Lagos | 31.ª edição da Feira Concurso ARTE DOCE recebe milhares de visitantes

Regionais
Tools
Typography

A XXXI edição da Feira Concurso ARTE DOCE, que decorreu no último fim-de-semana de julho no Complexo Desportivo Municipal, levou mais de 20 000 visitantes ao certame mais antigo do Algarve deste género.

Este ano assinalaram-se 31 edições da Feira Concurso Arte Doce. A primeira realizou-se em 1987, por iniciativa da Câmara Municipal de Lagos, com o objetivo de recuperar e revitalizar uma expressão do nosso património cultural imaterial que, à data, corria o risco de se perder. Foi a primeira a realizar-se na região com este objetivo e regularidade. Daí para cá este certame foi mantido e, graças ao mesmo, registou-se um incremento extraordinário do interesse por esta atividade tradicional, do número de pessoas que se dedicam à mesma, assim como do carinho e respeito que a população e os visitantes têm por esta arte.

A escolha de uma temática em cada edição, para desafio à criatividade das doceiras, foi introduzida em 1989 e desde então tem sido mantida, constituindo uma especificidade deste certame. “Lagos e o Mar – Terra de Descobertas” foi o tema escolhido para este ano e, como já era esperado, concorreram trabalhos de grande sensibilidade estética e criativa. O tema foi também o mote para a animação que decorreu ao longo dos 3 dias de Feira. Foram milhares os visitantes que testemunharam o que de mais doce Lagos tem para oferecer, tendo para isso muito contribuído a qualidade e atratividade dos cerca de 70 expositores participantes com destaque para a doçaria que, como não podia deixar de ser, foi a grande estrela do certame. Mas também houve exposição e venda de muito artesanato, outros produtos alimentares, e a presença de empresas e entidades locais diversas. De salientar, também, a aposta tanto nos Workshops e na programação complementar com a presença do tecido empresarial local (nomeadamente com a presença das unidades hoteleiras e produtores locais de vinho e licores), como também na animação que decorreu no espaço da Feira e nas ruas do centro histórico de Lagos, contribuindo para a valorização e promoção do evento.

Na parte do recinto ao ar livre destacaram-se as tasquinhas a complementar a Feira e o palco principal por onde passaram alguns dos mais conceituados artistas do panorama musical nacional: Diogo Piçarra, Gisela João e Nelson Freitas.

No dia 29 de julho, último dia, decorreu a cerimónia de entrega de prémios aos vencedores do Concurso ARTE DOCE, tendo sido igualmente conhecidos os trabalhos vencedores do Concurso de Poesia “Avós e Netos”, promovido pela autarquia.

PREMIADOS ARTE DOCE 2018

♦ CONCURSO ARTE DOCE

Grande Prémio*: Tiago Cardoso “Bolodoce – Doçaria Regional”

(*melhor conjunto de trabalhos apresentados nas categorias tema livre e tema obrigatório)

Tema Obrigatório

1º lugar: Filipa Militão

2º lugar: Maria Fernanda Lourenço “Cantinho Doce da Fernanda”

3º lugar: Maria Eugénia Militão “Os Docinhos da Gena”

Tema Livre

1º lugar: Lucília Norte Baptista

2º lugar: Tiago Cardoso “Bolodoce – Doçaria Regional”

3º lugar: Jorge Filipe Sequeira “As Passinhas do Algarve”

♦ CONCURSO QUALIDADE na TRADIÇÃO

Melhor Doce Fino: Gracinda Batista

Melhor Doce de Figo: Maria Fernanda Lourenço “Cantinho Doce da Fernanda”

Melhor Morgado: Ana Maria Santos “Bolos da Ana”

Melhor D. Rodrigo: Maria Eugénia Militão

♦ PRÉMIO “ESCOLHA do PÚBLICO”

Tema Obrigatório: Maria Fernanda Lourenço “Cantinho Doce da Fernanda”

Tema Livre: Maria Fernanda Lourenço “Cantinho Doce da Fernanda”

VENCEDORES do CONCURSO de POESIA “AVÓS e NETOS”

1ºs Classificados

Categoria Avós: José Francisco Rodrigues (62 anos) com o poema “Aos Pais dos meus Pais”

Categoria Netos: Raquel Miriam Gervásio Batista (13 anos) com o poema “Memórias”

2ºs Classificados

Categoria Avós: José Correia Nunes Dinis (69 anos) com o poema “Poema a três gerações”

Categoria Netos: Clara Figueiras Cunha (12 anos) com o poema “Os avós são especiais”

3ºs Classificados

Categoria Avós: Maria Vanda de Sousa (74 anos) com o poema “Gerações”

Categoria Netos: Rodrigo Espírito Santo da Silva (11 anos) com o poema“Os vícios de Hoje em dia”.

Fonte: SC da CM LagosFeiraDoceLagos8FeiraDoceLagos1FeiraDoceLagos2FeiraDoceLagos3FeiraDoceLagos4FeiraDoceLagos5FeiraDoceLagos6

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS