Loulé | Exército português colaborou com o Município na Defesa da Floresta contra Incêndios

Regionais
Tools
Typography

No âmbito das medidas preventivas adotadas pela Câmara Municipal de Loulé contra o flagelo que são os incêndios florestais, o protocolo celebrado com o Exército Português em 2018 terminou no passado dia 11 de outubro. Tratou-se de uma parceria que visou a execução de trabalhos preventivos em área rural e florestal com recursos a maquinaria pesada.   

As intervenções foram executadas de acordo com um processo de planeamento prévio coordenado pelo Serviço Municipal de Proteção Civil - Gabinete Técnico Florestal, com visitas de campo periódicas e acompanhamento permanente dos trabalhos, contando com a colaboração dos bombeiros e juntas de freguesias.

Os trabalhos executados, com utilização de equipamentos como trator de lagartas, niveladora e retroescavadora, foram essencialmente desmatações gerais, para a criação de faixas de gestão de combustíveis, beneficiação de caminhos florestais e abertura de novos acessos de veículos aos pontos de água e criação de locais estratégicos de estacionamento, numa extensão aproximada de 80 Km, realizados nas freguesias prioritárias na defesa da floresta contra incêndios, nomeadamente em Alte, Ameixial, Salir e União de Freguesias Querença, Tôr e Benafim.

O término da execução dos trabalhos ficou marcado pela visita ao município de Loulé do comandante do Regimento de Engenharia Nº1, Coronel Leonel Martins. Nas instalações do Serviço Municipal de Proteção Civil foi recebido pelo diretor deste serviço João Matos Lima, tendo sido foi realizada neste momento uma breve apresentação e balanço dos trabalhos realizados no âmbito do protocolo. Posteriormente, este responsável do Exército esteve no edifício dos Paços do Concelho onde foi recebido pelo presidente da Câmara, Vítor Aleixo, e pelo vereador Carlos Carmo.

De acordo com o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Loulé, o risco de incêndio florestal no concelho é classificado como elevado dada a extensa área de espaços florestais, que ocupa cerca de 65% da área total do concelho, e ainda o elevado número de edificado disperso em espaços florestais 40% da área do município tem potencialidades para que ocorra um incêndio florestal de grandes dimensões – 23,1% é ocupada pelas classes de perigo elevado e 16% pelas classes de perigo muito elevado (16%). Logo é intenção no município desenvolver um conjunto de ações de prevenção e de mitigação à ocorrência deste risco latente no concelho.

Refira-se igualmente que é responsabilidade do Exército Português colaborar em missões de proteção civil e tarefas relacionadas com a satisfação das necessidades básicas e melhoria da qualidade de vida das populações, sendo esse o contexto desta parceria com o Município de Loulé.

Fonte: GAP da CM LouléProtocoloExercitoLoule3ProtocoloExercitoLoule2ProtocoloExercitoLoule4ProtocoloExercitoLoule5ProtocoloExercitoLoule6

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS