12ª edição do "Prémio Manuel António da Mota"

Nacionais
Tools
Typography

Procurando reconhecer o trabalho desenvolvido no combate à propagação da pandemia junto da população, a 12º edição do prémio está em fase de candidaturas até ao dia 30 de junho de 2021.

Dedicado ao tema “Portugal Resiste”, a edição de 2021 do “Prémio Manuel António da Mota” premiará as instituições sociais que se distingam no combate às consequências da crise pandémica junto da população, nas áreas da luta contra a pobreza e exclusão social, saúde, educação, emprego, apoio à família, inovação e empreendedorismo social, inclusão e transição digital e tecnológica e transição climática.

A pandemia da COVID-19 provocou consequências em múltiplos aspetos da vida pessoal, social e económica da população. Alterou o mundo do trabalho, as escolas, as atividades culturais, desportivas e de lazer, obrigando a um esforço de adaptação à nova realidade. Sucessivos períodos de confinamento e o distanciamento social transformaram a vida das famílias e abrandaram, significativamente, a atividade económica, o que fez crescer o desemprego e a pobreza, agravando a situação de fragilidade dos mais vulneráveis.

As instituições de solidariedade social tiveram que concentrar esforços no combate aos efeitos sociais provocados pela COVID-19, fomentando ações dedicadas a dar resposta às necessidades mais básicas das pessoas, depois do forte abalo que sofreram na adaptação às novas condições.

Com a vacinação em curso em todo o país, é importante recuperar e preservar a unidade e coesão nacionais para ultrapassar a crise epidémica, promover o crescimento económico, defender o estado social, e restaurar a esperança no futuro. Sob o lema, “Portugal Resiste”, a edição especial do Prémio Manuel da Mota procura dar o seu contributo a este desafio coletivo.

Podem candidatar-se à 12ª edição do Prémio pessoas coletivas de direito privado sem fins lucrativos, nomeadamente instituições particulares de solidariedade social (IPSSs), fundações, associações, cooperativas, organizações não governamentais (ONGs), incluindo as da área do ambiente, e outras entidades que integrem o setor da economia social em Portugal e se encontrem regularmente constituídas de acordo com a legislação em vigor. A esta edição dedicada a partilhar boas práticas no combate à propagação da COVID-19, podem ainda candidatar-se pessoas coletivas de direito público de âmbito nacional, regional ou local, nomeadamente autarquias, estabelecimentos de ensino básico, secundário ou superior, estruturas de saúde públicas, centros de estudo e de investigação e outros organismos públicos com projetos enquadráveis no âmbito do respetivo regulamento.

O “Prémio Manuel António da Mota” é promovido, anualmente, pela Fundação Manuel António da Mota, distinguindo organizações que se destaquem nos vários domínios da sua atividade, tendo já premiado instituições com prémios no valor superior a um milhão de euros. Com um valor de 50 mil euros para a primeiro prémio e de 25 mil euros e 10 mil euros, para o segundo e terceiro prémio, respetivamente, a edição de 2021 irá ainda distinguir sete instituições com uma menção honrosa, cada uma no valor de 5 mil euros, o “Prémio Manuel António da Mota” está atualmente, e até 30 de junho, em fase de candidaturas em www.fmam.pt.

CV&APremioManuelAMota1

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS