Ministro da Cultura visitou Castelo de Paderne

Regionais
Tools
Typography

O atual ministro da Cultura deslocou-se a Albufeira, no início desta semana, para visitar a obra de recuperação da torre albarrã do Castelo de Paderne, cuja primeira fase está concluída. Luís Filipe Castro Mendes foi recebido por José Carlos Rolo nos Paços do Concelho, onde reuniram com o presidente da Fundação Millennium BCP, António Monteiro, e com a diretora regional de Cultura do Algarve, Alexandra Gonçalves, entidades responsáveis pela intervenção de recuperação e restauro do monumento.

Na passada segunda-feira, 10 de setembro, o ministro da Cultura Luís Filipe Castro Mendes visitou o Castelo de Paderne para ver “in loco” o trabalho de conservação e restauro realizado à torre albarrã do monumento. A intervenção, que teve um custo de 79 mil euros, corresponde à primeira fase do projeto de requalificação do castelo.

“O Castelo de Paderne é um ex-libris de Albufeira, um Imóvel de Interesse Público, que faz parte da identidade do nosso concelho. É primordial preservar o património histórico, não só como forma de manter as nossas raízes, mas também para complementar a oferta turística com produtos culturais autênticos. Albufeira não é apenas sol e praia”, garantiu José Carlos Rolo.

Luis Filipe Castro Mendes concordou com o autarca de Albufeira, referindo que o turismo cultural é cada vez mais importante para a economia: “temos que bater a concorrência naquilo em que somos únicos, na nossa identidade. É essencial trabalharmos mais o barrocal, o interior do Algarve, que é a nossa raiz. O Algarve não é apenas a faixa costeira com as suas praias”. O ministro apelou à diversificação da oferta cultural como forma de atrair mais pessoas para verem coisas diferentes e genuínas. “É com agrado que vejo que a Autarquia de Albufeira está a investir na valorização do património histórico construído da região. Este é um projeto que valoriza o concelho, a região e o país e que vai em busca das raízes para mostrar o que de melhor temos em Portugal.”

A intervenção realizada à torre albarrã corresponde à primeira fase das obras programadas pela Direção Regional de Cultura para o Castelo de Paderne. Esta primeira fase foi financiada pelo Município de Albufeira (20%), pela Fundação Millennium BCP (20%), e pela Direção Regional de Cultura do Algarve (60%) que se candidatou com sucesso aos fundos europeus do CRESC Algarve 2020.

A segunda fase, a iniciar em 2019 e que rondará os 400 mil euros, consiste na recuperação da muralha nascente do castelo, atualmente erodida pela ação do vento. José Carlos Rolo adiantou que está também em carteira a requalificação do caminho de acesso ao castelo, com o objetivo de atrair mais visitantes.

A visita do ministro ao Castelo foi acompanhada pelo presidente da Fundação Millennium BCP, António Monteiro, pelo presidente da Junta de Freguesia de Paderne, Miguel Coelho, pelo presidente da CCDR Algarve, Francisco Serra, pela diretora regional da Cultura, Alexandra Gonçalves, e por técnicos quer da Direção quer da Câmara Municipal, que prestaram esclarecimentos sobre o projeto de recuperação do monumento.

Classificado como Imóvel de Interesse Público, o Castelo de Paderne encontra-se sob a gestão partilhada entre a Autarquia e a Direção Regional de Cultura do Algarve.

Fonte: GRP da CM AlbufeiraMinistroCultCasteloPaderne4MinistroCultCasteloPaderne5MinistroCultCasteloPaderne1MinistroCultCasteloPaderne2MinistroCultCasteloPaderne3CasteloPaderne

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS