Loulé | Área de restauração Diferenciadora e Horário Alargado

Regionais
Tools
Typography

Arrancaram esta quarta-feira, 23 de outubro, as obras de requalificação do Mercado Municipal de Loulé que irão criar no local um novo espaço de restauração diferenciador. Inspirado em alguns mercados europeus e também em exemplos portugueses de sucesso como os mercados de Algés, Campo de Ourique, Ribeira e, mais recentemente, o Bulhão, pretende-se criar aqui um polo dinamizador não só da atividade comercial deste ex-líbris do património de Loulé mas também da própria cidade.

Como explicou David Pimentel, presidente da empresa LC Global, a abertura de quatro restaurantes na área central do edifício irá criar “uma maior amplitude de horário”, isto é, o Mercado deixará de funcionar no horário tradicional – até às 15h00 – e passará a abrir as portas até à 00h00/01h00, variando de acordo com a época do ano.

A ideia é que, em simultâneo, os próprios operadores do pescado, talhos, frutas e legumes, entre outros que aqui existem, possam igualmente desenvolver a sua atividade nesse horário alargado, “potenciando ocasiões de consumo não só dos próprios restaurantes que irão abastecer-se aqui, como também clientes que nos visitam e pessoas que fazem as suas compras depois do trabalho, ao final do dia”, como referiu o responsável da empresa municipal que gere o Mercado de Loulé.

Mas não é só “intramuros” que se prevê que esta nova valência do Mercado possa ter impacto. Uma vez que a cidade de Loulé tem, durante o período da manhã, uma dinâmica muito maior fruto da atividade comercial no Mercado, estima-se que a extensão deste horário de funcionamento possa atrair pessoas à cidade também durante a tarde e, não só à envolvente direta do Mercado mas também a outras artérias como a Praça da República ou Rua Maria Campina.

Para além das obras que serão realizadas na praça central onde irão nascer estes quatro espaços de restauração, criando condições para que haja posteriormente um contrato de concessão para a exploração dos mesmos, os trabalhos que hoje arrancam, prolongando-se durante 4 meses, passam ainda pela melhoria das instalações sanitárias, pintura exterior e interior do edifício, recuperação das pedras da cantaria, colocação de um piso antiderrapante nas quatro entradas e de um piso novo na praça central com a imagem deste edifício histórico.

Na nova zona de restauração vai ser criado um espaço com mesas e cadeiras removíveis já que uma das ideias do executivo da Câmara de Loulé é que este seja também “um espaço dinamizador de eventos e um espaço social de convívio”, criando-se aqui uma área de esplanada onde as pessoas poderão apreciar a sua refeição.

Desmistificando a ideia de que este polo será concorrência direta aos comerciantes à volta do Mercado, David Pimentel considera ser antes esta “uma oferta complementar que irá potencializar os clientes dos restaurantes periféricos”. “O Mercado é cada vez mais transversal pois não é só a sua vertente tradicional cá dentro mas também a envolvente, funcionando como uma âncora de atração”, sublinha o presidente da LC Global.

De forma a minimizar os incómodos para operadores e compradores, os trabalhos que impliquem barulho ou poeiras serão executados no período entre as 15h00 e as 20h00. De referir que a zona onde serão criados os quatro restaurantes vão ser devidamente isolados durante o período em que decorre a empreitada.

De 15 a 31 de dezembro as obras estarão paradas permitindo o normal funcionamento do espaço na época de Natal. De forma a manter os comerciantes informados, a equipa da LC Global irá receber todos os interessados, no período das 15h00 às 17h30, no espaço do mercado, para esclarecer eventuais dúvidas sobre a evolução da obra.

Esta empreitada ronda um investimento de 575 mil euros.

“Penso que esta iniciativa permitirá dinamizar o centro da cidade de uma forma mais positiva e conto que possa ser uma solução que traga mais atividade económica para todos os operadores do Mercado, com esta valência suplementar que irá potenciar o negócio. O que nos interessa é alavancar o negócio daqueles que já cá estão com esta nova oferta e tornar este espaço icónico, que é o Mercado Municipal de Loulé, ainda mais atrativo para todas as pessoas que nos visitam”, considerou Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé.

Fonte: GAP da CM LouléMercadoLoule1MercadoLoule2

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS