CM de Silves conclui instalação de Separadores nos Balneáreos Públicos das Escolas

Regionais
Tools
Typography

A Câmara Municipal de Silves (CMS) instalou divisórias de duches em mais dois estabelecimentos. Desta feita, foram alterados os balneários dos pavilhões da Escolas nas E.B.2,3 Garcia Domingues em Silves e João de Deus em Messines.

Esta colocação orçou cerca 17.376,51 euros e vem complementar a execução já realizada anteriormente nas Escolas EB2,3 de Algoz e Armação de Pêra.

Recorde-se que esta iniciativa resulta de uma parceria com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Silves (CPCJ) e Agrupamentos de Escolas do concelho e da implementação da experiência “PRIVACIDADE E EQUIDADE: políticas públicas de reorganização de espaços promotores de bem-estar”, que permitiu que reestruturar sanitários em espaços escolares, nas piscinas municipais (com individualização dos espaços) e construir espaços individualizados, também nas piscinas municipais, garantindo que os utentes pudessem ter o seu próprio espaço para o duche, não partilhado com os demais utentes.

Iniciado em 2016, este projeto resulta de uma aposta da autarquia na educação sexual como forma de prevenir riscos e promover uma sexualidade saudável em crianças e jovens. Na sequência do projeto, que inclui sessões com alunos, alunas, docentes e famílias, verifica-se a importância de se encontrarem estratégias que protejam, no espaço público, a privacidade das pessoas, respeitando a sua individualidade e garantindo o seu bem-estar. A exposição do corpo e a gestão da privacidade na partilha de espaços de higiene em espaços públicos foram identificados como temas sensíveis com influência direta na autoestima e na intimidade dos seus utilizadores e das suas utilizadoras. No espaço da escola, durante a puberdade, muitos alunos e muitas alunas, reportam desconforto na exposição do seu corpo (também devido às mudanças e inseguranças que decorrem deste período do desenvolvimento na infância). A ausência de privacidade resulta na recusa de banho após as aulas de educação física, o que condiciona a higiene e a saúde das alunas e dos alunos. Após as sessões de educação sexual, identificou-se que esta recusa poderia ser colmatada com a melhoria da oferta dos equipamentos sanitários através da respetiva individualização de espaços que garantissem a privacidade e a intimidade durante os momentos de higiene.

Fonte: GRP do Mun SilvesSeparadoresBalnearios

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS