Ilha de Faro recebe a 2ª edição do Projeto "TransforMAR"

Regionais
Tools
Typography

Ilha de Faro recebe a 2ª edição do TransforMAR, de 29 a 31 de julho, entre as 10h e as 19h, que sensibilizará os veraneantes a entregarem as suas embalagens de plástico e metal, evitando que acabem no mar.

O projeto surge de uma iniciativa pioneira do Lidl Portugal, juntamente com a Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), Eletrão, Quercus, Associação Zero e Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e pretende sensibilizar para a importância de uma boa conduta ambiental em praia e para os princípios da economia circular - através da recuperação, reutilização, reciclagem e redução do desperdício de materiais plásticos.

A 2ª edição está presente, durante 45 dias, em 15 praias de Norte a Sul do país, promovendo a recolha, num depósito próprio, não só de embalagens de plástico, mas agora também de metal, produzidos pelos veraneantes enquanto usufruem do seu tempo em praia, com a promessa de que estes serão transformados num benefício para a comunidade - uma iniciativa que não só garante praias mais limpas, como promove um comportamento mais responsável.

Em paralelo decorre, durante o Verão, a entrega às comunidades dos equipamentos de atividade física produzidos a partir de plástico recolhido na 1ª edição do projeto TransforMAR. A escolha deste novo destino atribuído ao plástico, parte do propósito de aliar estilos de vida saudáveis a escolhas responsáveis.

Na sua 1ª edição, que se realizou no verão passado, o TransforMAR passou por 14 praias, de norte a sul do país, e no total foram recolhidas 1,5 toneladas de material plástico, que correspondem a cerca de 88 mil unidades, cabendo à Electrão, parceira do projeto, toda a operação de recolha e reciclagem dos resíduos plásticos. A Extruplás foi a empresa responsável pela sua transformação nos aparelhos de circuito de atividade física que serão agora entregues.

Com uma forte estratégia de sustentabilidade e de redução de plástico a 360º graus, o Lidl foi a primeira cadeia de retalho em Portugal a assinar o pacto ambiental com as Nações Unidas e com a Fundação Ellen MacArthur. A nível nacional, a cadeia foi ainda pioneira a assumir, em março de 2018, um compromisso de redução de consumo de plástico nas embalagens de marca própria em 20% até 2025; a descontinuar a venda de plásticos descartáveis, em agosto de 2018; e a anunciar o fim da venda de sacos de plástico para transporte de compras até ao final de 2019.

Fonte: CV&AProjetoTransformar

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS