Notícias

Grid List

Foi aprovado por unanimidade em Reunião de Câmara o Anteprojeto de Arquitetura e Especialidades apresentado pelo Arquiteto David Leonel dos Santos Ribeiro, referente à construção das instalações do Serviço de INEM do Algarve, em Loulé.

O edifício, criado de raiz, irá localizar-se à saída da cidade, junto ao nó da A22, naquela que é já designada de “cidadela de proteção e segurança do Algarve”, onde se encontram outros equipamentos como o Quartel de Bombeiros Municipais, o Heliporto, onde está em permanência o helicóptero do INEM, e as futuras instalações do CDOS – Comando Distrital de Operações de Socorro da Autoridade Nacional da Proteção Civil.

Segundo o projeto, as instalações do INEM terão um conjunto de valências que irão promover o desenvolvimento e consolidação de sistemas e meios de emergência, permitindo uma maior motivação dos profissionais e dos utentes, nomeadamente: um data-centre, camaratas, refeitório e balneários, Centro de Formação, Gabinete da Coordenação Regional, Gabinete de Coordenação de Enfermagem, Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU), Centro de Atendimento a Chamadas de Emergência e Gabinete de Apoio ao CODU, entre outros.

No exterior, prevê-se um estacionamento coberto com pontos de carregamento para viaturas elétricas, assim como lugares para parqueamento de bicicletas e motociclos.

Estas instalações terão um âmbito regional uma vez que irão servir todo o Algarve, contribuindo para que o INEM possa cumprir a sua missão com mais eficácia, nomeadamente, garantir a assistência adequada às vítimas de acidente e de doença súbita e poder ter melhores condições para garantir o socorro e assistência às populações em caso de necessidade.

O custo total da obra estima-se em 1.500.000 euros, um investimento que será suportado na íntegra pelo Município de Loulé.

Fonte: GAP da CM LouléInemLoule

Artigos “estrela” em destaque no Designer Outlet Algarve

  • O Late Night Shopping deste verão acontece a 27 de julho no Designer Outlet Algarve, com horário alargado até à meia noite e descontos até 80% em mais de 50 marcas de moda e lifestyle.
  • O evento conta com animação do DJ China e espetáculo de luzes, Rádio Kiss FM e com a recriação da festa temática do NoSoloÁgua Vilamoura, “Poker You”.
  • New Balance, Levis, Pepe Jeans, Bimba y Lola e Lion of Porches são algumas das marcas com artigos em destaque especial, com descontos até -80%.

O Late Night Shopping está de regresso ao Designer Outlet Algarve a 27 de julho, com descontos até -80% em dezenas de marcas. A par das promoções, os visitantes poderão também contar com muita música e animação de rua durante todo o dia, e para toda a família.

Já confirmada para o Late Night Shopping está a presença da AlgarExperience, que se apresenta com o set do DJ China, acompanhado por um espetáculo de dança e luz. Esta atuação, que acontece das 22h00 às 00h00, segue-se ao momento de música ao vivo, das 20h00 às 22h00, e à transmissão ao vivo da Kiss FM, das 12h00 às 20h00.

Também o NosoloÁgua Vilamoura fará parte deste Late Night Shopping de Verão, com uma ativação da festa temática “Poker You”, da qual o Designer Outlet Algarve é main sponsor. A festa, que decorre todas as quintas-feiras no NoSoloÁgua Vilamoura, virá até ao summer lounge do Designer Outlet Algarve por um dia, e promete a oferta de vários brindes a todos os visitantes que participarem na “roleta”.

Artigos até -80% de desconto no Late Night Shopping

Em destaque no Late Night Shopping deste verão vão estar vários artigos selecionados com até -80% de desconto em várias categorias como Moda, Desporto, Perfumaria, Praia, Calçado, Assessórios e Casa.

Algumas das marcas com estes artigos são, por exemplo, a New Balance, Levis, Pepe Jeans, Adidas, Puma, Bimba y Lola, Tommy Hilfiger, Lion of Porches, Desigual, entre muitas outras.

Umas sapatilhas da Puma (18€), óculos Aviator da Ray Ban (48€) ou uma camisola da Bimba y Lola (19€) são algumas das oportunidades a não perder.

Fonte: PureLateNightShopping

“Alcoutim Com Vida” é a designação do projeto de cariz cultural e recreativo promovido pela Câmara Municipal de Alcoutim com o objetivo de dinamizar as noites de verão na sede de concelho.

A iniciativa vai decorrer todas as quartas-feiras, pelas 22h00, durante os meses de julho e agosto, na Praça da República, em Alcoutim.

Este ano há uma data extra, dia 13 de agosto, terça-feira.

Programa:

17 de julho - COOKIE MONSTERS BAND

24 de julho - FOLE`PERCUSSION

31 de julho - FADISTAS: NÁDIA CATARRO e MÁRCIO GONÇALVES

GUITARRA PORTUGUESA – JORGE FRANCO

VIOLA DE FADO – VIRGÍLIO LANÇA

7 de agosto - DOMINGOS CAETANO, CANTA CLÁSSICOS DA MÚSICA PORTUGUESA

13 de agosto - Ricardo Sousa com Banda

14 de agosto - AL-GHARBAND

21 de agosto - FORRÓ DO XERÉM

28 de agosto - MÚSICA NO TEU TEMPO

Fonte: Mun de Alcoutim

AlcoutimComVida

A Zona Ribeirinha de Alvor vai ser palco entre os dias 27 e 31 de julho, das 18h00 às 24h00, da "Feira Medieval de Alvor" com direito ao afamado Cortejo e ainda Tavernas, Mercadores e Recriações históricas.

Venha viver outros tempos na vila de Alvor, com tavernas, mercadores e recriações históricas. Acesso Livre!

Fique a par do programa na íntegra AQUI.

Org.: Trás Eventos

Apoio:  Junta de Freguesia de Alvor e Câmara Municipal de Portimão

Fonte: Mun PortimãoFeiraMedievalAlvor

 

 

 

 

O "XXXI Festival de Folclore e Etnografia" realiza-se em Odiáxere (Largo da Igreja), no dia 3 de agosto, sábado às 16h30.

A tradição ainda é o que era. Conheça o Folclore de perto com a presença vários grupos convidados de outras partes do país com o intuito de perpetuar uma vertente da cultura popular portuguesa com mais história e arte.

Programa:

16H30 – Chegada dos grupos participantes
17H – Receção e entrega de lembranças
19H – Jantar de convívio entre grupos
21H – Desfile pelas ruas de Odiáxere
21H30 – Início do Festival de Folclore

Baile a cargo do artista Nelson Duarte.

Participação dos seguintes Grupos:

- Rancho Folclórico e Etnográfico de Odiáxere, Lagos
- Grupo de Danças e Cantares do Concelho de Sobral de Monte Agraço, Seramena
- Rancho Folclórico de Alcácer do Sal
- Rancho Folclórico Rosas de Maio de Febres, Catanhede
- Rancho Folclórico de Linhaceira, Tomar

Org.: Rancho Folclórico e Etnográfico de Odiáxere, com o apoio da CM Lagos, JF S. Gonçalo, JF Odiáxere, CDR Odiáxere e Litoralgarve

Fonte: SC da CM LagosRanchoFolcloreOdiaxere

Ir à praia é um dos planos preferidos de todos os verões – mergulhos e brincadeiras na areia não faltam, mas é preciso alertar as crianças para os cuidados a ter nestes dias de diversão! Na manhã de 28 de julho, os “Dominguinhos” prepararam uma história interativa, em que todos partilham sorrisos e experiências, numa abordagem aos bons momentos do verão, e também aos cuidados a ter.

A programação dos “Dominguinhos” é semanal, com iniciativas gratuitas para preencher as manhãs de domingo das crianças que visitem a zona infantil interior do MAR Shopping Algarve, no piso 0, entre as 11h00 e as 12h00. Uma hora sempre diferente e mágica, com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas, proporcionando momentos que as crianças vão recordar com entusiasmo, podendo repetir todos os domingos, ao longo do ano.

Fonte: PureDominguinhos

Quando vão de férias 61% dos portugueses preferem ficar num alojamento local, uma intenção revelada pelo Barómetro das Férias da Europ Assistance divulgado recentemente.

E porque verão pede praia, em Portugal a tendência continua a ser descansar junto do mar. 61% dos inquiridos no nosso país planeiam passar as suas férias na praia. Existe ainda um número significativo que pretende fazer férias numa cidade: 34%, um valor acima da média europeia que fica pelos 25%.

O barómetro procurou perceber quais são os fatores mais relevantes na escolha do destino. O orçamento é a razão número um para todos os países. Em Portugal 69% dos inquiridos indicaram-no como fator preponderante na escolha do destino, enquanto a média europeia ficou nos 53%. Em segundo lugar os portugueses identificaram os riscos para a saúde (57%) e em terceiro os riscos de ataque terrorista (56%).

A descoberta de novas culturas está entre os planos de 66% dos portugueses para as férias. 64% afirma que a única coisa que quer para a pausa de verão é relaxar e ter paz de espírito. Existem ainda 9% que esperam somente aproveitar a sua casa.

59% dos portugueses conta viajar com os filhos nestas férias e 20% diz que as crianças irão passar o verão com os avós. Os campos de férias não são um hábito em Portugal, só 6% é que equaciona esta opção.

O barómetro faz ainda uma análise sobre a relação dos portugueses com o trabalho durante as férias. Portugal está abaixo da média europeia no que diz respeito ao “desligar-se completamente”: 54% contra 69% na Europa. Os jovens portugueses entre os 18 e os 24 anos são a faixa etária que conta ver emails, embora não tencionem responder (31% enquanto a média se situa nos 18%). 19% dos inquiridos afirma que não irá fazer nenhuma atividade relacionada com trabalho durante o seu período de pausa.

Esta é a 19º edição do Barómetro das Férias da Europ Assistance feito pela Ipsos. Teve por base uma amostra de 16 mil indivíduos, maiores de 18 anos, de 12 países da Europa e da América. É o segundo ano que a pesquisa avalia as tendências em Portugal. Os inquéritos foram aplicados entre 18 de março e 10 de abril de 2019.

Fonte: LPMAlojamentoLocal

 

 

Quando vão de férias 61% dos portugueses preferem ficar num alojamento local, uma intenção revelada pelo Barómetro das Férias da Europ Assistance divulgado recentemente.

E porque verão pede praia, em Portugal a tendência continua a ser descansar junto do mar. 61% dos inquiridos no nosso país planeiam passar as suas férias na praia. Existe ainda um número significativo que pretende fazer férias numa cidade: 34%, um valor acima da média europeia que fica pelos 25%.

O barómetro procurou perceber quais são os fatores mais relevantes na escolha do destino. O orçamento é a razão número um para todos os países. Em Portugal 69% dos inquiridos indicaram-no como fator preponderante na escolha do destino, enquanto a média europeia ficou nos 53%. Em segundo lugar os portugueses identificaram os riscos para a saúde (57%) e em terceiro os riscos de ataque terrorista (56%).

A descoberta de novas culturas está entre os planos de 66% dos portugueses para as férias. 64% afirma que a única coisa que quer para a pausa de verão é relaxar e ter paz de espírito. Existem ainda 9% que esperam somente aproveitar a sua casa.

59% dos portugueses conta viajar com os filhos nestas férias e 20% diz que as crianças irão passar o verão com os avós. Os campos de férias não são um hábito em Portugal, só 6% é que equaciona esta opção.

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, no fim de semana de 20 e 21 de julho, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 165 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 109 por condução sob o efeito do álcool;
  • 24 por condução sem habilitação legal;
  • 13 por tráfico de estupefacientes;
  • Quatro por furtos e roubo;
  • Três por violência doméstica;
  • Um por ofensas à integridade física;
  • Um por posse de arma proibida.
  1. Apreensões:
  • 533 doses de haxixe;
  • 56 doses de MDMA;
  • Quatro plantas de cannabis;
  • Um veículo;
  • Uma armas branca;
  • Uma arma de fogo;
  • 43 artigos contrafeitos.
  1. Trânsito:

Fiscalização: 1 915 infrações detetadas, destacando-se:

  • 814 excessos de velocidade;
  • 213 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 105 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 73 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização
  • 55 relacionadas com tacógrafos;
  • 51 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 37 por falta de seguro de responsabilidade civil;
  • 33 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução.

Fonte: GNR-DCRPGNR Div Com Rel Publicas

Campanha de sensibilização e prevenção na utilização e segurança de veículos de micromobilidade é o projecto finalista da Micromobilidade Portugal no Orçamento Participativo Jovem Portugal 2019 (OPJP).

Bernardo Silva, jogador da Selecção  Portuguesa de Futebol, é um dos embaixadores. Jovens podem votar até 4 de Agosto.

Um grupo de jovens criou a Micromobilidade Portugal e é finalista do Orçamento Participativo Jovem Portugal 2019, propondo-se a criar uma campanha de sensibilização e prevenção na utilização e segurança de veículos de micromobilidade.

A esta causa da Micromobilidade Portugal já se juntaram figuras públicas como Bernardo Silva, jogador do Manchester City e da Selecção Portuguesa de Futebol, e o influencer Jorge Mota, cara da JM Reviews, que têm vindo a apelar ao voto dos jovens portugueses no projecto finalista n° 110 do OPJP.

Sensibilizar os cidadãos portugueses a usarem uma mobilidade mais sustentável, de forma segura e legislada, é um dos objectivos da proposta da Micromobilidade Portugal no OPJP.

A Mobilidade está em transformação e a realidade da micromobilidade estão cada vez mais presentes no quotidiano dos cidadãos, sem que estes estejam sensibilizados para a sua utilização. A mobilidade actual tem sido um dos principais factores que tem contribuído para o estado catastrófico em que se encontra o Ambiente do nosso planeta,

A Segurança também é uma das prioridades deste grupo que quer "criar uma homologação obrigatória para veículos de micromobilidade com o fim de serem inspeccionados", segundo o projecto finalista que se encontra em consulta e votação publica no site do OPJP.

Os autores deste projecto alertam, ainda, que "vão morrer pessoas caso não se faca algo" no que toca à mobilidade de veículos de Micromobilidade em Portugal."

Os jovens portugueses com idades compreendidas entre os 14 e os 30 anos, devem votar no projecto n° 110 na Plataforma do OPJP ou através do envio do sumário SMS (gratuita).

No último caso, o jovem português ou estrangeiro a residir em Portugal deve enviar uma SMS para o 4310 com 110 n°CC completo autorizo.

Exemplo: 110 123456781ZX6 autorizo

A votacao pública nacional do Orçamento Participativo Jovem Portugal 2019 decorre até dia 4 de Agosto. A lista de vencedores será anunciada até dia 12 de Agosto, Dia da Juventude.

Projecto na Plataforma do OPJovem aqui

Fonte: Micromobilidade PortugalFuturoMobilidadeFuturoMobilidade2

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 12 de julho e 16 de julho, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 442 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 160 por condução sob o efeito do álcool;
  • 103 por condução sem habilitação legal;
  • 48 por tráfico de estupefacientes;
  • 11 por posse de arma proibida;
  • Sete por furtos e roubos;
  • Seis por violência doméstica;
  • Três por posse ilegal de armas;
  • Dois por maus tratos a animais de companhia.
  1. Apreensões:
  • 20 740 doses de haxixe;
  • 375 doses de heroína;
  • 102 sementes de cannabis;
  • 43 doses de cocaína;
  • 45 doses de liamba
  • 19 pés de cannabis;
  • 1 257 munições de diversos calibres;
  • 36 armas de fogo;
  • 13 armas brancas;
  • Nove veículos;
  • 637 quilos de bivalves;
  • 484 artigos contrafeitos;
  • 940 euros em numerário.
  1. Trânsito:

Fiscalização: 9 939 infrações detetadas, destacando-se:

  • 4 826 excessos de velocidade;
  • 532 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 405 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 349 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 306 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 275 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 238 relacionadas com tacógrafos;
  • 194 por falta de seguro de responsabilidade civil.

Fonte: GNR-DCRPGNR Div Com Rel Publicas

A APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima foi distinguida com o Prémio Gulbenkian na categoria Coesão em 2019, pelo trabalho desenvolvido na área da violência contra grupos vulneráveis.

O Prémio será entregue pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ao Presidente da Direção da APAV, João Lázaro.

A APAV agradece esta distinção à Fundação Calouste Gulbenkian e toma-a como o reconhecimento de um trabalho de mais de 29 anos com as vítimas de violência e de crime.

O Prémio Gulbenkian Coesão constitui um incentivo à continuação da missão da APAV: enquanto projeto inovador na sociedade portuguesa, ao serviço do país, do desenvolvimento e da coesão social, apoiar quem é vítima de crime e promover a defesa dos direitos das vítimas.

O Prémio Gulbenkian Coesão tem o valor de 50 mil euros e será entregue a 19 de julho, dia em que a Fundação Calouste Gulbenkian homenageia o seu Fundador (assinala-se a 20 de julho a sua morte), num conjunto de cerimónias que culminam com a entrega dos Prémios Gulbenkian.

O valor do Prémio Gulbenkian Coesão destinar-se-á ao apoio às vítimas de crime de grupos vulneráveis.

A APAV parabeniza ainda o programa "90 Segundos de Ciência" e o Teatro Metaphora, distinguidos com os Prémios Gulbenkian Conhecimento e Sustentabilidade.

Fonte: APAVPremioAPAV

De 5 a 20 de outubro, crianças, jovens, adultos, pais, professores, empresários e responsáveis políticos reunir-se-ão uma vez mais em eventos, salas de aula e bibliotecas, em toda a Europa e no resto do mundo, para aprender a utilizar a programação informática enquanto instrumento de criação.

A sétima edição da Semana Europeia da Programação é uma iniciativa organizada por voluntários, com o apoio da Comissão Europeia, que promovem a programação informática, o pensamento computacional e as competências digitais em cada um dos seus países.

Esta iniciativa procura demonstrar como é possível dar vida a ideias e encontrar soluções através da programação informática. Ao mesmo tempo pretende valorizar e dar visibilidade à programação, bem como motivar o maior número possível de pessoas para a sua aprendizagem e compreensão.

Desde 2013, realizaram-se no âmbito da Semana Europeia da Programação mais de 100.000 eventos, que tiveram lugar em mais de 70 países, dentro e fora da Europa. Na edição de 2018, participaram mais de 2,7 milhões de pessoas, em mais de 43 mil eventos.

Em Portugal realizaram-se 141 eventos em 2018, organizados maioritariamente por escolas, do continente e ilhas. Para a edição de 2019 já se encontram registados no website da iniciativa (www.codeweek.eu) mais de 70 eventos, o que faz prever um novo record de pessoas envolvidas.

Para Bruno Ferreira, embaixador português da Semana Europeia da Programação, “esta iniciativa tem conseguido, dentro e fora da Europa, sensibilizar milhões de pessoas para a importância das competências digitais. Os avanços tecnológicos têm estado a exercer uma pressão cada vez maior para que todos os cidadãos possuam competências digitais básicas para viver, trabalhar, aprender e participar da sociedade moderna.”

A organização de eventos no âmbito da Semana Europeia da Programação é livre e pode ser realizada através do website codeweek.eu, que funciona como um catálogo de iniciativas.

Porquê aprender a programar?

Vivemos num mundo caracterizado pela rápida evolução da tecnologia. A nossa forma de trabalhar, comunicar, fazer compras e pensar alterou-se radicalmente. Para fazer face a estas mudanças e compreender o mundo que nos rodeia, precisamos não só de perceber o modo como funcionam as novas tecnologias, mas também de desenvolver as competências e capacidades necessárias para nos podermos adaptar a esta nova era. 

Aprender a programar ajuda-nos a perceber como o mundo funciona, a desenvolver ideias e a criar, tanto para fins profissionais como lúdicos. Além disso, a programação torna-nos mais criativos e permite-nos colaborar com outras pessoas, independentemente de estarem perto de nós ou espalhadas pelo mundo. É importante tornar a programação acessível a todos. A Semana Europeia da Programação visa cativar todos, independentemente da idade e do género.

A programação é o passo em frente para as competências digitais, no trabalho e na vida.

A economia e a sociedade atuais exigem que tenhamos, pelo menos, competências digitais básicas. Independentemente do seu modo de vida ou tipo de trabalho, as competências digitais e a programação são ou serão necessárias. Além disso, os profissionais das TIC são um pilar fundamental da força de trabalho moderna em todos os setores da economia europeia. A procura tem um crescimento anual de 3% e o número de licenciados em informática não a tem podido acompanhar. Como tal, e apesar do elevado nível de desemprego na Europa, muitos lugares para informáticos estão ainda por preencher. Estima-se que haverá 500.000 vagas não preenchidas para profissionais de TIC até 2020.

Contexto

A Semana Europeia da Programação foi lançada em 2013 pelos jovens consultores da Agenda Digital da Comissão Europeia. A Comissão apoia a Semana Europeia da Programação como parte da sua estratégia para um mercado único digital.

Ligações úteis

Website da «EU Code Week»

Contactos:
Bruno Ferreira (Embaixador Português da Semana Europeia da Programação) EMAIL: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Fonte: Code WeekCodeWeek

Depois da estreia no Cine-Teatro Louletano no passado dia 11 e de uma segunda apresentação em Elvas, na Casa Tangente do grupo UMCOLETIVO, "E o Estado não é de quem manda? – Variações sobre Antígona de Sófocles e textos do quotidiano", apresentar-se-á em Luanda, no festival, Circuito Internacional de Teatro organizado pelo grupo angolano Pitabel.

Na montagem de "E o Estado não é quem manda? – variações sobre Antígona", o eixo central está na reflexão sobre conflitos fundamentais da existência humana em sociedade, designadamente entre a razão de estado e as liberdades individuais, numa abordagem sem maniqueísmos. Central é também a contestação feminista à ordem política machista da Grécia antiga (mesmo nas cidades mais democráticas como Atenas): toda a contestação é protagonizada por uma mulher. Interessou-nos e motivou-nos a projecção do eixo temático no nosso quotidiano, procurando o real (ou a actualidade) no contemporâneo.

A reflexão sobre os conflitos e a ausência de maniqueísmos são os pilares deste  espectáculo em que a malha dramatúrgica se foi tecendo ao ritmo da pesquisa dos actores em palco (experienciando formas de representação), e da recusa de percursos estéticos normalizados/caucionados, antes induzindo a procura trilhos estéticos interpelantes, em linha com o confronto Antígona-Creonte.

A "folha de medronho_associação de artes performativas de Loulé", continua assim a tecer os eixos estruturantes do seu (recente) percurso que assentam na formação, criação e produção e onde se destaca a ligação com grupos e festivais de países falantes do português.

Fonte: Folha de MedronhoFolhaMedronhoLuanda1FolhaMedronhoLuanda

 

 

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através de militares destacados na ilha de Samos-Grécia, no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), ontem, dia 14 de julho, prestou apoio a uma embarcação de pesca, que se encontrava com um incêndio a bordo, na zona de Paleochori – ilha de Samos.

Depois de dado o alerta, às 11h27, pelas autoridades helénicas, foi ativada uma equipa da GNR, que se encontrava de folga nas suas instalações. De imediato, os militares rapidamente se preparam e dirigiram-se para o local, tendo detetado a embarcação de pesca de 40 metros, que se encontrava em dificuldades na sequência do incêndio que tinha deflagrado a bordo e na qual seguiam 5 pessoas, todas de nacionalidade turca. Desta forma foi possível prestar o apoio necessário à referida embarcação, durante a extinção do incêndio, tornando-se assim, na única alternativa possível a uma eventual evacuação da tripulação turca.

A GNR, nesta missão da FRONTEX, desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas.

Fonte: GNR-DCRPGNR Unidade Controlo Costeiro

Depois da visita da centenária filarmónica francesa Harmonie des Mineurs de Roche La Molière a São Brás de Alportel no âmbito de um intercâmbio musical, chegou a vez de a Banda Filarmónica de São Brás de Alportel visitar Roche la Molière.

Dois anos depois, as bandas reencontram-se em França para a comemoração do feriado nacional francês, o Dia da Bastilha, e formalização do protocolo de geminação.
O convite para esta viagem partiu da Harmonie des Mineurs, no âmbito da colaboração cultural com a filarmónica de São Brás de Alportel, iniciada em 2015, aquando do início da geminação entre os municípios português e francês, oficializada em 2017.

Esta proposta de intercâmbio musical resultou das vontades de Miguel Dias, um são-brasense que reside e trabalha em Roche La Molière, e Hervé Freycenon, diretor do Centre Musical, que visitaram São Brás de Alportel para lançar o desafio e a filarmónica aceitou-o.

Após várias iniciativas em que se incluem visitas de músicos, da Harmonie des Mineurs e dirigentes das bandas envolvidas à vila francesa e São Brás de Alportel, chegou o momento de reunir pela segunda vez os dois grupos de músicos portugueses e franceses. Assim, os cerca de 30 músicos da Filarmónica de São Brás de Alportel participarão em conjunto com a Harmonie des Mineurs nas celebrações do dia da Bastilha, entre 11 e 14 de julho de 2019.

A primeira atividade foi dia 8 de julho, com um concerto de apresentação do repertório a executar em França, gratuito, na parada dos Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel, às 21h.

Em Roche la Molière o programa inicia-se no dia 11 de julho, em que a filarmónica portuguesa dará um pequeno concerto de repertório nacional. No dia 12 de julho, a Banda Filarmónica de São Brás de Alportel dará um concerto em  conjunto com a Harmonie des Mineurs de Roche la Molière, enquadrado nas festas de verão da vila. Por fim, a 14 de julho as duas bandas voltam a juntar-se para tocar na cerimónia solene do dia da Bastilha.

Além da componente musical do programa da visita, estão previstas iniciativas de carácter oficial, contactos com a comunidade portuguesa e visitas culturais e gastronómicas por Roche la Molière e Lyon.

Acrescentamos ainda que esta será a primeira vez que a Filarmónica de São Brás de Alportel sai de Portugal.

Fonte: Banda Filarmónica SBAFilarmonicaSBA

Caso para se dizer que «nuestros hermanos» andaluzes, estão cada vez mais fãs da guitarra portuguesa, e, de modo especial dos ritmos e potencialidades que Ricardo J. Martins tira deste secular instrumento musical português, comumente associado ao fado de Lisboa e de Coimbra.

Este jovem algarvio de 35 anos tem transportado a guitarra portuguesa para um nível superior - ao qual ainda não estamos habituados mas o qual, rapidamente, compreendemos e com o qual queremos conviver.

Os espanhóis já chegaram a esse nível de entendimento sobre a guitarra portuguesa. Depois de ter participado com Sara Gonçalves, fadista, e Cláudio Sousa, na viola de fado, no Sunset do Castelo de Silves, na passada quinta-feira, dia 4 de Julho, Ricardo Martins é o primeiro português a participar nas noites musicais dos Jardines del Real Alcázar, em Sevilha, no dia 8 de Julho. Dia 25 de Julho, em Cádiz, actuará na sala Milwauke; dia 26 em Paymogo, Huelva; no dia 26 de Agosto volta às noites dos Jardines del Real Alcázar.

Em Portugal, podemos ver e ouvir Ricardo J. Martins no dia 11 de Julho, no âmbito do Protocolo de Geminação entre São Brás de Alportel e a cidade francesa, Roche-la-molière. Seguindo-se as actuações no Pátio do Centro Cultural de Lagos, dia 24 de Julho, e, no dia 1 de Agosto, com César Matoso, em Ribeira de Pena, distrito de Vila Real.

Fonte: RMRicardoMartinsGuitarraRicardoMartinsGuitarra2RicardoMartinsGuitarra3RicardoMartinsGuitarra4

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através de militares destacados na ilha de Samos-Grécia, no âmbito da missão da Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira (FRONTEX), hoje, dia 4 de julho, detetou 63 migrantes, que seguiam numa embarcação, no mar Egeu, na zona de Samos – Grécia.

A equipa de vigilância marítima da UCC, designada de Thermal Vision Vehicle (TVV), através dos equipamentos de visão térmica, detetou uma pequena embarcação insuflável, rumo à fronteira da Grécia, tendo sido alertadas, de imediato, as autoridades locais. A deteção por parte dos militares da GNR possibilitou que os migrantes fossem resgatados em segurança por uma embarcação grega, também ao serviço da FRONTEX.

A deteção por parte dos militares da GNR possibilitou que os 63 migrantes fossem resgatados em segurança e encaminhados para as autoridades helénicas.

A GNR, nesta missão da FRONTEX, desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas.

Fonte: GNR-DCRPGNRMigrantesGreciaGNR Unidade Controlo Costeiro

 

A Guarda Nacional Republicana (GNR), no âmbito do protocolo de cooperação bilateral estabelecido com a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL), realizou o 4.º Curso de Missões Internacionais, em Díli.

Este curso, com a duração de 11 semanas, terminou no dia 28 de junho, e teve como objetivo capacitar a PNTL, nomeadamente a sua Unidade Especial de Polícia, para o desempenho de missões, militares ou civis, de gestão internacional de crises.

O Curso de Missões Internacionais é um curso de especialização na área policial, cujo plano curricular abrange diversificadas matérias, transmitindo conhecimentos sobre as Organizações Internacionais e Direitos Humanos, assim como, formação específica policial, destacando-se:

  • Planeamento de operações;
  • Armamento e tiro;
  • Topografia e navegação;
  • Defesa pessoal;
  • Intervenção em ambientes nucleares, radiológicos, biológicos e químicos;
  • Escoltas de segurança;
  • Socorrismo em ambientes hostis;
  • Controlos de Segurança (Check Points);
  • Técnicas de condução avançada: defensiva, ofensiva e todo-o-terreno;
  • Segurança de altas entidades;
  • Restabelecimento e manutenção da ordem pública.

Com a conclusão deste curso, a GNR já formou 128 elementos da PNTL, das categorias de oficiais, sargentos e agentes, no âmbito das Missões Internacionais.

Fonte: GNR-DCRPGNRPoliciaTimor

Dois títulos de campeões Nacionais, dois de vice-campeões e três medalhas de bronze foram os resultados de maior destaque, este fim-de-semana, no Campeonato Nacional de Velocidade de Canoagem. A prova que se realizou dos dias 20 e 21 de Julho, no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho atingiu uma tal dimensão que a Federação Portuguesa de Canoagem optou por dividir a competição por dois fins-de-semana, sendo que esta fase foi apenas para os atletas dos escalões juniores, seniores e veteranos, que ultrapassaram os 600 participantes.

IAGO BEBIANO CONFIRMA FAVORITISMO

Iago Bebiano confirmou o favoritismo e venceu o K1 200m Juniores. O jovem algarvio que recentemente alcançou a medalha de bronze no Campeonato da Europa de Juniores, em Racice, Republica Checa, demonstrou toda a sua velocidade ao terminar os 200m em 38,579 segundos com 1,640 segundos de vantagem sobre o segundo classificado. Na distância de 500m, Iago Bebiano, alcançou mais um pódio, terminando na 3ª posição.

VETERANOS EM BOA FORMA

Na competição de veteranos, Ana Bebiano, conquistou o título nacional de K1 500m Vet-A, o K4 500m Vet-B, constituído por Orlando Silva, Sérgio Tavares, Nuno Silva e Sérgio Carapinha, conquistou o vice-campeonato, atrás do quarteto do Náutico de Crestuma. Em K2 1000m os Castores conseguiram a proeza de colocar duas duplas no pódio com Nuno Silva / António Luis e Orlando Silva / Sérgio Tavares, respectivamente, a arrecadarem o segundo e terceiro lugares. Ainda em Vet-B, Orlando Silva, terminou a prova individual de K1 1000m na terceira posição, trazendo mais um lugar de pódio para o Algarve.

RODOLFO NEVES ENTRE OS OLÍMPICOS

Destaque para a final A alcançada por Rodolfo Neves, na sempre muito disputada categoria de K1 1000m Seniores, onde terminou num honroso 8º lugar com o tempo de 3m48s561, numa final onde o vencedor foi o atual campeão do mundo da distância, o atleta do Sport Lisboa e Benfica, Fernando Pimenta, seguido do Olímpico, Emanuel Silva do Sporting Clube de Portugal, e de Ruben Boas, atleta de selecção que recentemente liderou o K4 500m Sub-23 rumo à final A do Europeu da especialidade.

15 FINAIS

No total foram conseguidas 15 finais, sendo 9 finais “A” para disputar os nove primeiros lugares e 6 finais “B” para disputar a classificação do 10º ao 18º classificados. Das finais A falta apenas referir a alcançada por António Luís em K1 Vet-B 1000m onde alcançou a 8ª posição. De referir as finais B alcançadas por Rodrigo Lopes em K1 Juniores 500m e 200m onde terminou na 4ª e 3ª posição, respetivamente. Leonor Mestre em Juniores femininos garantiu também duas finais B, terminando no 4º e 7º lugares, nos 500m e 200m, respectivamente. Maria Cabrita, na categoria de Seniores femininos, garantiu a final B de K1 200m, terminando na 4ª posição. Júlio Soares, em K1 1000m Vet-B, terminou no 5º lugar.

CLASSIFICAÇÃO COLETIVA

A classificação colectiva só será apurada após o próximo fim-de-semana aquando do Nacional para os escalões iniciados, infantis e cadetes onde o KCCA, mais uma vez, marcará presença no Centro de Alto Rendimento de Montemor o Velho, com a sua equipa mais jovem.

Fonte: KCCACampeonatoVelocidade7

CampeonatoVelocidade1CampeonatoVelocidade2CampeonatoVelocidade4CampeonatoVelocidade3CampeonatoVelocidade5

Joaquim Chaves e Francisca Veselko ofereceram, este domingo, uma dupla presença no pódio às cores portuguesas na penúltima etapa do circuito Europeu Júnior da WSL, que se disputou em Capbreton, França.

Ambos terminaram o evento gaulês na 3.ª posição, depois de só serem travados nas meias-finais. Kika até conseguiu a melhor onda do heat e a segunda melhor do campeonato, com 9 pontos em 10 possíveis, mas não conseguiu uma segunda onda forte e acabou por perder o duelo com a canária Melania Suarez Diaz, que somou 13,83 pontos contra 11,17 da portuguesa.

Já Joaquim Chaves começou o dia a bater o sueco Cristian Portelli nos quartos-de-final, perdendo depois a disputa pelo acesso à final frente ao francês Kauli Vaast. Os 11,07 pontos do jovem português foram insuficientes perante os 16,96 do surfista originário do Taiti.

Destaque ainda para o 5.º posto final de Mafalda Lopes que, apesar de ter sido eliminada nos quartos-de-final desta etapa, continua na liderança do ranking feminino. Já Concha Balsemão alcançou o 13.º posto. Também no 13.º posto, mas da prova masculina, ficou Afonso Antunes, que era o melhor português à partida para esta etapa, ocupando o top 5 do ranking.

Agora, o circuito europeu Pro Júnior segue para os Açores, onde se deverá realizar a quinta e última etapa, entre os dias 13 e 15 de setembro. Em jogo estão os títulos europeus, com Mafalda Lopes a estar bem posicionada para conquistar o título europeu júnior feminino. 

Mais informações em www.ansurfistas.com e www.worldsurfleague.com.

Fonte: ANSurfistasSurfistasFranca1

No dia 21 de julho, as praias da Ilha de Tavira (Barril, Terra Estreita e Ilha de Tavira) recebem, a partir das 10h30, mais uma edição da prova de atletismo: “Corrida Mar Azul”.

Esta competição, aberta a todos os escalões masculinos e femininos anteriores a 2007, é totalmente corrida na areia, sendo constituída por dois percursos. A minicorrida, num trajeto de 2 Km, tem início na Terra Estreita e destina-se aos escalões de infantis e iniciados. A corrida Mar Azul, numa distância de 5 Km, começa na Praia do Barril e dirige-se aos restantes escalões.

Ambas as provas terminam na praia da Ilha de Tavira com distribuição de prémios, pelas 12h00.

A concentração dos atletas far-se-á nos seguintes locais de partida:
- Infantis e iniciados – Terra Estreita – 09h45
- Restantes escalões – Praia do Barril – 10h00

O horário das provas será:
- Infantis e iniciados – 10h30
- Restantes escalões – 11h00

Para mais informações, deverá ser contactada a Divisão de Ambiente, Desporto e Equipamentos Desportivos da Câmara Municipal, através do telefone n.º 281 320 577 ou pelo email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Fonte: Mun de TaviraCorridaMarAzul

Por que não aproveitar as férias de verão para aprender a jogar uma das mais recentes e concorridas modalidades desportivas? O Pine Cliffs Resort oferece, durante o mês de agosto, uma oportunidade única para aprender a jogar padel com Diogo Schaefer, jogador português que já atingiu o primeiro lugar no ranking nacional.

As aulas de grupo (máximo 6 alunos) realizam-se às segundas e quintas-feiras entre os dias 5 e 19 de agosto, entre as 8h00 e as 9h30 ou das 11h30 às 13h. As aulas particulares estão sujeitas a marcação. As aulas de grupo têm o valor de 25€/pessoa e as aulas individuais estão disponíveis por 70€/pessoa.

Diogo Schaefer, que ocupou o primeiro lugar do ranking nacional em 2017 e 2018, integra a seleção nacional, venceu 25 torneios da Federação Portuguesa de Padel e conta com 37 participações nos torneios World Padel Tour.

"O padel é, acima de tudo, um desporto com forte componente social que promove momentos divertidos e descontraídos entre amigos e família. As recordações das férias de verão são sempre inesquecíveis e, por isso, é com enorme orgulho que regresso ao Pine Cliffs Resort, pelo segundo ano consecutivo, para contribuir ativamente para a construção dessas memórias. As clínicas de verão do ano passado foram um verdadeiro sucesso e acredito que este ano iremos superar as expectativas", refere Diogo Schaefer.

Reservas:

Academia de Ténis Annabel Croft no Pine Cliffs Resort: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Loja de Golfe do Pine Cliffs Resort: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Fonte: MPRPadel4Padel2Padel3

Albufeira voltou a ser palco de mais uma competição de futevólei, com a Praia dos Pescadores a servir de cenário à 3ª etapa da “European Footvolley League 2019”. As melhores duplas europeias defrontaram-se, de 12 a 14 de julho, num espetáculo cheio de adrenalina e emoção. Portugal foi o primeiro classificado no pódio de masculinos, enquanto na competição feminina, a grande vencedora foi a Noruega.

Durante três dias, a Praia dos Pescadores, em Albufeira, foi palco da 3ª etapa do “European Footvolley League 2019”, uma competição que trouxe ao concelho 22 equipas de 13 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França, Holanda, Inglaterra, Israel, Itália, Noruega, Portugal, Suécia e Suíça.

Com as bancadas ao rubro, a dupla portuguesa Filipe Santos e Miguel Pinheiro esteve em grande nível, vencendo a Alemanha e conquistando o primeiro lugar da tabela. A Áustria foi a terceira classificada, depois de derrotar a Itália. Em femininos, a vitória foi para a Noruega através das atletas Henriette Ingvaldsen e Pernille Ingvaldsen Smith. Em segundo lugar ficou a Itália e a terceira posição do pódio foi ocupada pela Alemanha.

“Durante os três dias de prova um numeroso público foi marcando presença no estádio edificado em plena Praia dos Pescadores, em Albufeira, desfrutando dum grande espetáculo desportivo, fazendo parte dessa grande festa cheia de momentos de espetacularidade e grande emoção, numa animação constante”, destacou a Federação nacional de Futevólei, que organizou o evento juntamente com a European Footvolley League e com o apoio Município de Albufeira.

O presidente da Câmara Municipal salientou a importância do evento para a promoção de Albufeira enquanto destino de excelência para a prática da modalidade: “Temos todas as condições para acolhermos eventos desta natureza, desde o clima, às praias e até ao público como podemos ver pela afluência à competição”, afirmou José Carlos Rolo. O autarca referiu ainda que “a transmissão dos jogos em livestream permitiu dar a conhecer Albufeira a todo o mundo, servindo de cartão de visita do concelho para milhões de pessoas”.

A European Footvolley League tour 2019 termina em agosto, de 23 a 25, na Suiça.

Fonte: GRP da CM AlbufeiraFutevoleiAlbufeira1FutevoleiAlbufeira2FutevoleiAlbufeira3FutevoleiAlbufeira4FutevoleiAlbufeira5FutevoleiAlbufeira7FutevoleiAlbufeira8FutevoleiAlbufeira9

A equipa do Futebol Clube do Porto derrotou, em Albufeira, o Fulham Football Club no regresso da Albufeira Summer Cup. Veja as fotos (cedidas pela CM Albufeira) na nossa galeria de Fotografias: https://www.maisalgarve.pt/fotogaleria/category/413-summer-cup-2019.

O Estádio Municipal acolheu milhares de espetadores para assistirem a este jogo de pré-época, que deu a conhecer o novo plantel dos dragões. No intervalo, o executivo municipal entregou os prémios aos vencedores da Liga de Futebol pela Inclusão, uma iniciativa da APEXA, no âmbito do seu projeto de Desporto Adaptado.

Mais de 3 mil pessoas deslocaram-se na passada terça-feira, 16 de julho, ao Estádio Municipal de Albufeira para assistirem ao jogo de pré-temporada entre o F.C. Porto e o Fulham F.C.

Numa partida que arrancou com o pontapé simbólico de José Carlos Rolo, presidente da Câmara Municipal de Albufeira, a formação azul e branca venceu a equipa londrina por 1-0 e conquistou a Albufeira Summer Cup.

A equipa orientada por Sérgio Conceição precisou de apenas 29 minutos para se colocar na frente do marcador, num lance concretizado por Otávio, que acabou por ser o único golo do jogo. Em Albufeira, o treinador colocou na equipa inicial, os reforços Saravia, Marcano e Nakajima, além do jovem Diogo Costa na baliza. Em relação à equipa inglesa, as atenções focaram-se nos portugueses Rui Fonte e Ivan Cavaleiro, que este ano fazem parte do respetivo plantel.

Durante o intervalo, José Carlos Rolo e o seu executivo entraram em campo para entregar os prémios aos atletas que venceram a Liga de Futebol pela Inclusão, um evento criado pela APEXA- Associação de Apoio à Pessoa Excecional do Algarve, sediada em Albufeira.

“A associação desenvolve um trabalho meritório na área do desporto adaptado, promovendo a inclusão e a igualdade de oportunidades de pessoas com deficiência. Este momento, no intervalo de um jogo mediático e com bastante visibilidade, é uma forma de nos associarmos a esta causa e sensibilizarmos o público para os valores absolutos do futebol: fair play, amizade e inclusão”, destacou o autarca de Albufeira.

O troféu vencedor foi entregue por José Carlos Rolo a Danilo, capitão do F.C Porto. O guarda-redes do Fulham, Bettinelli, recebeu o prémio de participação pela mão do vice-presidente da direção da Associação de Futebol do Algarve, Delfim Madeira.

Este é o regresso da Albufeira Summer Cup – a última edição remonta a 2012 - que tem trazido a Albufeira algumas das mais prestigiadas equipas nacionais e estrangeiras, com destaque para a passagem dos três grandes clubes portugueses- Sporting CP, SL Benfica e FC Porto.

Para José Carlos Rolo, a aposta neste evento “é para continuar, porque é importante que Albufeira seja palco destes acontecimentos desportivos que funcionam também como um atrativo junto das famílias que nos procuram para passarem bons momentos de lazer”.

Em agenda está já a próxima Albufeira Summer Cup, que promete muitas novidades.  

Fonte: GRP da CM AlbufeiraAlbufeiraSummerCUP2AlbufeiraSummerCUP3AlbufeiraSummerCUP4AlbufeiraSummerCUP5AlbufeiraSummerCUP6AlbufeiraSummerCUP7AlbufeiraSummerCUP8AlbufeiraSummerCUP9

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB