57% dos Portugueses sentem-se Emocionalmente Positivos e Otimistas para Retomar a Rotina

Nacionais
Tools
Typography
  • Portugueses sentem-se com esperança e confiança para retomar a sua rotina
  • Desde o começo da pandemia, este é o momento em que os portugueses se sentem mais otimistas quanto à situação do país e quanto à sua situação pessoal
  • 45% esperam retoma da economia portuguesa a começar ainda em 2021

O contexto pandémico que marca a nossa atualidade há mais de um ano está diretamente associado a mudanças profundas na rotina dos portugueses. Num período marcado por dois confinamentos, o trabalho foi substituído pelo teletrabalho, a escola pela telescola e os encontros com a família e os amigos foram trocados pelas incontáveis videochamadas. Estas e outras tantas mudanças tiveram, certamente, implicações na saúde mental dos portugueses – um tema que tem merecido bastante atenção no atual contexto.

Em período de reabertura das atividades, o Observador Cetelem 2021 procurou inquirir os portugueses sobre o seu estado de espírito. Os resultados dizem-nos que 57% dos portugueses consideram que o seu bem-estar emocional é positivo. Adicionalmente, na retoma da sua rotina fora de casa, os principais sentimentos associados são esperança (58%), confiança (54%), coragem (38%) e alegria (36%), mas também algum medo (30%).

Relativamente à perceção da situação atual do país, o estudo diz-nos que 50% consideram que a situação do país é negativa. No entanto, esta é uma clara melhoria face a novembro de 2020, em que 72% consideravam a situação do país má. Sobre as expetativas futuras, os portugueses também se mostram mais otimistas do que em novembro: 59% consideram que, nos próximos seis meses, a situação do país tende a melhorar (em novembro apenas 28% partilhavam esta perceção).

Quanto à perceção dos portugueses face à sua situação pessoal, os resultados dizem-nos que esta é a melhor desde que começou a pandemia: 62% manifestam uma opinião positiva sobre a sua situação pessoal, enquanto em junho de 2020 este valor era de 56% e em novembro de 57%. Futuramente – nos próximos seis meses –, 61% acham que a sua situação será ainda melhor. Este indicador também nos revela que os portugueses veem melhor para a sua situação pessoal do que a do país (59 pontos vs. 55).

Face à sua situação económica e profissional, os portugueses avaliam-na de forma semelhante à sua situação pessoal: na mesma escala de 0 a 100, em média, consideram que a sua situação económica e profissional se encontra nos 62 pontos, valor próximo dos 61 da sua situação pessoal. Por fim, foi ainda possível identificar que 45% percecionam que a economia ainda vai começar a recuperar em 2021, no entanto, 29% acham que só em 2022 é que vai haver recuperação económica.

Metodologia:

O inquérito quantitativo do Observador Cetelem foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen. Este teve por base uma amostra representativa de 1000 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos de idade. A amostra total é representativa da população e está estratificada por distrito, sexo, idade e níveis socioeconómicos e conta com um erro máximo associado de +/- 3.1 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram realizadas telefonicamente (CATI), com informação recolhida por intermédio de um questionário estruturado de perguntas fechadas. O trabalho de campo foi realizado entre 27 de março e 6 de abril de 2021.

AtreviaObservadorCetelem

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS