Encontrada solução para os 15 Trabalhadores Romenos Acolhidos em Castro Marim

Regionais
Tools
Typography

Depois de ter acolhido 15 trabalhadores romenos que foram impedidos de entrar em Espanha por não terem uma situação contratual definida, a Câmara Municipal de Castro Marim conseguiu hoje encontrar uma solução com a Embaixada da Roménia. O grupo teria chegado ao Aeroporto de Lisboa no sábado e, depois de ter sido impedido de passar a fronteira em Caia e na Ponte Internacional de Castro Marim, chegaram à vila a pé, onde, por razões humanitárias, foram acolhidos por esta autarquia.

Apesar da tentativa autárquica de resolver a situação com Espanha, a rigidez do acordo da fronteira, que permite apenas a circulação de mercadorias e trabalhadores transfronteiriços, não foi ultrapassada.

Foram depois encetados todos os esforços junto de outros organismos estatais, mas o Município de Castro Marim só conseguiu resposta da Embaixada da Roménia, que assegurou o acolhimento do grupo em Castelo Branco, local para onde partiram no final desta tarde em transporte cedido pela autarquia.

Certificando-se da realização de testes ao Covid-19, todos com resultado negativo, o Município de Castro Marim acolheu o grupo de trabalhadores no Pavilhão Municipal desde terça-feira, tendo sido providenciada dormida, alimentação e as condições de higiene necessárias à sua permanência. Quer esta autarquia agradecer e reconhecer o esforço e o empenho de todos os envolvidos na resolução da situação – a GNR de Castro Marim, a Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim, o delegado de saúde local e os colaboradores do Município, que fora do âmbito das suas funções, garantiram o bem-estar dos 15 trabalhadores e a melhor resolução do problema.

GI da CM Castro Marim

TrabalhadorRomenos1TrabalhadorRomenos

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS