Banner Alto Página

Algarvio "Pescador de Sonhos" distinguido com Prémio AGIR da REN

Regionais
Tools
Typography

O programa “Pescador de Sonhos” gerido pela Associação de Apoio à Pessoa Excepcional do Algarve (APEXA), implementado em Ferreiras, Albufeira, foi distinguido com o terceiro lugar, na sexta edição do Prémio AGIR, da REN, este ano dedicado à promoção do sucesso escolar e ao combate ao abandono escolar. A iniciativa tem como objetivo promover a inclusão social, o sucesso escolar e combater comportamentos de risco.

Com 10 anos de atividade, o “Pescador de Sonhos” nasceu em Ferreiras tendo-se estendido à Quinta da Palmeira (um bairro social problemático, com pessoas de 23 nacionalidades diferentes), em Albufeira, em 2013. O projeto disponibiliza apoio ao estudo e ações de sensibilização para prevenir comportamentos de risco, apostando na ampla participação das famílias, através de um Gabinete de Apoio Familiar. O projeto oferece ainda oficinas criativas, uma carrinha itinerante para ações de alfabetização e cidadania e um estúdio comunitário, onde podem ser gravados os trabalhos musicais dos jovens.

Toda esta oferta pretende proporcionar às crianças e jovens experiências lúdicas e pedagógicas, que fomentem a continuidade no percurso escolar, sensibilizar para os comportamentos de risco, promover a alfabetização da comunidade e a integração social e empregabilidade das famílias.

Segundo Nuno Neto, presidente da APEXA, “O ‘Pescador de Sonhos’ visa apoiar as minorias étnicas e os jovens mais vulneráveis ao insucesso e abandono escolar. Para a APEXA, a palavra ‘crescer’ é fundamental numa sociedade livre e aberta, e opomo-nos a qualquer estrutura social que seja diferente desse caminho”. “É uma preocupação da APEXA que o apoio do Prémio AGIR da REN permita formar e educar a sociedade para lidar e encarar estes jovens como parte dela, num assumido Manifesto pela Inclusão”, conclui o dirigente.

Nesta 6ª edição do Prémio AGIR, o programa Apps for Good, da AICD – Associação para Inserção por Centros Digitais de Informação – CDI Portugal, foi o vencedor com um projeto que promove a criação de aplicações que façam a diferença e transformem as comunidades em que se inserem. Em segundo lugar ficou a iniciativa “Escolas de Superpoderes”, promovida pela Associação Juvenil Transformers, do Porto, que ajuda os jovens a desenvolver competências sociais com a ajuda de mentores voluntários.

A cerimónia de entrega do Prémio Agir decorreu dia 11 de fevereiro de 2019 em Ermesinde, no auditório da REN. A próxima edição do Prémio Agir será subordinada ao tema a Integração Profissional de Pessoas Vulneráveis.

Pode ver vídeos sobre os programas vencedores aqui:

Apps For Good

Escolas de Superpoderes

Pescador de Sonhos

Sobre o Prémio Agir:

O Prémio AGIR enquadra-se na política de envolvimento com a Comunidade e Inovação Social da REN. Anualmente, o Prémio AGIR seleciona uma área de intervenção social e distingue três projetos. As últimas edições foram dedicadas aos temas “Preservação do património natural” (2018); “Inserção Laboral de Pessoas com Deficiência” (2017); “Combate à Pobreza e Exclusão Social” (2016); “Envelhecimento Ativo” (2015) e “Criação de Emprego” (2014).

A seleção dos três melhores projetos é da responsabilidade da REN, em parceria com a STONE SOUP, que acompanha e monitoriza a utilização dos fundos doados a cada projeto apoiado, efetuando também a avaliação do impacto social real do apoio atribuído. Ao primeiro classificado é concedido um valor monetário de trinta mil euros, ao segundo quinze mil euros e ao terceiro cinco mil euros.

CV&APescadorSonhos

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS