Lagos reforça laços de Amizade e Cooperação e aposta na Diferenciação e Autenticidade

Regionais
Tools
Typography

O ponto alto das comemorações do Dia do Município de Lagos foi, uma vez mais, o dia 27 - feriado municipal, com a realização de diversas cerimónias protocolares e outras iniciativas de cariz cultural. Na Sessão Solene, foram agraciadas duas personalidades a quem se pretendeu prestar homenagem e distinguir nesta data simbólica da identidade coletiva local. Veja as fotos (cedidas pela CM Lagos) na nossa Galeria de Fotografias: https://www.maisalgarve.pt/fotogaleria/category/329-dia-lagos2018.

O Dia do Município, 27 de outubro, dedicado ao seu Santo Padroeiro - São Gonçalo de Lagos, teve início com a tradicional Cerimónia do Hastear das Bandeiras, que decorreu na Praça Gil Eanes, na presença de várias coletividades culturais, recreativas e desportivas do concelho e munícipes que se quiseram associar a estas comemorações. Destaque também para as Festas Religiosas de São Gonçalo de Lagos, que decorreram após o Hastear das Bandeiras, com a realização de uma Missa Campal, no Jardim da Constituição, seguida de uma Procissão em Honra do Santo Padroeiro que ali começou, terminando no Porto de Lagos, onde se realizou uma Bênção do Mar e das Embarcações.

Na parte da tarde foi a vez do Centro Cultural de Lagos receber a Sessão Solene, ocasião em que, dando corpo ao espírito das comemorações deste ano, se prestou homenagem a duas personalidades, através da atribuição de Medalhas de Mérito Municipal. Nesta cerimónia, para além dos munícipes que quiseram estar presentes, executivo municipal, vereadores e deputados, estiveram igualmente como convidados o Presidente do Conselho Comunal de Ksar El Kébir (Marrocos), Mohamed Simou, o Presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santigo (Cabo Verde), Manuel de Pina e um representante do Ayuntamiento de Palos de La Frontera, D. Ricardo Gomez. Na abertura da sessão solene, tiveram lugar as alocuções oficiais, tendo tomado a palavra os responsáveis máximos pelo Município de Lagos, o Presidente da Assembleia Municipal, Paulo Morgado, e a Presidente da Câmara Municipal de Lagos, Maria Joaquina Matos.

Começou por tomar a palavra o Presidente da Assembleia Municipal de Lagos, Paulo Morgado, que começou exatamente por lembrar a tradição dos municípios, e neste caso concreto, o de Lagos, em celebrar esta importante data homenageando individualidades e/ou entidades que, “pela sua atividade, pelo exemplo maior ou história de vida, se destacam na comunidade”.

Esta tradição é, para Paulo Morgado, “algo que enobrece a todos”. Este ano, e por essa mesma razão, a Assembleia e a Câmara Municipal de Lagos decidiram, homenagear duas individualidades. Para este autarca, esta Sessão Solene em particular também se consubstanciou “numa mensagem especial”, considerando que “hoje, temos connosco neste auditório representantes de vários países (Portugal, Cabo Verde, Espanha, Marrocos), uma diversidade de gentes e de culturas. Lagos é isto mesmo. Uma terra de encontros e partilhas. Paulo Morgado defendeu que “ser um povo significa sabermos estar, viver em conjunto e partilhar, sem nunca esquecer a nossa cultura”. A terminar o Presidente da Assembleia Municipal reforçou que “reconhecer as individualidades que se sobressaem por aquilo que fazem em prol da sua comunidade é também uma celebração (e obrigação) dessa cultura. E é isso que, com muito orgulho, aqui fazemos hoje”.

Uma ideia partilhada pela Presidente da Câmara Municipal de Lagos, Maria Joaquina Matos, que, referindo-se às palavras iniciais de Paulo Morgado, lembrou que “este ano demos início ao programa comemorativo do Dia do Município, assinalando-o com a cerimónia de assinatura do Acordo de Geminação com o Município de Ksar el Kebir”, tendo estado igualmente presentes nesta cerimónia, que decorreu no dia 26, a Vereadora da autarquia de Torres Vedras, e o Presidente da Ribeira Grande de Santiago, em Cabo Verde, localidades com que Lagos é também geminado, “com quem pretendemos continuar a reforçar laços de amizade e cooperação e que simbolizam os tempos de história partilhada”.

Falando mais concretamente do Município, a autarca sublinhou o facto de Lagos “estar a atravessar um momento de estabilidade e equilíbrio financeiro”, adiantando que a autarquia vai “retomar e fortalecer projetos já encetados no passado, nomeadamente no que se refere a matérias como a cooperação, a relação com outros Municípios nacionais e estrangeiros, mas, também, internamente investir no relançamento de Lagos enquanto cidade de excelência, perspetivando investimentos estratégicos que venham ao encontro das necessidades da população local, mas que venham, igualmente, estimular o sector do turismo, grande alicerce da economia local e regional”. A terminar Maria Joaquina Matos prometeu que o executivo “pretende continuar a dar cumprimento à aspiração de nos consolidarmos como concelho de diferenciação e autenticidade, continuando a afirmar a marca de Lagos de Descobertas, Turismo de Excelência, bem como apostando em estratégias promotoras de desenvolvimento económico, ambiental e cultural”.

Depois das alocuções, seguiu-se o momento das homenagens em que foram atribuídas Insígnias Municipais a cidadãos e amigos de Lagos a quem se pretendeu distinguir nesta data tão simbólica da identidade coletiva local. Recorde-se que o Município de Lagos tem, com regularidade, procurado prestar o justo e merecido reconhecimento público a cidadãos e a entidades coletivas que se destacaram entre os demais. Neste sentido, e no âmbito das propostas aprovadas por deliberação da Câmara, tomada em Sessão Pública Ordinária realizada a 19 de setembro, e ratificadas pela Assembleia Municipal na 2.ª reunião da sua sessão ordinária de 25 setembro, foi prestada homenagem a dois cidadãos notáveis, lacobrigenses “por nascimento ou por coração”, evocando as palavras de uma das homenageadas na sessão. Em comum, para além do apelido “Marreiros” e das inegáveis qualidades humanas, estas duas figuras têm a determinação, a capacidade de superação e de entrega às suas atividades, evidenciando-se pelo rigor e qualidade do seu trabalho.

Diogo Trindade Marreiros recebeu a Medalha de Mérito Municipal – Grau Prata em atenção, homenagem e reconhecimento ao seu contributo a favor da Patinagem de Velocidade, da elevação desta modalidade desportiva, da cidade de Lagos e do próprio país, através dos diversos prémios nacionais e internacionais que tem alcançado ao longo do seu percurso competitivo.

Glória Maria Marreiros da Cunha recebeu a Medalha de Mérito Municipal – Grau Ouro em atenção, homenagem e reconhecimento ao seu forte testemunho a favor da etnografia algarvia, traduzido em várias publicações, bem como pelo seu caráter e determinação na defesa do papel da Mulher na sociedade.

Ambos os agraciados agradeceram a homenagem entendendo-a como “um momento muito especial e de grande orgulho” de tudo a que se têm dedicado, agradecendo igualmente, na ocasião, a familiares e amigos.

A Sessão Solene contou ainda com vários momentos de animação cultural com atuações na área do Fado, com Marta Alves acompanhada por Gonçalo Rosa e Paulo Feiteira); um dueto de Dança Sevilhana, por Gracia Diaz e Vitor Martins da Associação de Dança de Lagos, com música cabo-verdiana, com Benvindo Barros, acompanhado à guitarra por Tony Sá Cavaquinho e com Música Marroquina, proporcionada pelo grupo que integrava a comitiva de Ksar el Quibir.

No final do dia houve ainda lugar à inauguração da Exposição “Miniaturas de Coches e Charretes” de José Cortes, que estará patente ao público até ao dia 30 de dezembro no Centro Cultural de Lagos (saiba tudo em: https://www.cm-lagos.pt/municipio/eventos/6327-miniaturas-de-coches-de-jose-cortes)

O programa das comemorações terminou a 28 de outubro, com uma visita comentada “Ao Encontro do Tempo e dos Lugares de S. Gonçalo de Lagos” e o 18º Encontro de Coros Infanto-Juvenis, que decorreu na Igreja das Freiras.

Fonte: SC da CM LagosDiaMunLagos19

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS