Notícias

Grid List

A Semana Europeia da Mobilidade culmina com o Dia Europeu Sem Carros e convida a (re)descobrir Alvor a caminhar, de bicicleta, trotinete … a sentir a vivência do centro da vila livre de circulação automóvel e a participar nas diferentes atividades agendadas! Dia 22 de setembro no Alvor.

Conheça o Programa do Dia Europeu Sem Carros em Alvor AQUI

Estão abertas as inscrições para o SUNSET Histórico- Cultural Alvor Islâmico agendado para as 18h30: um passeio histórico-cultural pelas ruas e sítios patrimoniais emblemáticos de Alvor acompanhado por técnicas da Casa Manuel Teixeira Gomes. Inscrições limitadas através do telefone 282480492

O trânsito automóvel estará interdito no centro da vila das 10h00 às 20h00. Consulte o mapa das interdições  e zonas de estacionamento recomedadas AQUI

Fonte: Mun de PortimãoAlvorSemCarros

Loulé, um dos municípios do país em que as atividades turísticas têm maior relevância, volta a celebrar o Dia Mundial do Turismo, no próximo dia 27 de setembro, com um conjunto de iniciativas levadas a cabo pela Câmara Municipal.

Este ano, o património cultural será uma das temáticas em foco e o recentemente reabilitado Palácio Gama Lobo, edifício brasonado oitocentista, será um dos destaques. Neste dia 27, pelas 18h00, irá decorrer uma visita orientada a este património classificado como monumento de interesse municipal, conduzida por Luísa Martins, investigadora de História e Cultura local, e Luís Guerreiro, arquiteto responsável pelo projeto de reabilitação do edifício.

Esta visita pretende recordar a história deste imóvel e de quem o habitou, bem como explicar as propostas das novas adaptações arquitetónicas. A Autarquia convida, assim, todas as pessoas que, de algum modo, vivenciaram este espaço a partilhar as suas memórias nesta visita, aberta a todos os interessados.

De realçar que o Palácio Gama Lobo está diariamente aberto a visitas, tendo neste momento patente ao público a exposição “Artesãos de Loulé”.

No dia 28 de setembro, e atendendo a que a Autarquia tem em curso o projeto “Loulé Criativo”, que agrega um conjunto de parceiros que desenvolvem atividades de turismo criativo, serão propostas várias experiências criativas: a produção de sabonetes de aromas da serra ou velas com ervas serranas, com o Loulé Coreto Hostel (10h00 e 11h00); um passeio fotográfico pelo Palácio, acompanhado por Vitor Pina (10h30); a participação num workshop de pintura sensorial com a pintora Adérita Silva (14h30); ou ainda a proposta de desenho do edifício do Palácio Gama Lobo, com o designer Hugo Silva (14h30).

As atividades são gratuitas mas carecem de inscrição prévia para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou telefone 289 400 829.

À semelhança de anos anteriores, ao longo do dia 27 serão distribuídos doces e licores regionais nos postos de turismo do concelho (municipais e nos da Região de Turismo do Algarve). Pretende-se, desta forma, dar as boas-vindas a todos os turistas que visitam Loulé neste Dia Mundial do Turismo.

Fonte: GAP da CM LouléPalacioGamaLobos

Numa iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Silves (CMS) em parceria com a Educarte, a Biblioteca Municipal de Silves acolherá nos próximos dias 18 e 19 de outubro e 15 e 16 de novembro, um curso de formação subordinado à temática “Intervenção Psicológica em Perturbações da Aprendizagem de grau Ligeiro/Moderado”.

A ação é dirigida a Psicólogos com cédula profissional da Ordem dos Psicólogos Portugueses ou estudantes do Mestrado integrado do curso de Psicologia e tem como objetivo principal desenvolver a metodologia de intervenção psicológica com crianças e jovens com disfunções ligeiras/moderadas nas competências de leitura, escrita e cálculo.

A Estimulação de funções mentais; Leitura e sua reeducação; Escrita e sua reeducação; Estimulação do desenvolvimento linguístico e Estimulação da aprendizagem de línguas estrangeiras são os principais conteúdos desta ação ministrada por Marta Vidal Paula.

As inscrições são limitadas a um número mínimo de 20 e máximo de 25 participantes e têm um custo associado de 55 euros (pagos diretamente à entidade formadora), devendo ser efetuadas junto do sector de Psicologia da CMS, localizado na Rua João de Deus, n.º 19-1.º, em Silves (ao lado da Junta de Freguesia) através do preenchimento de ficha de inscrição disponível no portal do Município de Silves e:

https://www.cm-silves.pt/pt/destaques/5834/em-outubro-e-novembro--%E2%80%9Cintervencao-psicologica-em-perturbacoes-da-aprendizagem-de-grau-ligeiromoderado%E2%80%9D-e-tema-de-acao-de-formacao-em-silves.aspx

O telefone 282 440 800 (ext.: 2630) e o endereço de correio eletrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. são os contactos da CMS disponíveis para o fornecimento de informações adicionais sobre a atividade.

Horário das Sessões:

18 outubro – das 18h30 às 23H00

19 outubro – das 9h00 às 13h00 | das 14h00 às 18h00

15 novembro – das 18h30 às 23H00

16 novembro – das 9h00 às 13h00 | das 14h00 às 18h00

Fonte: GRP do Mun SilvesCursoIntervencaoPsicologica

Depois de ter assumido anteriormente a disponibilidade para aceitar, já em 2019, as competências nas áreas do Património Imobiliário Público sem Utilização, Cultura e Educação, o Município de Lagos aprovou agora receber uma quarta competência relativa às áreas portuário-marítimas e áreas urbanas de desenvolvimento turístico e económico não afetas à atividade portuária, prevista no Decreto-Lei n.º 72/2019 de 28/05. A decisão foi tomada na reunião de Câmara do passado dia 4 de setembro e confirmada pela Assembleia Municipal reunida extraordinariamente a 13 de setembro.

Na mesma ocasião, e em sentido inverso, foi decidido não receber ainda em 2019 as competências previstas no domínio da saúde e relativas ao modelo de cogestão das áreas protegidas, previstas, respetivamente, nos Decretos-Lei 23/2019 e 116/2019, por se considerar necessária uma maior definição e clarificação em algumas matérias. Outro dos motivos prende-se com o facto de se entender necessário capacitar os serviços, dotando os mesmos de conhecimentos complementares e de recursos humanos para assumir de forma sustentável todas as novas competências decorrentes da Lei n.º 50/2018 de 16 de agosto, um processo de preparação que tem estado a decorrer e se prevê estar concluído até ao final do ano em curso.

Atendendo a esse facto, mas considerando necessário que, com a maior brevidade possível todos os municípios absorvam as novas competências, por forma a criarem uma maior unificação no padrão geral dos serviços prestados, foi igualmente proposto e aprovado aceitar em 2020 a quase totalidade das competências decorrentes do processo de transferência que o Município considerou não ter condições de aceitar em 2019.(1)

Segundo a proposta, que mereceu aprovação nos dois órgãos municipais, “a aceitação da transferência total de competências permitirá a realização de trabalhos de parceria que, no limite, proporcionarão a prestação de serviços mais eficazes e eficientes, em prol de toda a população”.

  • A saber, as competências previstas no:
  • Decreto-Lei n.º 23/2019, de 30/01, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais e para as entidades intermunicipais no domínio da saúde;
  • Decreto-Lei nº 116/2019, de 21/8, que define o modelo de cogestão das áreas protegidas, que concretiza o princípio de participação dos órgãos municipais na respetiva gestão, ao abrigo do previsto na alínea c) do artigo 20.º da Lei n.º 50/2018, de 16 de agosto;
  • Decreto-Lei nº 97/2018, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais no domínio das praias marítimas, fluviais e lacustres;
  • Decreto-Lei nº 98/2018, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais no domínio da autorização de exploração das modalidades afins de jogos de fortuna ou azar e outras formas de jogo;
  • Decreto-Lei n.º 100/2018, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais no domínio das vias de comunicação;
  • Decreto-Lei n.º 101/2018, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais e das entidades intermunicipais no domínio da justiça;
  • Decreto-Lei n.º 103/2018, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais e das entidades intermunicipais no domínio do apoio aos bombeiros voluntários;
  • Decreto-Lei n.º 104/2018, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais no domínio das estruturas de atendimento ao cidadão;
  • Decreto-Lei n.º 105/2018, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais no domínio da habitação;
  • Decreto-Lei n.º 107/2018, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais no domínio do estacionamento público;
  • Decreto-Lei nº 58/2019, que concretiza a transferência de competências para os órgãos municipais, no domínio do transporte de passageiros em vias navegáveis interiores, quer a nível turístico, quer a nível do serviço público regular.

Fonte: SC da CM LagosPacosConcelhoLagos

Três músicos de excelência interpretam três compositores incontornáveis da cena musical clássica. Os Ensemble Trisonante sobem ao palco da Fundação Manuel Viegas Guerreiro, no próximo dia 28 de Setembro em Querença.

A Fundação Manuel Viegas Guerreiro prepara-se para receber o grupo Ensemble Trisonante, protagonizado por Luís Morais, no violino, Cecilia Sipos, no violoncelo e Christina Leeb-Grill no piano. Ao concerto de câmara serão chamados os repertórios de Ludwig Van Beethoven, Franz Shubert e Dmitri Shostakovitch.

O conjunto Ensemble Trisonante define-se pelos anos de experiência em várias formações, como orquestra sinfónica, quarteto de cordas e música de câmara, com instrumentos de sopro e cantores.

A base para o conjunto que agora se apresenta foi criada na Universidade de Música e Arte Dramática de Viena, onde se cruzaram as ideias musicais e as exímias capacidades técnicas dos intérpretes.

Marcado para as 21h00 do dia 28 de Setembro, o espetáculo tem 90 minutos de duração e é recomendado a maiores de 3 anos.

Os bilhetes, com um valor de €5 (sem descontos aplicáveis) podem ser adquiridos uma hora antes do concerto na Fundação de Querença ou, desde já, no Cine Teatro Louletano.

O evento decorre da colaboração programática entre a Fundação Manuel Viegas Guerreiro e a Câmara Municipal de Loulé, através do Cine-Teatro Louletano.

Fonte: FMVGTrioEnsemble

Tavira associa-se, nos dias 27, 28 e 29 de setembro, às Jornadas Europeias do Património com entradas gratuitas no Museu Municipal e com a realização de duas iniciativas: Inauguração da exposição "Lugares Sagrados: as Cubas do Sul de Portugal" e a atividade “Dieta Mediterrânica Todo o Ano – Cabaz da Terra”.

A exposição “Lugares Sagrados: as Cubas do Sul de Portugal”, de autoria de Luís Ferro, é inaugurada sexta-feira, 27 de setembro, pelas 16h00, no Núcleo Islâmico do Museu Municipal de Tavira. A exposição é constituída por um conjunto de imagens que revisitam as pequenas e enigmáticas construções, usualmente denominadas por cubas, que pontuam a paisagem do sul de Portugal. As imagens expostas resultam de um trabalho realizado no âmbito de um projeto de investigação financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, que procurou contribuir para a discussão das origens, utilizações e cronologias destas construções.

Domingo, 29 de setembro, pelas 10h30, tem lugar a atividade “Dieta Mediterrânica Todo o Ano – Cabaz da Terra”, na Quinta Shanti (Conceição de Tavira), com a colaboração da produtora Ângela Rosa, que dará a conhecer aspetos da sua atividade e da sua quinta, que funciona em modo de produção biológico. A visita inclui prova e um cabaz com produtos da quinta e da época. A inscrição nesta atividade é obrigatória e poderá ser feita, até 26 de setembro, através do preenchimento do formulário disponível em: https://forms.gle/otGfUgMtkSsnLL5L7 

(atividade paga: Adulto: 5€ | Crianças e jovens (6-18 anos): 1€ | Até aos 6 anos: gratuito).

As Jornadas Europeias do Património são uma iniciativa anual do Conselho da Europa e da União Europeia, que envolve cerca de 50 países, com o objetivo de sensibilizar os cidadãos para a importância do conhecimento, proteção e valorização do Património. A nível nacional o evento é coordenado pela Direção Geral do Património Cultural.

Este ano, sob o tema “Artes, Património, Lazer” pretende-se destacar as muitas facetas do património ligadas às artes, como fonte de entretenimento, e o lazer, que nos permitem viver outras dimensões da vida quotidiana, apropriando-nos de uma parte da cultura, tornando-nos autores, especialistas, guardiões e protagonistas.

Em consonância com a natureza e objetivos das Jornadas Europeias do Património, as entradas no Museu Municipal de Tavira serão gratuitas nos dias 27 e 28 de setembro.

Fonte: Museu Mun TaviraJornadaPatrimonioTavira

Petiscar entre amigos é a tendência que tem marcado os últimos anos! A partir de dia 26 de setembro, a Rota de Tapas está de regresso, e, com ela, surgem novas oportunidades para reunir os amigos à mesa e usufruir de momentos bem-dispostos com o sabor original da Estrella Damm.

Lisboa, Porto, Braga, Faro, Aveiro, Évora, Viseu, Caldas da Rainha e Castelo Branco são as nove cidades que abrem portas à Rota mais cool do país. Depois do sucesso da edição anterior, com Caldas da Rainha e Castelo Branco como cidades estreantes, a Rota está de volta e, até 13 de outubro, são mais de 178 os restaurantes que oferecem aos visitantes as melhores experiências da gastronomia regional, combinadas com a receita original Estrella Damm, pelo valor de 3€.

Desenvolvida pela SilvaDesigners, o cartaz desta 14ª edição é a grande novidade da Rota de Tapas. Kati Szilagyi é a ilustradora responsável pela criação desta nova imagem colorida, que oferece o ingrediente que faltava para uma Rota ainda mais deliciosa.O seu estilo friendly e festivo resultou num cartaz cool, onde a garrafa da Estrella Damm é a rainha. À volta da cerveja, a artista ilustra os vários momentos associados à Rota: sozinho, com amigos ou em família, a iniciativa permite que os visitantes usufruam de momentos relaxados, onde a diversidade de pratos se alia ao prazer gastronómico, destacando também o movimento de restaurante em restaurante que é possível percorrer a pé em todas as cidades.

Kati Szilagyi vive em Berlim, mas a sua arte ultrapassa fronteiras: a ilustradora é reconhecida internacionalmente pela qualidade e cultura dos seus projetos. Tendo realizado trabalhos para marcas tão conceituadas como The New Yorker, Hermès, Google e The New York Times, a artista é, atualmente, uma das grandes referências mundiais neste segmento.

"Durante 18 dias, os petiscos mais apetecíveis vão sentar-se à mesa com o sabor original e refrescante da Estrella Damm, convidando os presentes para momentos únicos e repletos de boa disposição. Vanessa Germano, Brand Manager da marca, reforça que "a Rota de Tapas promove um conceito que tem ganho cada vez mais dimensão em Portugal, sendo as tapas e o sabor da cerveja o elemento de união entre os amigos. Desta vez, também a imagem é um fator diferenciador, que relembra a receita essencial para uma experiência em pleno numa Rota de Tapas: o convívio". Para além disso, "a presença em nove cidades permite-nos uma variedade de sabores cada vez mais apurados, com uma diversidade de tapas mais extensa e mais apetecível, dando destaque à gastronomia nacional". Vanessa Germano, Brand Manager da marca.

A Rota de Tapas da Estrella Damm teve início em 2013, em Lisboa, e vai já na sua 14ª edição, marcando atualmente presença em nove cidades. Nesta edição, está ainda mais presente e destacada a essência desta iniciativa: petiscar entre amigos.

As cidades da Rota de Tapas
Lisboa: Os sabores tradicionais que se encontram nas ruas lisboetas transbordam novamente para esta 14ª edição da Rota de Tapas. No total, são 22 os restaurantes que apresentam as melhores tapas da capital, como as "Asas de frango com molho coreano", o "Chouriço Português" e a "Quesadilla". Uma oportunidade única para conhecer novos recantos dos bairros típicos lisboetas.

Porto: 24 restaurantes de sabores intensos e 24 tapas inesquecíveis. Na cidade invicta, "não se brinca com a comida", e nesta edição da Rota de Tapas os pratos são verdadeiras tentações. Ceviche de salmão e sonhos de bacalhau com azeitona preta são algumas das tapas que podem ser degustadas durante 18 dias, sempre acompanhadas por uns bons brindes com os amigos.

Braga: Na Dona Petisca ou na Pregaria da Sé, são muitas as tapas que os habitantes vão poder saborear. A "trilogia de sabores", a "tapa de alheira" e a "tentação salgada" prometem deixar água na boca a todos os bracarenses, mas não só: os que visitarem a cidade durante estes 18 dias irão, com toda a certeza, querer voltar.

Faro: Há sol no Sul, mas não só! Existem também 28 maravilhosas tapas para se provar, entre elas a salada de polvo à algarvio, o xarém com filete de sardinha panado e muitas outras opções, típicas da região que convida a momentos de convívio ao por do sol, com uma bebida bem fresca a acompanhar – a nossa receita original.

Aveiro: A Veneza Portuguesa volta a ser um dos palcos para este grande encontro de sabores. Nos 24 restaurantes disponíveis, os habitantes de Aveiro vão aguçar o apetite com o "Tapa de Pernil", o "Hambúrguer maravilha" e a "Empada de Pato", entre muitas outras iguarias típicas da região.

Évora: Entre os dias 26 de setembro e 13 de outubro, são 9 os restaurantes onde podem ser encontradas as tapas mais deliciosas. Bifanas de Vendas Novas, Dom Joaquim e Dona Laura são apenas alguns dos palcos onde o melhor da gastronomia acontece.

Viseu: Taberna da Mafalda, Vintage de Viseu e Palace são apenas três dos 13 restaurantes onde os habitantes podem desfrutar das melhores tapas. "Tapa Lusitana", "Senhora da Beira" e "Prova e fica" oferecem o melhor da gastronomia local, numa cidade bem portuguesa em que o paladar é "o rei" à mesa.

Caldas da Rainha: Ovos mexidos com farinheira, caril de moelas com pão e morcela de arroz com cebola caramelizada são apenas alguns motivos para visitar as Caldas da Rainha durante a Rota de Tapas. Entre os 19 restaurantes e os 19 pratos disponíveis, e depois do sucesso da primeira edição na cidade em maio deste ano, a viagem pelos sabores únicos e típicos desta cidade promete continuar a ser inesquecível.

Castelo Branco: Entre os 17 restaurantes que fazem parte do roteiro de todos os visitantes e habitantes da cidade durante 18 dias, há 17 tapas saborosas para degustar. Mini-pizzas de ingredientes regionais, pastel de bacalhau envolto em queijo de cabra derretido e uma açorda de bacalhau intitulada "Tapa à Nanda" vão marcar o roteiro gastronómico de todos os apaixonados por uma boa tapa.

Mais informações em http://rotadetapas.com.pt.

Fonte: LIFTRotaTapas

 

 

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, na semana de 13 a 19 de setembro, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 468 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 186 por condução sob o efeito do álcool;
  • 97 por condução sem habilitação legal;
  • 34 por tráfico de estupefacientes;
  • 14 por posse de arma proibida;
  • 30 por furtos e roubos;
  • Três por permanência ilegal em território nacional;
  • Dois por incêndio.
  1. Apreensões:
  • 1 082 doses de haxixe;
  • 311 doses de cocaína;
  • 121 doses de heroína;
  • 11 armas brancas;
  • Quatro veículos;
  • 203 artigos contrafeitos;
  • 510 quilos de tabaco;
  • 220 maços de tabaco;
  • 7 766 quilos de pescado;
  • 1 900 quilos de bivalves;
  • 1 696 euros em numerário.
  1. Trânsito:

Fiscalização: 9 880 infrações detetadas, destacando-se:

  • 3 150 excessos de velocidade;
  • 491 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 413 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 407 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 383 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 348 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 247 relacionadas com tacógrafos;
  • 231 por falta de seguro de responsabilidade civil.

Fonte: GNR-DCRPGNR Div Com Rel Publicas

A Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral (SPPCV) vai realizar o seu 8º Congresso entre os dias 31 de outubro e 2 de novembro, na Fundação Cupertino de Miranda, no Porto. Este ano, o evento dirigido a médicos especialistas na coluna vertebral tem como principais temas a Robótica e Inteligência Artificial e a Doença Metastática Vertebral.

De acordo com Jorge Alves, vice-presidente da SPPCV e presidente da comissão organizadora do congresso, “o principal objetivo da Sociedade ao desenvolver esta iniciativa passa pelo seu dever em apostar na melhoria da competência daqueles que lidam com a patologia de coluna em Portugal”.

Para isso, refere o ortopedista, “a escolha dos destaques do congresso deve recair sobre tópicos que visam a procura de soluções de melhoria da saúde dos portugueses, nomeadamente a Robótica e a Inteligência Artificial, que têm demonstrado o seu impacto positivo na diminuição do risco de adversidades no tratamento das diferentes doenças da coluna, e os constantes avanços no conhecimento e tratamento Doença Metastática Vertebral”.

Segundo Miguel Casimiro, presidente da SPPCV, o ponto forte deste evento é “não só a sua elevada qualidade científica, juntando os players de referências no âmbito das patologias da coluna, mas também a diversidade de atividades que são esperadas, que vão desde a realização de um curso pré-congresso sobre prevenção e gestão de complicações na cirurgia à coluna, organizado em parceria com a Sociedade Norte-americana de Coluna e com a Sociedade Ibero-americana de Coluna, até ao simpósio da AOSpine sobre fraturas da apófise odontóide no idoso”.

Uma das novidades desta edição será a realização de um programa formativo dirigido a especialistas de Medicina Geral e Familiar, por forma a melhor preparar estes profissionais para a orientação dos doentes para as especialidades que tratam a coluna vertebral.

As inscrições (abertas até 1 de outubro) e submissão de resumos (disponível até 15 de setembro) devem ser efetuadas em:

https://norahsevents.eventkey.pt/geral/paginas.aspx?cod=266

Fonte: MiligramaCongressoColunaVertebral

A campanha de sensibilização ROLHAS QUE DÃO FOLHAS recorda a importância da reciclagem da cortiça e da conservação da floresta portuguesa através da plantação de espécies autóctones;

Para incentivar a recolha de rolhas de cortiça junto das famílias portuguesas, serão distribuídos pelos clientes Continente 500.000 depósitos domésticos de rolhas;

A campanha enquadra-se no projeto Green Cork, que resulta de uma parceria que já permitiu a recolha de cerca de 84 milhões de rolhas e a plantação de mais de 828 mil árvores desde 2008.

Com o objetivo de incentivar a reciclagem da cortiça e contribuir para a reflorestação em Portugal, a Missão Continente, em parceria com a Quercus e a Corticeira Amorim, vai distribuir pelos clientes das lojas Continente, a partir de hoje, um total de 500.000 “rolhinhas”. Os “rolhinhas” são pequenos depósitos de rolhas que poderão ser levados para casa e onde as famílias podem ir juntando as suas rolhas de cortiça, até ao momento de as despejar nos recipientes próprios já existentes nas lojas Continente (junto ao balcão de serviço de apoio ao cliente).

Esta campanha de sensibilização acontece no âmbito do Green Cork, um projeto criado em 2008 pela Quercus em parceria com a Missão Continente e a Corticeira Amorim, que já permitiu a recolha de cerca de 84 milhões de rolhas, pretende recordar os portugueses sobre a importância da reciclagem de cortiça e sensibilizar a opinião pública para as vantagens ambientais dos produtos de cortiça, enquanto suporte de um ecossistema com caraterísticas únicas.

 

O montado de sobro contribui para a conservação da biodiversidade e para a sobrevivência de muitas espécies de fauna autóctone, algumas em perigo de extinção. A sua importância é igualmente notória no plano da fixação de CO2, na regulação do ciclo hidrológico e na retenção de água, na prevenção da desertificação e do despovoamento das áreas rurais. A reciclagem, além de permitir a reutilização da cortiça em novos produtos, permite estender o seu ciclo de vida e os benefícios ambientais associados, em particular a sua capacidade de armazenar CO2.

O Green Cork ajuda a responder a outros desafios, nomeadamente a plantação de árvores que integram a floresta autóctone portuguesa (em que se inclui o sobreiro). Através da receita das rolhas entregues para reciclagem, a Quercus financia a iniciativa “Floresta Comum”, ao abrigo da qual já foram plantadas mais de 828 mil árvores. O projeto “Floresta Comum” tem como missão promover a produção, angariação e distribuição de árvores autóctones a projetos que demonstrem motivação, comprovem competências e possuam os meios necessários para proceder ao plantio e cuidado das florestas que tencionam plantar.

Fonte: CV&ARolhinhas

 

 

No período de 9 a 15 de setembro, a Guarda Nacional Republicana (GNR) realizou, em todo o território nacional, uma operação de fiscalização intensiva do uso dos dispositivos de segurança, nomeadamente, do cinto de segurança, dos sistemas de retenção para crianças (SRC) e do capacete, com o objetivo de promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores e ocupantes dos veículos, e diminuir a gravidade das consequências dos acidentes de viação.

O cinto de segurança e o sistema de retenção para crianças (SRC) são dispositivos de segurança passiva de um veículo automóvel, que têm por finalidade impedir a projeção dos ocupantes, minimizando a gravidade dos ferimentos, em caso de acidente de viação. Por sua vez, o capacete constitui, para os condutores de veículos de duas rodas, o principal dispositivo de segurança passiva, que tem por função absorver parte da energia do impacto e cujo uso se estima ser responsável por evitar 50% das mortes em resultado de acidente de viação.

Durante o período da operação, foram fiscalizados cerca de 31 mil condutores e detetadas mais de 10 mil contraordenações rodoviárias, sendo que no âmbito dos objetivos desta operação, registaram-se 689 infrações por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança, ou dos sistemas de retenção para crianças, e 21 por falta ou incorreta utilização do capacete.

Ainda no decorrer da operação foram detetadas outras contraordenações rodoviárias, das quais se destacam:

  • 3 066 por excesso de velocidade;
  • 459 por condução sob a influência de álcool, dos quais 192 tinham uma taxa crime;
  • 586 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 460 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 430 por infrações relacionadas com iluminação e sinalização;
  • 261 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Para além dos 192 condutores detidos por apresentarem uma taxa de álcool superior a 1,2g/l, ainda há a acrescentar a detenção de 80 condutores por não possuírem habilitação legal para conduzir.

No ano 2018, a GNR detetou cerca de 19 mil condutores que não faziam o uso do cinto de segurança, ou estavam a utilizá-lo incorretamente, 1 446 por não utilização do sistema de retenção para crianças, e 936 não utilizavam o capacete, ou utilizavam-no incorretamente, durante a condução de motociclos e ciclomotores. Este ano, até ao dia 31 de agosto, a GNR já tinha detetado quase 16 mil condutores que não faziam o uso do cinto de segurança ou não utilizavam o sistema de retenção para crianças, bem como 638 condutores de motociclos ou de ciclomotores que não utilizavam o capacete.

Perante estes números, a GNR continuará a intensificar as ações de fiscalização e sensibilização no âmbito das medidas de segurança, no sentido de contribuir para a redução dos índices de sinistralidade, bem como para minimizar as consequências dos acidentes rodoviários.

Fonte: GNR-DCRPGNRProtecao

A PortugalFoods, associação que representa o agroalimentar português, promove, nos dias 16, 17 e 18 de setembro, o 2.º Fórum Compradores Internacionais. A iniciativa, que terá lugar na Porto Business School, traz sete grandes players mundiais para conhecerem o que de melhor o setor produz.

Durante os três dias de evento, cerca de 70 empresas vão ter a oportunidade de apresentar os seus produtos a grandes grupos de distribuição de vários pontos do globo, nomeadamente de Angola, Alemanha, Holanda, Luxemburgo, Bósnia, México e Polónia.

“A procura de produtos portugueses tem crescido nos últimos anos, com os mercados externos a reconhecerem cada vez mais a sua qualidade. O Fórum Compradores Internacionais vem dar resposta a esta procura, aproximando os compradores internacionais aos produtores nacionais, mostrando-lhes produtos nas categorias que, de facto, lhes interessam: a PortugalFoods identificou as necessidades destes players e reuniu no fórum os produtos que correspondem à sua procura, aumentando assim a probabilidade das empresas fecharem negócio”, explica Raquel Vieira de Castro, administradora da Vieira de Castro e vice-presidente da PortugalFoods.

Charcutaria, conservas de pescado, peixe e marisco congelado, pastelaria, confeitaria e padaria, molhos e condimentos (preparados de tomate, vinagre, entre outros), azeite e azeitonas, compotas, snacks, arroz, massa e cereais de pequeno-almoço, queijo, legumes e fruta (fresca, congelada e desidratada), refeições pré-cozinhadas, vinho e licores são as categorias em exibição na iniciativa.

Entre os compradores estão a angolana ENOLAD, especializada na importação e distribuição de produtos alimentares e bebidas, a alemã Gourmet Berner, que apesar de ter começado o seu negócios com as frutas, abre leque agora aos mais diversos produtos do agroalimentar, a empresa holandesa ILG Food Group, a grossista luxemburguesa Primafood, a Ledo, empresa bósnia dedicada aos congelados, a mexicana Laguna Innovadora, que procura sobretudo produtos gourmet e biológicos, e a Unifood, empresa polaca totalmente focada na culinária internacional. Os compradores procuram tanto produto final, para comercializar sob a marca portuguesa, como produto passível de ser transformado em private label, nos seus mercados.

O Fórum Compradores Internacionais surge no âmbito do Projeto Portugal Excecional, que visa exaltar a produção nacional, e é financiado pelo COMPETE2020, Portugal2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Fonte: The SquareProdutosPortugueses1

A Unidade de Controlo Costeiro, através de militares destacados na ilha de Chios, no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), ontem, dia 18 de setembro, resgatou 19 migrantes perto de Emporios, localidade situada a sul da ilha de Chios, na Grécia.

No decorrer de uma ação de vigilância junto à costa, os militares da GNR detetaram uma embarcação de borracha, com cerca de 4 metros e com excesso de lotação. De imediato, os militares da GNR que efetuavam o patrulhamento marítimo naquela área, intercetaram a embarcação realizando o resgate de 19 pessoas, das quais 4 crianças, com idades compreendidas entre os 5 e os 8 anos, uma mulher, e 14 homens, com idades compreendidas entre 18 e os 60 anos. De salientar que uma das crianças, com 5 anos, possuía um ferimento no pé, tendo sido assistida de imediato pelos militares da GNR, os quais lhe prestaram os primeiros socorros, ainda a bordo da embarcação da GNR.

Durante o resgate os migrantes foram colocados na embarcação portuguesa e transportados em segurança para o Porto de Chios.

A GNR, nesta missão da FRONTEX, desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas.

Só no presente ano de 2019, e até ao momento, a GNR efetuou cerca 790 patrulhas, o que corresponde a mais de 5 000 horas de empenhamento, percorreu cerca de 66 mil quilómetros e efetuou 5 mil milhas náuticas, tendo detetado 218 embarcações e auxiliado 2 107 migrantes.

O vídeo do resgate: AQUI

Fonte: GNR-DCRPGNR19MigrantesChiosGNR19MigrantesChios1

 

A Unidade de Controlo Costeiro, através de militares destacados desde abril na ilha de Samos, no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), hoje, dia 17 de setembro, detetou e resgatou 60 migrantes, doas quais 12 crianças, 13 mulheres e 35 homens, a sul da Ilha de Samos – Grécia.

No decorrer de uma ação de vigilância junto à costa, a equipa de vigilância marítima, designada de Thermal Vision Vehicle (TVV), detetou uma embarcação suspeita no mar Egeu a aproximar-se de terra, na zona este da ilha. Através dos equipamentos de visão térmica, foi possível verificar que se tratava de duas embarcações de borracha, nas quais seguiam migrantes.

A primeira embarcação detetada encontrava-se junto à orla costeira, tendo sido intercetada pela embarcação da GNR, que garantiu o seu acompanhamento e a sua navegabilidade em segurança, até à Marina de Samos. A bordo desta embarcação de borracha, com cerca de 6 metros, seguiam 30 migrantes, dos quais 9 crianças, 6 mulheres e 15 homens.

A segunda embarcação, também avistada pela equipa TVV, foi de imediato intercetada pela embarcação da GNR, que procedeu ao resgate os migrantes. Esta segunda embarcação, com cerca de 10 metros, apresentava dificuldades em navegar e foi rebocada até à Marina de Samos, sendo que a bordo da mesma seguiam 30 migrantes, dos quais 3 crianças, 7 mulheres e 20 homens.

A GNR, nesta missão da FRONTEX, desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas.

Só no presente ano de 2019, e até ao momento, a GNR efetuou 777 patrulhas, o que corresponde a mais de 5 000 horas de empenhamento, percorreu 66 mil quilómetros e efetuou 5 mil milhas náuticas, tendo detetado 217 embarcações e auxiliado 2 088 migrantes.

Fonte: GNR-DCRPGNRresgate60Migrantes1

Nos próximos dias 18 e 19 de setembro, a AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve participa, em Évora, numa reunião que vai definir o calendário e ações a desenvolver para a concretização do projeto Magalhães, que representa um investimento, até 2021, superior a 27 milhões de euros.

A AMAL é uma das entidades responsáveis pela aposta numa rede de cooperação transfronteiriça, na área do empreendedorismo, através da criação do Centro de Empreendimento de Indústrias Culturais e Criativas (Centro Magalhães), para consolidar e promover uma oferta cultural inovadora no seio da EURORREGIÃO Alentejo-Algarve-Andaluzia - EURO_AAA.

A cooperação nesta área específica fundamenta-se nas raízes históricas, patrimoniais e culturais, ligadas aos descobrimentos, comuns às três regiões envolvidas, bem como à presença de um tecido produtivo de baixa densidade no conjunto do território da EURO_AAA. Este tipo de indústrias são um dos motores da mudança do tecido produtivo das zonas mais desfavorecidas e geram emprego com benefício direto para a população residente.

Este projecto, co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional FEDER através do Programa Interreg V- A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020, prevê a criação do Centro Magalhães, em Sevilha, e de vários polos, no Algarve e no Alentejo. Além disso, pretende-se ainda recriar a rota efetuada por Fernão de Magalhães na primeira circum-navegação do globo, assinalando assim os 500 anos desta façanha. 

No âmbito do projeto Magalhães, a AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve será responsável pela execução de um programa de capacitação, através da realização de eventos de apresentação e aperfeiçoamento de ideias e de capacitação de potenciais empreendedores, no domínio das indústrias criativas e culturais, na elaboração do guia de apoio ao Empreendedor Cultural, criação e colocação em funcionamento do Observatório transfronteiriço das indústrias criativas e culturais, bem como pela realização de uma Feira de Inovação Cultural.

Informação Complementar:

Entidade beneficiária principal | Gerencia de Urbanismo, Ayuntamiento de Sevilla

Entidades beneficiárias | Universidade de Évora, Associação Portuguesa de Treino de Vela (APORVELA), Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRC Alentejo), Direção Regional de Cultura do Algarve (DRC Algarve), Andalucia Emprende-Fundación Pública Andaluza, Instituto da Cultura e das Artes de Sevilha (ICAS), Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve), Cooperativa para o Desenvolvimento dos Territórios da Baixa Densidade (QRER), Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), Agencia Andaluza de Instituciones Culturales (AAIICC).

Informação detalhada sobre o projeto em http://www.poctep.eu/pt-pt/2014-2020/centro-magallanes-para-el-emprendimiento-de-industrias-culturales-y-creativas

Fonte: WL PartnersAMAL

Ontem, dia 11 de setembro, e esta madrugada, do dia 12 de setembro, as duas embarcações da Unidade de Controlo Costeiro (UCC), que se encontram destacadas na ilha de Samos e de Chios, resgataram, no mar Egeu, um total de 113 migrantes, dos quais 49 crianças, 25 mulheres e 39 homens.

Na primeira situação, em Samos, durante uma ação de patrulhamento, os militares da GNR detetaram uma embarcação de borracha que transportava migrantes a bordo, a cerca de 2 milhas náuticas de distância do Porto de Pythagorio. A embarcação detetada tinha cerca de 7 metros, na qual seguiam 37 migrantes a bordo, dos quais 13 crianças, 8 mulheres e 16 homens. O resgate foi efetuado, antes do nascer do sol, pelo que os meios auxiliares a bordo da embarcação, como o radar e os meios de visão noturna, foram fulcrais para o sucesso da deteção da pequena embarcação que transportava os migrantes.

Na segunda situação, a sul da ilha da Chios, no decorrer de uma ação de vigilância junto à costa, os militares da GNR foram alertados, pelas autoridades gregas, para a existência de uma embarcação de borracha de pequenas dimensões, onde seguiam 39 migrantes. De imediato, a embarcação da GNR que efetuava patrulhamento marítimo naquela área de operações, deslocou-se para o local indicado realizando o resgate dos migrantes. Esta operação revelou-se de enorme dificuldade devido ao número elevado de crianças, sendo resgatadas 21 crianças, com idades compreendidas entre os 5 meses e os 17 anos, 9 mulheres e 9 homens, com idades compreendidas entre 20 e os 65 anos.

Esta madrugada, a sul da ilha de Samos, equipa terrestre de vigilância marítima da UCC, designada de Thermal Vision Vehicle (TVV), através dos equipamentos de visão térmica e noturna, detetou uma pequena embarcação de borracha, sobrelotada e à deriva, tendo a bordo mais 37 migrantes, dos quais 15 crianças, 8 mulheres e 14 homens. De imediato, esta equipa deu o alerta à embarcação da GNR, que se encontrava a patrulhar aquela área, a qual prontamente se deslocou para o local, permitindo resgatar os migrantes.

Em ambos os casos os militares deram início ao resgate começando pelas crianças, de seguida as mulheres e, por último, os homens.

Aquando do transporte, verificou-se a existência de um ferido a bordo e também que grande parte dos migrantes se encontravam molhados, tendo sido distribuídas mantas térmicas, de forma a evitar casos de hipotermia. Após o resgate os migrantes foram transportados, em segurança, para o Porto de Pythagorio (Samos) e para o Porto de Chios.

Só no presente ano de 2019, e até ao momento, a GNR efetuou mais de 721 patrulhas, o que corresponde a mais de 5 000 horas de empenhamento, percorreu 63 000 mil quilómetros e efetuou 4 600 milhas náuticas, tendo detetado 207 embarcações e auxiliado 1 842 migrantes.

A operação decorreu no âmbito da missão da Agência Europeia de Fronteira e Guarda Costeira (FRONTEX) no Mar Egeu. Esta operação europeia visa "prevenir, detetar e reprimir casos de imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes fronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas no mar através de missões de busca e salvamento".

Fonte: GNR-DCRPGNRUSS113Grecia1GNRUSS113Grecia2

 

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através de militares destacados na ilha Chios, no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), ontem, dia 08 de setembro, detetaram 9 migrantes, numa zona rochosa e inacessível, na ilha de Inousses - Grécia.

Durante uma ação de patrulhamento marítimo, os militares da GNR foram alertados para uma situação de busca e resgate, em que migrantes poderiam estar junto à orla costeira de Monastiri Oinouson, na ilha de Inousses. Os militares com o auxílio de equipamentos óticos, acabaram por encontrar um grupo de migrantes encurralados, numa zona de escarpa e bastante rochosa, o que não permitia a aproximação da embarcação e efetuar o resgate pelo mar. Assim, os militares informaram as autoridades helénicas, de forma a que os migrantes fossem resgatados a partir de uma equipa terrestre.

O grupo era constituído por 9 migrantes, dos quais uma criança, com 5 anos, uma mulher e sete homens, tendo sido resgatados por uma força grega, através de escala com o auxílio de cordas.

A GNR, nesta missão da FRONTEX, desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas.

Fonte: GNR-DCRPGNR9migrantesGrecia

O Algarve participa uma vez mais KLM OPEN, que este ano comemora o seu centenário, a ter lugar no campo de golf The International, perto do aeroporto de Schiphol, na Holanda, de 12 a 15 de setembro 2019.

Com um espaço de 32 m2, a ATA far-se-á acompanhar por sete empresas associadas - Benamor Golf, Boavista Golf, Castro Marim Golf, Espiche Golf, Quinta do Lago Golf, Tivoli/Minor Hotels, Vidamar Hotels - com o objectivo de dar a conhecer a sua oferta bem como estabelecer novos contactos com operadores turísticos de golf ou, manter os existentes.

Este torneio, com transmissão televisiva internacional, é a plataforma ideal para promover o destino junto dos golfistas holandeses. O evento irá proporcionar uma forma única de comunicar, não só com este importantíssimo target, mas também com a audiência global do mundo do golfe em que o Algarve terá cobertura televisiva, como Destino Europeu Oficial (banners on course, circuito interno TV, programa/starting-sheet).

Para informações adicionais por favor consulte: www.klmopen.nl

Produto: Golfe
Mercado: Holanda

Fonte: ATAGolfeKLMOpen

ATA

Nas duas últimas décadas, o futebol começou a definir a sua posição como o desporto com maior influência entre amadores e profissionais do País. Além disso, nos últimos anos o futebol conseguiu-se sagrar como Rei. O anterior deve-se em grande parte ao bom desempenho que as equipas portuguesas apresentaram em torneios internacionais nos últimos tempos.

ReiDesportosPortugal1

Fonte: Pixabay

A nível profissional, destaca-se o campeonato europeu obtido em 2016. Em 2018, por sua vez, a novidade foi a realização do primeiro campeonato mundial de futebol amador em Portugal, o Socca World Cup, em que a equipa portuguesa conquistou o terceiro lugar, saindo como vencedor a equipa da Alemanha.

Com um torneio que reuniu participantes de 32 países na Praça do Comércio, em Lisboa e milhares de espetadores que apoiaram a participação destes atletas, tendo-se confirmada a grande influência deste desporto a nível amador dentro do País.

Embora desde 1996 o futebol tenha sido o desporto mais seguido e praticado no País, outras modalidades, como atletismo, ténis e golfe, já ganharam mais adeptos dentro das diversas federações desportivas que existem em Portugal, unindo-se a outros desportos que tradicionalmente tiveram mais acompanhamento por vários meios de comunicação social no País.

Várias das modalidades desportivas mais praticadas por atletas profissionais e amadores do país, como o ciclismo, o voleibol, o basquetebol e as artes marciais, também já encontraram novas vitrinas dentro de sítios web de casas de apostas em Portugal, devido ao constante aumento de seguidores que esses desportos têm conquistado.

O acompanhamento dos desportos em Portugal

Quando aumentou o número de atletas que existem no País, aumentou da mesma forma o número de plataformas que acompanham as diferentes modalidades de desporto profissional e amador  e isso ocorreu tanto na televisão quanto na internet e mios de comunicação social impressa. Embora seja verdade que o desporto mais conhecido e praticado pelos portugueses seja o futebol, outras modalidades também conseguiram ganhar um lugar entre a preferência de atletas amadores e profissionais no País nos últimos anos.

Entretanto, como mostra a página oficial do Jornal "O Público", o futebol continua a ser considerado o rei do desporto e o número de praticantes federados continua a crescer. Outras modalidades com dados expressivos são a natação e o ciclismo, mas, ainda assim, os números relacionados com esses mesmos desportos não são passíveis de serem comparados aos do futebol, pois não são expressivos quando postos lado a lado com o desporto coroado como Rei.

Os outros desportos que procuram competir com o futebol pelo trono em Portugal, são o andebol, o voleibol e o basquetebol, os quais já dispõem de vários espaços para promoção e acompanhamento dentro de várias plataformas no país.

ReiDesportosPortugal

Fonte: Pexels

Apesar de o futebol em Portugal ser um desporto que tem acompanhamento diário por meios digitais e impressos, as outras grandes modalidades desportivas praticadas no país continuam a ganhar mais seguidores dia após dia. Além do mais, a sua popularidade e o número de praticantes continuam a crescer da mesma forma.

Fonte: ICS-digital (artigo patrocinado)

ICSDigital

Com o apoio da Câmara Municipal de Sines e da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, vai-se realizar no próximo dia 13 de outubro, pelas 08:30 horas, o Trail Costa Vicentina.

O Trail será percorrido pelo belo e único trilho/caminho pedestre da Rota Vicentina, entre Santiago do Cacém e Porto Covo, num percurso com a distância de 57 Km. Haverá um Trail Médio de 25 km, entre o Cercal e Porto Covo, e um Trail Curto num percurso de 15 km, entre a Sonega e Porto Covo.

Efetue a sua inscrição até dia 30 de setembro a valores mais baixos, e não perca a oportunidade de percorrer um dos melhores caminhos pedestres da Europa!

Após o evento, a organização oferece a todos os participantes um almoço/convívio.

4º Trail Costa Vicentina - Desporto & Aventura | Atletismo - inscrever

TrailCostaVicentina

 

A 5ª edição da Semana Europeia do Desporto, que se assinala entre 23 e 30 de setembro, vai ter o encerramento a nível nacional em Portimão, tendo sido preparado um vasto conjunto de propostas com o objetivo de desafiar os munícipes a praticarem atividade física nos diferentes equipamentos desportivos municipais, a título gratuito.

A Semana Europeia do Desporto é uma iniciativa da Comissão Europeia e tem por principal objetivo a promoção dos benefícios da prática regular do desporto, sendo celebrada simultaneamente em 38 países, sendo coordenado entre nós pelo IPDJ. Para o efeito foi criado o movimento #BEACTIVE, incentivando todos a dinamizar iniciativas de carácter aberto e gratuito, de forma a motivar e envolver os cidadãos na adoção de estilos de vida ativos e saudáveis.

Fique a conhecer o programa completo da Semana Europeia do Desporto em Portimão e participe!

Fonte: Mun de PortimãoSemanaDesportoEncerra1

A 11ª edição do Mundial de Natação de Síndrome de Down – DSISO - vai realizar-se em Albufeira, em 2022. A atribuição desta organização foi já tornada pública e resulta de uma candidatura apresentada pela Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Intelectual (ANDDI) na qual estiveram também envolvidos a Federação Portuguesa de Natação, o Futebol Clube de Ferreiras e a Câmara Municipal de Albufeira. O evento, que vai ser disputado nas Piscinas Municipais de Albufeira, irá contar com a participação de mais de 300 nadadores em representação de 25 países.

O Mundial de Natação de Síndrome de Down – DSISO, o maior evento de desporto adaptado jamais realizado em Portugal, volta a Albufeira em 2022. Câmara Municipal de Albufeira, ANNDI, Federação Portuguesa de Natação e Futebol Clube de Ferreiras empenharam-se para que esta prova, que tanto sucesso teve na sua primeira passagem pelas Piscinas Municipais em 2008, pudesse voltar a Albufeira. O resultado da candidatura foi anunciado esta semana, sendo já oficial que o “Destino de Emoções” vai acolher novamente a prova. Recorde-se que a modalidade tem um digno representante no concelho - o Futebol Clube de Ferreiras (FCF) - coletividade que em 2018 teve uma prestação notável no Mundial DSISO no Canadá, com os atletas do clube a trazerem para casa o título de Vice-campeão do Mundo nos 50m Bruços, a medalha de bronze nos 4x50 Estilos e o 3º lugar em Estafetas, nas categorias 4x50 Estilos e 4x100 Estilos.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira mostrou-se satisfeito com esta notícia. “É para nós uma honra e um desafio podermos acolher e colaborar na organização de uma prova tão importante, pela segunda vez – 2008 foi o ano em que o DSISO se realizou pela primeira vez em Portugal, precisamente em Albufeira – o que confirma que as Piscinas Municipais continuam a preencher todos os requisitos impostos a campeonatos desta natureza e destas dimensões e que Albufeira é uma cidade inclusiva, que aposta numa política de integração dos cidadãos portadores de deficiência”. José Carlos Rolo sublinha que “esta candidatura resulta de um trabalho concertado entre diversas entidades e agora é tempo de continuarmos esta parceria, para que consigamos repetir ou elevar o sucesso de 2008”. O autarca deixa ainda uma palavra para o “esforço, trabalho e persistência destes atletas e familiares em ultrapassar todas as dificuldades, quer no seu dia-a-dia quer ao nível da competição desportiva”.

Recorde-se que o Futebol Clube de Ferreiras, que faz parte da organização do evento, deu os primeiros passos na natação adaptada em 2015 com o projeto “Special 21”, que tem por objetivo principal levar atletas com o Síndrome de Down aos Jogos Paralímpicos, o que fez com que todas as atenções do Clube se voltassem para as atividades da DSISO – Down Syndrome International Swimming Organization – organização criada para promover competições para atletas com este tipo de deficiência, oferecendo oportunidades aos nadadores em competições de nível mundial. Portugal e a Dinamarca foram as duas candidaturas mais fortes apresentadas para acolher a competição, cujo resultado foi anunciado em Itália, no decorrer do Campeonato da Europa da DSISO.

Fonte: GRP da CM AlbufeiraNatacaoSindromeDown1NatacaoSindromeDown2NatacaoSindromeDown3NatacaoSindromeDown4NatacaoSindromeDown5NatacaoSindromeDown7NatacaoSindromeDown6

O 2.º Granfondo Município de Silves/ADECT, que teve lugar ontem, dia 15 de setembro, juntou cerca de 200 participantes, que competiram em duas distâncias: 85km (mediofondo) e 120KM (granfondo).

Os líderes da Classificação Geral no granfondo foram Ricardo Pires (1º lugar, representando a equipa Swick Cycling Team/C.B.Almodovar), Bruno Rosa (2º lugar, representando a equipa Grupo Desportivo Santa Cruz/LITORAL) e Rafael Sacramento (3º lugar, representando a equipa ADECT/ALUMÍNIOS SACRAMENTO).

No mediofondo o vencedor foi Nuno Mendes (representando a equipa Swick Cycling Team/C.B.Almodovar), seguido de Marco Coelho (2º lugar, representado o Centro de Ciclismo de Loulé) e de Patrck Simão (3º lugar).

Nas senhoras o destaque foi para Celina Carpinteiro, que se classificou em 30º lugar na geral do granfondo e venceu na categoria Elites Femininas.

Foram, inda atribuídas classificações nas categorias sub 23, elites, masters 30, 40 e 50.

Recordamos, ainda, que Emanuel Duarte (vencedor da camisola branca da Volta a Portugal), Rafael Lourenço e David Livramento, três dos mais talentosos ciclistas da nova geração destes atletas portugueses, estiveram presentes nesta prova, bem como alguns atletas paraolímpicos.

De salientar que o 2º Granfondo Município de Silves / ADECT conta com o apoio da GNR de Silves, Bombeiros de SB Messines, BikeSul, Delegação do Algarve da Federação Portuguesa de Ciclismo, Moto Clube do Algoz, Infra Estruturas de Portugal e Prozis.

Fonte: GRP do Mun SilvesGranfondoClassificados2GranfondoClassificados1GranfondoClassificados3

A atleta alcouteneja Joana Ramos, defendeu as cores nacionais nas provas K1 Femininos 15 anos - 200 metros; K2 Femininos 15-16 anos - 500 metros e K4 Femininos 15-17 anos - 200/500 metros, conquistando a medalha de bronze em K4 200 metros, o 1° lugar na Final B em K2 500 Metros, o 1° lugar na Final B em K2 200 Metros e o 6º lugar em em K4 500 metros

Foram 12 jovens canoístas portugueses, com idades compreendidas entre os 15 e os 17 anos, a competir em Bratislava, na Eslováquia, nos Olympic Hopes 2019, a competição reuniu 831 competidores oriundos de 36 países.

Olympic Hopes é uma das regatas internacionais mais prestigiadas, direcionada a esperanças olímpicas, onde estão presentes os melhores atletas do mundo nos escalões de cadetes e juniores.

Joana Ramos conquista assim o seu primeiro titulo internacional a juntar aos titulo nacionais que tem conquistado e que refletem a sua capacidade e dedicação.

O Presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Osvaldo Gonçalves, saúda a atleta alcouteneja pela conquista alcançada e menciona a importância da mesma no reforço da imagem do concelho com potencial desportivo, onde o desporto dispõe de infraestruturas e vários programas de apoio que estimulam a prática individual e muito em especial o associativismo desportivo.

Fonte: GC do Mun AlcoutimJoanaRamos

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB