Lagoa | "III Jornadas de Enoturismo" projetam um produto de ouro para a região do Algarve

Regionais
Tools
Typography

Assinalando as comemorações do Dia Internacional do Enoturismo, a Câmara Municipal de Lagoa promoveu e organizou, no passado fim-de-semana, as III Jornadas de Enoturismo. A iniciativa, organizada pelo Município em parceria com a Associação dos Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), contou com o apoio da Associação das Rotas dos Vinhos de Portugal (ARVP), do Turismo do Algarve (ERTA) e da Associação Internacional para o Desenvolvimento e Promoção do Enoturismo a nível mundial (AENOTUR).

As Jornadas tiveram início, no dia 9, nas instalações da Adega Cooperativa do Algarve - Única, com uma série inicial de intervenções, entre as quais as do Vice-Presidente da autarquia, Luís Encarnação; do presidente da ERTA, João Fernandes; e de José Arruda, Secretário-Geral da Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

Os painéis seguintes contaram com as participações de Ivane Favero, presidente da AENOTUR; Susana Miguel, da ERTA; Isabel Vazquez, da Direção de la Ruta del Vino Ribera del Guadiana; do empresário Vasco Chaveca e da presidente da Adega Cooperativa Única, Alice Saraiva, que, em conjunto com o público presente (produtores, hoteleiros, restauração e agentes) trocaram práticas e refletiram sobre esta temática.

Os participantes tiveram ainda oportunidade de realizar visitas técnicas à Quinta dos Santos e à Quinta dos Sentidos, um novo produtor do concelho vizinho a operar na área do enoturismo, com produção de vinho, verjus e azeite.

As III Jornadas terminaram no dia 10 com a exibição do filme “Setembro a vida inteira”, de Ana Sofia Fonseca, no Convento de S. José, e com uma visita técnica ao Morgado do Quintão, um recente produtor de Lagoa.

O Município congratula-se pelos investimentos que têm vindo a ser realizados nesta área, no concelho e um pouco por toda a região, ciente de que o Enoturismo pode constituir um forte contributo para trazer valor e mais emprego à região, enaltecendo um património ancestral, uma identidade, que é, por natureza, uma mais-valia cultural e gastronómica: o vinho.

Fonte: GC do Mun Lagoa(Algarve)Videiras1

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS