio financeiro mensal, no valor de €3.285,00, que o Município de Faro irá prestar ao MAPS para pagamento da renda do referido equipamento, tal como o desenvolvimento de atividades conexas com vista à inserção social.

Para o efeito, foram arrendados, pela Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve, os edifícios denominados por luso-alemão e o imóvel contíguo, denominado por ex-Laboratório de Apoio à Produção Vegetal, localizado em Braciais, Patacão.

Estas instalações, atualmente devolutas, vão agora ser alvo de obras de fundo para ser adaptadas e equipadas, pelo que, neste âmbito, o MAPS lançou também um apelo para entrega de donativos de material para o efeito.

No âmbito deste protocolo, a autarquia ficará com cinco vagas reservadas neste alojamento temporário que poderá vir a ter capacidade para acolher até 49 pessoas – 30 lugares para alojamento de emergência, dos quais 20 destinados a alojamento temporário.

Este é um projeto que representa uma mais-valia para o concelho de Faro e para o Algarve, uma vez que permitirá a criação de um equipamento social há muito aguardado, passando a existir uma resposta social com condições únicas para pessoas em situações vulneráveis.

De acordo com Fábio Simão, presidente da direção do MAPS, “no Algarve não existe qualquer equipamento com este tipo de resposta, uma vez que as únicas nove camas de alojamento temporário que o MAPS tem desde 1996 são claramente e desde sempre insuficientes”.

Já o presidente da Câmara Municipal de Faro, Rogério Bacalhau, sublinhou “o trabalho muito importante do MAPS junto das famílias mais vulneráveis do concelho, em particular de indivíduos sem-abrigo, em particular durante a pandemia”.

“Tínhamos cerca de 30 indíviduos referenciados por situação de sem-abrigo no concelho e com a pandemia aumentámos o número para mais 22. É verdade que este não é um projeto direcionado para a pandemia mas a questão económica da comunidade e dos sem-abrigo preocupa-nos bastante nesta fase”, adiantou o presidente da Câmara Municipal de Faro. “O nosso desejo era que amanhã esta resposta já estivesse pronta, mas ainda vai demorar algum tempo”, concluiu.

Presidida pelo presidente da Autarquia, Rogério Bacalhau, a cerimónia contou com a presença do presidente da direção do MAPS, Fábio Simão, do diretor regional de Agricultura e Pescas do Algarve, Pedro Monteiro, e da diretora de Segurança Social do Centro Distrital de Faro, Margarida Flores.

Mun de FaroFaroProtocoloMAPS

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS