Crónica à “Luz das Velas”

Solta-mente
Typography

Daqueles que são irritadiços, melosos, colam-se às costas todo o dia, provocando uma sensação de estômago cheio e pestanas pesadas, cansaço e uma vontade quase irracional de gritar, correr, ou ambas.

Ele olhava-a com um sorriso, mas não era uma coisa boa. Nem todos os sorrisos deixam sensações boas. Estava sentado num sofá verde, azul, vermelho, laranja, branco, sei lá, de cor mutante, porque sim, e nos sonhos é possível. Só o sorriso era assustador, pois até havia algo muito humano, até familiar nos olhos.

“A melhor maneira de manipular alguém é dar-lhe o poder de escolha. Pensar que se escolheu, quando na verdade foi-se induzido. Não é preciso muita inteligência, basta contar com o Narciso que vive no ser humano.”

“Não percebo. Quem és tu?”.

Ela retesou as costas pressentindo uma ameaça. Ele não explicou quem era. Sorriu ainda mais. E depois disse tudo isto.

“Se te der um ecrãn plasma, um controlo remoto e acesso a mais de cem canais tu achas que podes escolher o que ver durante o serão. E fazes isso. E ficas contente. Mas na verdade estás a ser manipulada e a fazer o que eu quero. Dou-te cento e tal canais porque não me importo qual escolhes, desde que passes o serão a ver televisão.”

“Não estou interessada em telemarketing, nem quero comprar-lhe nada.” No sonho a resposta pareceu-lhe mais inteligente do que realmente era.

Mas ficou com aquilo. Tinha um misto de irritação e contrariedade debaixo das unhas. Tinha raiva de ter dado uma resposta tão parva ao homem do sonho. Devia ter corrido com ele à primeira. Tomou um vigoroso duche, preparou jantar, instalou-se na sala. Leu um livro inteiro, de ponta a ponta. Deitou-se. O despertador trouxe-a de volta. Lembrou-se imediatamente. Uma frase do sonho da noite ressaltou enquanto escovava os dentes. “Viste? Usei a tua vaidade. Nem acendeste a televisão.”

Esta crónica é ficção. Não aconteceu. É uma crónica dedicada ao “Mercado à Luz das Velas” em Lagoa. Este ano o tema é a Cultura Celta. Começou no dia 7 de Julho e dura até dia 10. Não fique em frente à televisão… a não ser no Domingo, só com um canal… (sorriso).

Selma Nunes

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS