"Thomso" no Cantaloupe Café em Olhão

Regionais
Tools
Typography

O Cantaloupe Café, nos Mercados de Olhão, vai apresentar durante quatro dias: "THOMSO". Quarta-feira 4, quinta-feira 5, sexta-feira 6 & sábado 7 de setembro pelas 21h00.

O canto e a música acompanham Thomso desde a sua infância no Senegal, onde forma a sua primeira banda e grava um álbum. Em France, onde reside desde 2001, a aventura prossegue com dois outros discos e as cenas encadeiam-se a nível nacional. A sua voz, de grande poder emocional, a sua música mestiça, as suas palavras que reivindicam a paz, tocam um vasto público.O artista acaba de gravar um quarto álbum intitulado «Capital».

Thomso é sobretudo esta voz vinda de outro lugar que, pelas suas sonoridades e pelos seus textos, cantados em 6 línguas, abre uma verdadeira clarabóia sobre a alteridade. Há uma canção que fala dos malefícios da economia, dos lados negativos do capitalismo que come tudo.

«Não me considero um cantor empenhado. Dou a minha opinião. As minhas outras canções falam sempre da paz, da tolerância, do amor pelo ser humano», explica Thomso, que começou a compor em 1996, no seu leito de hospital, vítima de uma mina antipessoal. No palco, rodeado por músicos franceses, malgaxes, congoleses e senegaleses, o cantor partilhará as suas esperanças, as suas cólicas e os ambientes sonoros da África através das suas músicas afro reggae, enriquecidas pelas influências dos membros do grupo. 

Actores destes tempos fortes, os músicos de Thomso, de cor jazz e afro reggae, ligam entre si todas as tendências musicais, num casamento interétnico que nos embriaga com as suas maresias migratórias.

Os textos cantados em seis línguas reforçam o seu desejo de se dirigir a todos.

Thomas Kanfoudy       Vocal, guitarra

Jean Brice Toly            Lead guitarra, vocal

David Castell               Baixo, vocal

Manu Léger                 Bateria

Thomas camus            Teclado

Destin Laurent             Djembé

Fonte: Cantaloupe CaféThomso

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS