Coordenador Regional do Combate ao COVID19 no Algarve visitou São Brás de Alportel

Regionais
Tools
Typography

O Município de São Brás de Alportel recebeu esta quinta-feira, dia 30 de abril,  a visita do Coordenador Regional do Combate ao COVID19 no Algarve, o Secretário de Estado José Apolinário, acompanhado do Comandante Operacional Distrital da Proteção Civil, Vítor Vaz Pinto e do Tenente Coronel Bartolomeu, oficial de ligação do Exército Português.

A visita teve como objetivo conhecer, no terreno, toda a estrutura e todos os projetos em curso, de apoio ao combate à propagação do novo Coronavírus. 

“Esta visita demonstra o interesse das autoridades nacionais pelo trabalho desenvolvido no nosso concelho e permitiu ao Município mostrar a forma como tem vindo a adaptar-se a esta realidade e às exigências dos novos tempos, tendo sempre como principal missão a proteção da nossa comunidade e com os olhos postos num futuro que se sabe desafiante mas que se pretende promissor”, observou o presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro.

Após uma primeira reunião no Salão Nobre dos Paços do Município, onde está sediado o Posto de Comando da Subcomissão de Proteção Civil – COVID19, a visita teve início no Centro de Artes e Ofícios, atualmente transformado em Núcleo Coordenador do Projeto de Criação das Máscaras Sociais São-brasenses.  O Secretário Estado teve a oportunidade de conhecer a equipa responsável pela pré-produção, constituída por trabalhadores do município e por voluntários, e a equipa municipal que coordena a vasta rede de produção das máscaras sociais, que começaram esta semana a ser distribuídas à população, de forma gratuita através dos pontos de entrega instalados nos edifícios das Piscinas Municipais Cobertas e Pavilhão Municipal.

Este projeto conta atualmente com uma rede de 75 produtores, entre costureiras, alfaiates, artesãos,  voluntários e trabalhadores do município, que aceitaram mudar de funções e abraçar esta missão, para proteger a população e dinamizar a economia local. As máscaras sociais são-brasenses protegem 2 vezes: a comunidade contra o vírus e a economia local contra a crise. No Centro de Artes e Ofícios, foi ainda possível conhecer elementos do projeto de Voluntariado Jovem “Apoio Maior” que está em curso no concelho, iniciativa da Junta de Freguesia em parceria com o município.

Seguidamente, a comitiva visitou os pontos de entrega das mascaras sociais: o Edifício das Piscinas Municipais Cobertas, onde se realiza a entrega geral e onde está também sediado o núcleo de coordenação e entrega da Rede Solidária de Produção de Viseiras de Proteção, que já ultrapassaram as 4000 viseiras produzidas e o Pavilhão Municipal, onde se realiza a entrega de grupos,  mediante listas de aquisição preenchidas pelos munícipes, com a colaboração de entidades locais e das empresas de gestão de condomínios, o que permite reduzir a deslocação ao ponto de entrega de pessoas que integram grupos de risco.

Durante a visita, foi ainda possível conhecer as Zonas de Apoio à População (ZAP’s) criadas no Pavilhão Municipal e no Pavilhão Desportivo da Escola Secundária, sob coordenação do Serviço Municipal de Proteção Civil, com apoio de um conjunto de entidades locais.

Ainda na Escola Secundária, a comitiva que integrou o Presidente da Câmara Municipal e restantes elementos do executivo municipal a tempo inteiro, o Comandante do Posto Territorial da GNR, o coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil e alguns elementos do mesmo;  o 2.º Comandante dos Bombeiros Voluntários e a Delegada de Saúde tiveram oportunidade de visitar o Refeitório Escolar onde estão a ser confecionadas as refeições para apoio alimentar aos alunos mais carenciados e famílias vulneráveis, num projeto desenvolvido em parceria entre os Serviços Sociais do Município e o Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas. Na ocasião, o Secretário de Estado teve ainda oportunidade de conhecer as ações que estão a ser desenvolvidas em parceria com o município para assegurar que todas as crianças e jovens tenham acesso a meios informáticos para acompanhar a escola em casa. Para além da aquisição de computadores e dispositivos de internet assegurada pelo município, está em marcha uma campanha de solidariedade junto da comunidade, de modo a que seja garantido a todos os alunos a partir do 2.º ciclo, disponibilidade de um computador, com internet, na sua casa.

Já no Centro de Apoio à Comunidade, a comitiva teve oportunidade de ver como está a funcionar a equipa Psicossocial, coordenada pela Unidade de Serviços Sociais, que está no terreno a apoiar a população mais vulnerável, com uma preocupação especial centrada nos seniores isolados.

Na ocasião, a equipa assistiu à saída para o terreno de uma das equipas, que conta com o reforço de uma médica voluntária, nas visitas à população sénior. Junta-se a esse projeto de apoio social integrado um conjunto de voluntários finalistas da licenciatura de Medicina da Universidade do Algarve, permitindo um suporte muito importante nestas visitas sociais.

Para evitar que estes grupos de risco saem das suas casas, a equipa psicossocial leva as compras de alimentos e medicamentos a duas casas e a partir de hoje leva também as máscaras sociais, que chegam desta forma à população sénior  das zonas mais isoladas do concelho.

A visita terminou no átrio da Santa Casa da Misericórdia, onde o Provedor Júlio Pereira teve oportunidade de explicar como tem sido todo o processo de adaptação a esta nova realidade e à imperiosa missão de proteger utentes e colaboradores desta instituição, que desde a primeira hora colocou em marcha um plano integrado de prevenção mediante duplicação de equipas, em espelho e da criação de uma equipa de voluntários para eventual reforço. Em parceria com a Câmara Municipal, a Santa Casa é a 2.ª porta de entrega de ajuda alimentar, num novo serviço em formato “take Away”, ao estilo Cantina Social, dirigido a um segmento da população vulnerável, sem crianças em idade escolar. Na ocasião, o Provedor apresentou também o novo projeto “Apoio COmVIDa” que foi um dos dois selecionados no Algarve para receber um apoio de 20.000,00€ da Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito de um programa de apoio a instituições dedicadas ao cuidado a seniores. Através deste projeto, a Santa Casa, em parceria com o município, nomeadamente com o Grupo de Intervenção Sénior, prestará, a título gratuito,  apoio domiciliário avançado, o que vai permitir  combater o isolamento dos seniores são-brasenses.

“Nesta visita quero valorizar o grande esforço do Município e de todas as estruturas de Proteção Civil e de Segurança, das Instituições Sociais, das/os funcionárias/os da Câmara Municipal de São Brás de Alportel que conseguiram implementar aqui um conjunto de boas práticas na produção e distribuição de máscaras sociais e de viseiras, com a mobilização da sociedade, e também as boas práticas da Santa Casa da Misericórdia que acaba de ser escolhida pela Fundação Gulbenkian para o desenvolvimento de um projeto inovador na área do apoio domiciliário. Levo daqui o reconhecimento e a valorização das boas práticas na área social que estão a ser desenvolvidas pelo Município e instituições do concelho”, afirmou o Coordenador Regional do Combate ao COVID19 no Algarve, José Apolinário, no final da jornada.

GI da CM SBA

VisitaJoseApolinarioSBA2VisitaJoseApolinarioSBA3VisitaJoseApolinarioSBA4VisitaJoseApolinarioSBA10VisitaJoseApolinarioSBA5VisitaJoseApolinarioSBA6VisitaJoseApolinarioSBA8

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS