Nota de Pesar da Associação Almargem - Fernando Grade

Regionais
Tools
Typography

Foi com profunda tristeza e pesar que a Almargem tomou conhecimento ontem do falecimento do artista plástico Fernando Silva Grade, sócio e colaborador activo desta Associação.

Natural da cidade de Faro, Fernando Grande, era biólogo de formação, mas foi na pintura que encontrou a realização profissional e pessoal.

Homem da cultura e de causas, apaixonado pelo património e pela natureza da sua região, que tantas vezes pintou na tela, Fernando Grade empenhou-se ao longo das últimas décadas em várias atividades ligadas à defesa do património cultural e do ambiental, mas também na promoção da cidadania, muitas das quais ao lado da Almargem, destacando-se pela forma mordaz como criticava os desmandos urbanísticos que vem descaracterizando a região.

Defensor acérrimo da identidade cultural da região, notabilizou-se nos últimos anos pela luta da preservação do património arquitónico, através da participação em acções de contestação à destruição de vários edifícios na sua cidade, de Faro, mas também em Olhão.

Por esse motivo, no passado dia 7 de Setembro 2018, no Dia do Município de Faro, a Câmara Municipal de Faro agraciou-o com a Medalha de Mérito Grau Ouro, pela “abnegação com que durante décadas, este biólogo de formação, artista plástico e activista pelas causas do património e do ambiente, entre outras, lutou para fazer valer as suas conceções".

Apesar de fragilizado fisicamente, nos últimos meses Fernando Grade viria a manter a sua actividade cívica até aos seus últimos dias, "por um Algarve mais genuíno", como ele gostava de dizer. Até ontem... dia 8 de Setembro, quando faleceu ao início da tarde, vítima de doença oncológica.

Escritor, pintor, activista, Fernando Grade deixa uma vasta obra, onde cabe um livro publicado em 2014 em que denuncia os lobbies e crimes cometidos contra o Algarve que amava – “O Algarve tal como o destruímos”, da Escritório Editora.

A Associação Almargem lamenta profundamente a perda irreparável que constitui para a região do Algarve o desaparecimento prematuro do Fernando Grade, em particular pela dedicação e entrega com que empreendeu a defesa da sua identidade cultural, à qual ficará ligado de forma inegável, e cujo exemplo marcará por certo todos os com ele tiveram o privilégio e a honra de privar.

Fernando Grade morreu tal como nasceu, algarvio.

A Almargem presta aqui a sua homenagem ao Artista Plástico, Sócio e Amigo desta Associação, cujo legado de vida esta continuará a perpetuar na sua acção em prol da defesa do património natural e cultural do Algarve, região que Ele tanto amava, endereçando à sua família, amigos e admiradores, as mais sinceras e sentidas condolências.

O velório terá lugar esta terça-feira, dia 10 de setembro, na Igreja de São Luís, em Faro, durante a manhã.

Fonte: Associação AlmargemFernandoSilvaGrade

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS