Os 28 anos da APAV em números

Nacionais
Tools
Typography

A APAV celebra hoje o 28.º aniversário. Desde 1990, a missão da APAV mantém-se: apoiar a pessoa vítima de crime, e os seus familiares e amigos. Se na origem da associação esteve uma carência institucional e social do país, é no mesmo país, com outras carências, que a APAV continua em pleno a sua ação.

Em 2018, a APAV já está estabelecida em 26 localidades, com 18 Gabinetes de Apoio à Vítima. No ano passado, a associação apoiou pessoas oriundas de 270 concelhos (dos 308 existentes). Só em 2017, a APAV realizou 40.928 atendimentos, firmados em 12.086 processos de apoio. Nestes processos, foi possível identificar 9.176 vítimas e 21.161 crimes.

Nos crimes contra pessoas, os números da violência doméstica continuam a ser os mais expressivos (75.7 %). Mas outras formas de crime, como o bullying (0.5 %), começam a emergir nas estatísticas da associação, que também apontam para um crescimento de 19 % do número total de atendimentos (entre 2015 e 2017). A associação salienta que o apoio prestado às vítimas é contínuo, indo muito além do momento do crime.

A APAV reconhece cada vez mais, na sua missão, a necessidade de combater as desigualdades estruturais da sociedade portuguesa - sejam com base no género, na orientação sexual, na etnia ou na faixa etária, entre outras. Chegamos a cada vez mais homens, mulheres, idosos e crianças. Em 2017, foram vítimas de crime 944 pessoas idosas (+65 anos - em média 3 por dia e 18 por semana), 810 crianças e jovens (em média 2 por dia e 16 por semana), 5.036 mulheres adultas (em média 14 por dia e 97 por semana) e 775 homens adultos (em média 2 por dia e 15 por semana).

A APAV orgulha-se de afirmar que, em tempos conturbados no respeito pelos direitos humanos, pode continuar a contar com a colaboração de outras instituições e de centenas de Voluntários/as e de apoiantes, que contribuem para a missão da associação.

Com os 15 anos da Formação APAV, relembra-se também o trabalho na prevenção de todas as formas de violência, através da formação e da informação, com 865 ações formativas realizadas em 2017.

Celebramos uma longa jornada, que levou ao reconhecimento nacional e institucional, de que é exemplo a atribuição da Ordem da Liberdade, em 2015. Celebramos o fortalecimento de um sistema independente, a nível nacional, de apoio psicológico, social e jurídico às vítimas de crime. Celebramos uma associação em desenvolvimento e a sua missão universal: apoiar todas as pessoas, todas as vítimas, bem como os seus familiares e amigos, de todos os tipos de crime.

Porque, em 2017, 56,6 % dos atendimentos foram feitos via telefone, a APAV relembra os seguintes contactos: Linha de Apoio à Vítima: 116 006
Apoio online: facebook.com/APAV.Portugal

Fonte: APAVAPAV28anos

 

 

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS